O algoritmo do Instagram mudou a forma de como deve-se produzir os conteúdos dentro da plataforma. Afinal, é através dele que os posts conseguem chegar até os outros usuários de uma forma mais rápida e com um bom rankeamento.

Isso dado que, no Instagram, é importante ficar nas primeiras colocações do feed ou de outras funções, aumentando as chances de que as interações ocorram com mais facilidade. E, pensando nisso, nesse artigo vamos tratar justamente sobre o algoritmo presente no Instagram, como o que é, como funciona e como vencer esse sistema, tendo posições mais positivas no ranking.

O que é o Algoritmo do Instagram?

De uma forma geral, o algoritmo Instagram nada mais é do que um sistema responsável pelo recolhimento de dados. Nesse caso, trata-se de um sistema automático, de inteligência artificial, e que é justamente quem estabelece toda a ordem e posicionamento das publicações que surgem no feed de cada usuário.

Vale lembrar que não é apenas o Instagram que possui esse tipo de sistema, mas sim basicamente todas as redes sociais, como o Youtube, Facebook, Twitter, etc. Mas, qual é o algoritmo do Instagram? Bem, a plataforma já explicou fatores importantes sobre esse fator, que é capaz de ler com perfeição os dados disponíveis.

Assim, cada usuário recebe conteúdos personalizados para ele, tendo em base conteúdos que realmente tem interesse. No Youtube, por exemplo, ao deslizar pelo feed, é possível observar conteúdos não apenas de canais que se está inscrito, mas também alguns outros temas similares, mesmo de canais que não se está inscrito.

Isso ocorre justamente por que a plataforma conta com um algoritmo próprio, capaz de entender o perfil de cada usuário. E com o Instagram não é diferente, uma vez que há também todo o processo de interpretação desses dados.

O objetivo por trás disso é melhorar a experiência do usuário, oferecendo conteúdos que ele tem interesse, e também aumentar o próprio engajamento dentro da plataforma. Assim, há uma rede de benefícios para ambos os lados.

No caso do instagram, a presença desse algoritmo ocorre de forma diferente, a depender de qual área se esteja utilizando. Em outras palavras, há variações dessa interpretação no Feed ou nos Stories da rede social, por exemplo.

Com isso, cada feed é único para cada usuário do Instagram. E mesmo que duas pessoas sigam os mesmos perfis, os conteúdos aparecerão de forma personalizada para cada um deles.

Como seria sem o Algoritmo?

Sem o algoritmo, os conteúdos do instagram não seriam personalizados. Nesse caso, seria como antes da introdução desse sistema, ocorrendo de forma cronológica.

Assim, sempre que alguém realizasse uma publicação, ela apareceria no feed e iria ficando cada vez mais para baixo, quando outros postes fossem adicionados. Seguia-se assim a ordem específica de quando cada publicação era adicionada.

O grande problema dessa opção, porém, é que não há um filtro, uma seleção dos conteúdos principais para o usuário. Então, tudo ficava disponível de forma amontoada, poluindo esse espaço.

Desse modo, conteúdos relevantes e irrelevantes para o perfil eram entregues. E isso diminui bastante a experiência do usuário, bem como o seu engajamento dentro da plataforma, já que não há um interesse pelo post. Contudo, o algoritmo instagram foi capaz de mudar essa questão, entregando algo realmente personalizado para cada um.

Como funciona o algoritmo do Instagram?

O funcionamento do algoritmo leva em consideração diversos fatores importantes, que são cruciais para se ter um bom desempenho na plataforma. São realmente muitos pontos que interferem nesse processamento, tendo uma influência na personalização do feed, Reels, Stories, etc.

1. Engajamento

Esse, sem dúvidas, é o principal ponto a se considerar quando o assunto é o algoritmo Instagram. Afinal, é justamente através dele que o usuário fornece os dados necessários para que o sistema entenda seus interesses. Mas, como funciona o engajamento do Instagram?

De uma forma básica, tudo está envolvido no processo de interações, como as curtidas e comentários. Nesse caso, são priorizadas as publicações dos perfis que se interage mais.

Claro que também há outros pontos que interferem dentro dessa questão, como as marcações, tempo gasto na visualização de algum vídeo, visitas ao perfil, curtidas em posts antigos, etc.

De todo modo, é o engajamento que realmente molda essa distribuição dos conteúdos. Então, quanto menos se engaja com um perfil, mais para baixo do feed suas publicações irão ficar.

Por outro lado, diferentemente do feed, os Stories contam com um processo um pouco diferente. Isso dado que são as visualizações que moldam essa distribuição para outros perfis.

