O banco de dados é essencial para quem está em busca de manter uma plataforma ou site em segurança. Além disso, é através dele que diversos contextos são montados, inclusive o controle de informações.

O armazenamento de informações é feito dentro do banco de dados e por isso ele se faz tão importante. Consequentemente fazendo parte do gerenciamento é fundamental para a segurança de um negócio.

Para saber como construir o banco de dados, é preciso entender alguns detalhes. Principalmente como ele funciona. Para que serve e quais os tipos que existem e também a sua importância.

Por esse motivo, ao longo deste artigo você vai descobrir exatamente para que serve o banco de dados. Como ele funciona e quais os principais tipos que podem ser usados para estruturar o seu site ou plataforma. Para saber mais, continue lendo.

O que é banco de dados

Banco de dados nada mais é do que uma forma de armazenar informações. Estão presentes dentro de um domínio. Para resumir, em suma se trata de um grupo de dados de mesmo nicho, mesmo assunto.

É o local onde pode ser armazenado com segurança dados importantes ou não, que podem ou não estar organizados. A disponibilidade dessas informações fica disponível dentro desse banco de dados. Que pode ser acessado por quem precisar.

Esse tipo de sistema é interessante. Principalmente pelo fato de ser algo a ser gerenciado dentro de uma empresa, ou de um site. Os dados armazenados podem ter diversas finalidades, e isso vai depender de cada instituição.

Para conseguir manipular essas informações é preciso entender de SGBD. Atualmente existem vários tipos, sendo inclusive diferenciados de acordo com cada necessidade. Os mais comuns são DB2, PostgreSQL, Oracle, MySQL e muitos outros.

Toda empresa que possui um site, ou qualquer tipo de plataforma, precisa ter um banco de dados para funcionar corretamente.

Quais as categorias de banco de dados?

Para entender como os bancos de dados funcionam, é preciso entender que eles funcionam em categorias diferentes. Mas cada um vai depender do tipo de serviço e demanda envolvido.

Sendo assim, para entender melhor como cada um deles funciona e para que servem, é possível ligar a categoria com o tipo de serviço. acompanhe:

Banco de dados relacional

Esse tipo de banco de dados está totalmente relacionado ao tipo mais comum que existe no mercado. Possui sistemas CRM e ERP. Por ser do tipo popular, ele é um dos mais usados principalmente por ser confiável e fácil de usar. Garante a segurança dos dados armazenados.

Sendo assim, funciona armazenados os dados de forma tubular. Ou seja, para esclarecer os dados ficam alocados em colunas. Com descrição em linhas que mostram os atributos daqueles dados.

O banco de dados relacional se faz tão importante. Justamente por construir os pilares da Atomicidade, Consistência, Isolamento e Durabilidade, ou ACID.

Essa é uma das principais características dessa categoria, principalmente por sua linguagem que é o Structural Query Language (SQL). É um banco de fácil manutenção, possibilitando a inserção e a recuperação de dados de forma bem simples.

Banco de dados não relacional

Já os bancos de dados não relacional são usados para quem precisa de armazenar dados, mas de uma forma não tubular. Sem ser em forma de tabela. Como por exemplo, vídeos, gráficos, imagens, etc.

Esse tipo de banco tem alta performance e por isso, está dentro dessa categoria. Está entre os mais valorizados do mercado, principalmente por manter registros em um único lugar.

Os bancos de dados não relacionais não usam nenhum tipo de sistema que envolva relacionamento entre as informações. Ou seja, para esclarecer que é totalmente diferente da categoria relacional.

A linguagem oficial desse tipo de banco é o NoSQL. Como ele absorve tipos diferentes de conteúdos. Isso envolve uma complexidade um tanto maior. Sendo assim, demanda aprovação em seu sistema. E isso é extremamente relevante para a informação e o negócio.

Qual a importância de ter um banco de dados?

Entender a importância do banco de dados se faz essencial, principalmente para quem possui um site. Esse sistema de armazenamento serve para conter dados importantes para o seu negócio, site ou plataforma.

Além disso é uma forma segura de realizar essa função que também é eficiente. Permite que as pessoas que navegam por ali, tenham uma experiência melhorada. E posteriormente que consigam encontrar aquilo que desejam ao realizar uma busca.

Quando os dados estão armazenados de forma organizada, os visitantes conseguem encontrar o que procuram. Além disso, o sistema correto também favorece a rotina dos funcionários de TI.

Esses profissionais são responsáveis por acessar, restaurar e armazenar esses dados quando há necessidade. Acima de tudo, ter uma ferramenta eficiente para realizar essa função, esse trabalho fica mais simples e facilitado.

O banco de dados deve sempre ser considerado parte importante ao desenvolver um site. Da mesma forma, ele deve funcionar corretamente. Mas é essencial para fazer backups e prevenir qualquer perda de informações que possa vir a acontecer.

Quais são os tipos de banco de dados?

Na hora de escolher qual tipo de banco de dados usar, é essencial entender quais são os tipos de dados. Em primeiro lugar é importante entender que os dados da sua empresa ou do seu site, são os dados dos seus clientes.