Nesse caso, quanto mais visualizações um stories tiver, mais ele será direcionado para outras pessoas que a seguem. Dentro desse contexto, as interações também têm relevância, dado que curtir, responder, participar das enquetes, não pular os conteúdos, etc. todos interferem no conceito do algoritmo Instagram.

2. Acessos ao perfil

Um fator que o algoritmo leva muito em consideração para o engajamento de um perfil é em relação às visitas feitas por outros usuários. Assim, além do ato de interagir com uma publicação, ao visitar a conta do usuário, demonstrasse interesse em relação a ele.

Então, a personalização do feed leva em consideração também esses fatores, já que busca justamente entregar algo que interesse a pessoa.

3. Interações de pessoas que se segue

Um ponto igualmente relevante, também capaz de influenciar na sequência que uma pessoa recebe uma postagem, é em relação às pessoas que se segue. Para isso, basta imaginar o seguinte exemplo:

Caso uma conta A siga as contas, B, C, D, E e F. E então, a conta F faça uma publicação, e as contas B, C, D e E interajam com o post, ele terá grandes chances de aparecer rapidamente para a conta A.

Isso dado que, há uma questão de interações que pode interessar ao usuário. Pode ser, por exemplo, em relação ao aniversário de alguém, e todos estejam dando as felicitações.

Desse modo, não vai importar se a conta A interage muito ou pouco com a conta F. Afinal, essa pode não ser uma publicação comum, mas algo mais relevante, e que pode interessar mais ao usuário.

4. Conteúdos de interesse

Outro fator muito importante em relação ao algoritmo Instagram é a área de interesse do usuário. Isso é justamente o que acontece com o Youtube, por exemplo, onde surgem conteúdos similares ao que se está acompanhando e interagindo.

No Feed, embora não seja um dos pontos principais, essa questão também interfere na sequência que os conteúdos aparecem. No entanto, esse critério é indispensável realmente em outras áreas.

O Explorar e o Instagram Reels são dois bons exemplos. Afinal, os conteúdos são mais de pessoas desconhecidas, que ainda não se segue. Então, ao utilizar essas áreas e interagir com algum tipo de conteúdo, o algoritmo vai entendendo esse interesse e organizando os conteúdos.

Quando se interage mais com publicações de animais, por exemplo, a plataforma leva ainda mais publicações sobre eles. E esse é um ponto realmente interessante, já que ajuda a conseguir algo que realmente se está buscando no momento.

5. Ordem cronológica

Como já mencionado, anteriormente, os posts surgiam segundo sua ordem cronológica. Assim, não havia uma personalização de conteúdos para os usuários. Então, com o surgimento do algoritmo Instagram, esse sistema acabou sendo deixado de lado.

De todo modo, embora não seja mais o responsável por direcionar os conteúdos, ele ainda tem um papel importante. Afinal, os posts recentes têm mais destaque em relação aos mais antigos.

Esse é um ponto realmente importante a se destacar, dado que mostra a relação da frequência das postagens. A verdade também é que publicações antigas perdem sua força, já que ao atingirem seu padrão de interações, são superadas por outros conteúdos recentes.

6. Frequência das publicações

O algoritmo analisa questões relacionadas à própria frequência com que os posts ocorrem. Isso dado que os conteúdos são apresentados um de cada vez, e muitas publicações feitas em pouco tempo, acabam não gerando o mesmo engajamento do que quando eles ocorrem de forma mais escalonada.

Afinal, há uma concorrência até mesmo entre essas próprias publicações, que disputam entre si para ver qual irá aparecer primeiro. Já em contramão a isso, quando um usuário passa muito tempo para criar um novo post, suas interações acabam sendo baixas.

Então, ao publicar novamente, as possibilidades de se conseguir um bom engajamento são mais baixas. Assim, é preciso haver uma frequência correta para criar novos conteúdos, e manter o Instagram nutrido na quantidade certa.

Há também fatores relacionados com os próprios dias da semana e o horário em que cria-se a publicação. Afinal, alguns períodos fornecem um ambiente mais favorável para o engajamento. E o algoritmo Instagram acaba sendo influenciado por esses fatores.

Como funciona o algoritmo do Instagram reels?

O Instagram Reels conta com um posicionamento diferente do que ocorre no feed, por exemplo. Afinal, aqui são conteúdos publicados por perfis novos, que ainda não se conhece ou se segue. Essa área visa justamente que o usuário possa se divertir através de vídeos curtos e observar publicações de outras contas, conhecer outros perfis.

Então, o algoritmo Instagram atua baseado em questões como frequência e conteúdos de interesse, como mencionado. Um ponto importante é que quanto mais se consome alguma publicação que pertença a um nicho, mas surgem outros conteúdos similares.

Assim, ao assistir e interagir com um vídeo sobre futebol no Reels, a plataforma entende que esse é um interesse do usuário, e personaliza a oferta com mais posts nesse estilo. O mesmo vale também conteúdos similares ao produzido por um perfil que o usuário já segue e interage bastante. Com isso, o algoritmo já sabe que essa é uma área de interesse, sendo capaz de personalizar o Reels com base nesses fatores.

O que diminui o engajamento do Instagram?

Como foi possível perceber, o algoritmo Instagram possui muitas variações, dado que em cada área ele funciona de uma forma diferente. Por isso, o engajamento sofre problemas também baseado em qual área ele está o conteúdo.

1. Baixa qualidade do conteúdo

Essa é uma questão realmente de muita importância dentro do Instagram, já que a rede social volta-se mais para esse compartilhamento de fotos, etc. Por isso, a qualidade visual dessas publicações é algo fundamental.

Ao criar um post com uma imagem ou vídeo em baixa resolução, o engajamento por parte do público acaba sendo afetado, e o próprio algoritmo também sofre influência. Assim, investir na qualidade é um passo que ajuda, e muito, a ganhar um bom engajamento nessa rede social.

2. Quantidade excessiva

Se a qualidade é uma questão indispensável, a quantidade é algo que provoca efeitos negativos no engajamento. Esse ponto já foi explicado anteriormente, e refere-se ao próprio volume excessivo de publicações, que concorrem até mesmo entre si para ganhar lugares de destaque.

E o engajamento dos conteúdos faz toda a diferença para melhorar a interação com posts futuros. Assim, é melhor criar algo mais espaçado, com uma boa qualidade, do que encher os seguidores com criações ruins.

Para isso, é importante criar um planejamento adequado, rotinas de postagens, estabelecimento de horários corretos, etc. Manter um padrão na hora de publicar é o melhor caminho a se seguir.

3. Interações excessivas

Dentro do Instagram, quase nada em grande quantidade faz bem para o usuário. É preciso buscar um limite para diversas áreas, até mesmo para as interações. Claro que esse é um ponto indispensável dentro do algoritmo Instagram, mas deve respeitar certas regras.

Isso dado que a plataforma costuma banir todos os robôs presentes, deixando realmente apenas os perfis administrados por humanos. Com isso, algumas atitudes frenéticas e automáticas são mal vistas.

Dessa forma, ao interagir demais, curtindo, descurtindo, comentando, compartilhando, etc. diversas publicações em pouco tempo, a rede social pode interpretar o perfil como um robô.

E as consequências para isso são bem graves, indo desde bloqueio até mesmo ao banimento do perfil. Por isso, é preciso manter um fluxo natural de interações, para evitar não ficar sem a conta.

4. Não interagir com o público

Como mencionado, interações excessivas causam efeitos negativos para a conta. Contudo, é preciso dar atenção para as pessoas que o seguem. Esse é um ponto relevante do algoritmo Instagram, e que pode diminuir bastante o engajamento, caso não seja bem feito.

Essa interação com o público diz respeito a responder aos comentários nas publicações, bem como mensagens diretas. Afinal, essa é uma forma de ampliar o engajamento dos posts. Ignorar essas interações prejudica bastante, enquanto responder amplia os benefícios.

O que diminui o engajamento no Reels?

O Reels é uma ferramenta diferente das demais, já que trata de vídeos animados e divertidos, postados por perfis diversos. Assim, não é preciso seguir as contas para que os conteúdos apareçam nessa área. E alguns fatores que diminuem o engajamento dos posts na ferramenta são:

1. Baixa resolução dos vídeos

Um ponto importante, ligado a experiência do usuário, é em relação a resolução dos vídeos. Assim, o algoritmo Instagram leva em consideração a qualidade de visualização do conteúdo.

Por isso, ao criar um post, é indispensável algo com uma boa resolução, ou melhor, com uma boa qualidade visual. Isso dado que, trata-se realmente de um fator que interfere bastante no engajamento e distribuição da publicação pelo algoritmo.

2. Conteúdos com marca d’água

O algoritmo Instagram leva em consideração também a criação de conteúdos originais na própria plataforma. Assim, reciclar conteúdos de outras redes sociais é um ponto muito negativo para o sistema.

A grande questão, é que esses conteúdos possuem marcas d’água, fazendo publicidade para as plataformas (muitas vezes concorrentes). Esse é o caso do Tik Tok, por exemplo. No entanto, até mesmo marcas de aplicativos de edição de vídeo normais, também interferem nesse processo.

Então, para não diminuir o engajamento, é crucial criar algo original para o Reels do Instagram em si. Não adianta criar um post no Kwai, Tik tok, etc, e compartilhar dentro do Insta, pois os resultados não serão dos melhores.

3. Conteúdos políticos e polêmicos

As redes sociais são uma ferramenta realmente muito importante para chegar até as pessoas. E o Instagram, sabendo de seu poder, busca não favorecer fatores externos, como a política. Por isso, algo que diminui, e muito, o engajamento de um post é quando ele trata sobre algum assunto político, ou é uma criação de um partido político em si.

Como vencer o algoritmo do Instagram?

Claro que o algoritmo é um sistema realmente importante para o usuário, uma vez que está relacionado com uma experiência mais personalizada. No entanto, para quem produz conteúdo, chegar até as pessoas acaba sendo algo mais concorrido. Afinal, é preciso produzir algo que desperte o interesse das outras pessoas, que gere engajamento, etc. 

Em outras palavras, é preciso vencer o algoritmo ou se adequar a ele, fazendo com que os conteúdos consigam ser direcionados com uma intensidade maior. Mas, felizmente, há algumas técnicas que ajudam a ter resultados mais positivos na rede social e melhorar o rankeamento dos posts. Vejamos:

1. Mesclar recursos

Um dos pontos mais positivos do Instagram é justamente sua flexibilidade e adaptação com o passar do tempo. Ao se imaginar que inicialmente, tratava-se de uma rede social voltada para o compartilhamento de fotos, atualmente já engloba conteúdos diversos. Assim, sempre lança novas ferramentas e funções.

Uma das mais recentes, por exemplo, o Reels, serve para compartilhar vídeos curtos, como o Tik Tok ou o shorts do Youtube. Essa é uma tendência atual, e que o Insta soube aproveitar muito bem.

Assim, levando em consideração essa diversificação, uma boa forma de vencer o algoritmo Instagram é justamente utilizar essas ferramentas. Criar conteúdos voltados para diferentes funções, publicando alguns no feed, outros nos stories, bem como no Reels, fazem toda a diferença.

2. Incentivar o engajamento

Criar algo de qualidade é um ponto importante, mas há muitas formas de aprimorar esse engajamento. Nesse caso, criar métodos de incentivo aos comentários, por exemplo, amplifica, e muito, os resultados.

Fazer perguntas nas publicações, para que os seguidores respondam, ou outros métodos, como enquetes nos stories, ajudam a conta a criar interações mais efetivas com o público.

4. Escolher os melhores horários para postar

O engajamento e alcance de um post relaciona-se bastante com o momento em que ocorre a publicação. Afinal, quando os seguidores estão online, as interações se tornam muito mais naturais e efetivas.

Publicar algo em um momento em que não há ninguém para ver, é uma opção que oferece poucos benefícios. O mais aconselhável é realmente buscar pelos melhores períodos, onde os usuários costumam estar mais ativos na plataforma.

Assim, as probabilidades de se conseguir um resultado significativo são potencializadas. Por isso, buscar conhecer quais são esses momentos, dias, horários, é um passo que ajuda bastante a vencer as métricas do algoritmo Instagram.

5. Criar stories com mais frequência

Como salientado algumas vezes, o algoritmo funciona de formas diferentes dentro do Instagram. Então, o que vale para uma função, não se aplica com a mesma força a outra.

Assim, os stories têm um processo diferente quando se trata da quantidade dos conteúdos. Com isso, se ao publicar diversas vezes no feed não é uma opção muito boa, o mesmo não vale para os stories. Claro que é sempre bom levar em consideração o bom senso, e não extrapolar demais.

Afinal, embora uma quantidade diária maior de conteúdos nessa função possa não atrapalhar, há alguns pontos que o algoritmo também considera. Quando as pessoas não acompanham todos os stories, e pulam para outro perfil, antes de terminar as postagens, por exemplo, acaba gerando pontos negativos.

6. Interações rápidas

Se as interações são um ponto de grande relevância para o algoritmo Instagram, a velocidade como elas acontecem também interferem bastante. Em relação aos comentários, por exemplo, responder aos usuários o mais rápido possível é algo que ajuda a melhorar o engajamento na publicação.

Assim, criar um post e sair, retornando apenas horas ou dias depois, respondendo um ou outro comentário, não é algo positivo. O melhor é realmente ficar atento às interações, e responder assim que os comentários surgem.

Isso ajuda a pegar os outros usuários ainda ativos, aumentando as chances de que novos comentários aconteçam. Além do mais, essa atenção dada ao público é algo fundamental.

Deixe seu comentário