Por isso, é essencial que sejam um sistema seguro e esteja alinhado de acordo com as necessidades da empresa. Somente assim, irá funcionar corretamente, sem te deixar na mão.

No mercado existem diversos tipos de bancos de dados, entre os mais comuns estão:

1.      MySQL

Pertencente ao tipo SGBD, o MySQL é um tipo de bando de dados que pertence a categoria relacional. Isso significa que tem como principal característica o open source. Mantendo os dados em código aberto para poderem ser programados ou modificados.

Esse tipo de banco de dados permite o desenvolvimento de aplicativos com as informações que ficam disponíveis ali. Por ter um foco online muito grande, sua popularidade é alta, estando inclusive, presente em várias plataformas grandes, como as redes sociais.

O sistema também usa linguagem PHP, funcionamento nos principais sistemas operacionais como Mac, Linux, Windows, Solares, entre outros.

2.      PostgreSQL

O modelo de PostgreSQL também é do tipo open source, e pertence a categoria relacional. Por isso, é preciso considerar este, um dos tipos mais usados no mundo. Sendo usado inclusive por plataformas gigantescas como é o caso da Apple e da Skype.

Criado em 1986, a PostgreSQL foi atualizando suas versões ao longo do tempo, e com isso, manteve foco principalmente para as plataformas online. O que acabou se tornando uma das maiores vantagens.

Por não exigir que se tenha um hardware muito avançado ou que se tenha um sistema com recursos, o banco de dados permite consultas. Essas consultas podem ser feitas de forma simples e facilitada, usando chaves, acessos e o que for preciso.

3.      Oracle

Também do tipo SGBD, está entre os bancos de dados mais usados do mercado. está disponível desde os anos 70 e por ter uma linguagem PS/SQL como principal, o Oracle possui diversas funcionalidades.

Além de ser muito versátil, roda em plataformas diferentes, como Linux e Windows. Por isso, uma de suas principais características é a escalabilidade. Por conseguir seguir uma demanda alta, ou que esteja em crescimento, suas capacidades também aumentam.

O Oracle, consegue armazenar e controlar uma quantidade muito grande de volume de dados. Mas para que funciona em sua capacidade máxima é preciso ter um hardware a altura. Com capacidade para rodar com bom desempenho.

4.      NoSQL

Dentro da categoria dos não relacional, o NoSQL é um tipo de banco de dados que funciona com código aberto. Foi criado em 1998 e se tornou bastante popular principalmente em plataformas de redes sociais e em dispositivos móveis.

Se tornou um dos mais usados do mercado também, por armazenar dados de forma objetiva. Por se tratar de um banco de dados que tem suas funcionalidades, traz diversos benefícios e isso precisa estar alinhado.

Cada empresa tem suas metas, e as pessoas que trabalham no departamento de TI precisam saber como usar as informações a esse favor.

5.      SQL Server

O banco de dados criado pela Microsoft conquistou grande parte do mercado desde a sua criação em 1989. Tal popularidade foi usada principalmente para armazenar dados em instituições públicas e governamentais, além de indústrias e comércios.

A principal linguagem usada pelo banco de dados do tipo SQL Server é o T-SQL. Sendo assim, uma informação importante a se saber, é que nesse tipo de banco, os dados armazenados são criptografados. O que significa que seus níveis de segurança são ainda maiores.

Levando em consideração os demais tipos de bandos de dados, o SQL Server é um dos tipos mais seguros. Por se tratar de criptografia, as modificações só podem ser feitas por pessoal especializado.

Sendo um produto desenvolvido pela Microsoft, a compatibilidade é ainda melhor com os produtos que são desenvolvidos pela empresa.

6.      MongoDB

Um dos tipos de bancos de dados mais recentes, criado em 2009, pertence a categoria dos não relacionais. Está entre os mais comuns, porém, atua com linguagem de programação C++, assim como Java Script.

Esses tipos de linguagem facilitam as buscas, e também por atual em open source. Foi desenvolvido para atuar principalmente com documentos, no sistema document database, em JSON.

Não faz o uso de tabelas, por ser do tipo não relacional, e por esse motivo, não se vê os dados em forma de linhas ou colunas como se fosse uma tabela. O MongoDB também opera em diferentes tipos de sistema operacional.

Quais as vantagens de usar bancos de dados?

Para ter um banco de dados é necessário certo investimento, mas é válido ressaltar que esse investimento traz benefícios. Existem diversas vantagens em fazer o uso desse sistema de armazenamento.

Além de impactar diretamente na produtividade da empresa, também facilita o alinhamento de informações. Mantém os dados organizados e os resultados disso podem favorecer e muito a plataforma ou empresa.

Para saber algumas das principais vantagens envolvendo os sistemas de bancos de dados, veja abaixo:

Melhora a produtividade e relacionamentos dentro da empresa

A melhora com os relacionamentos se dá principalmente com os setores que precisam trabalhar e se comunicar entre si.

Quando se faz o uso de um banco de dados que é realmente eficiente, grande parte das áreas da empresa, com setores conseguem se manter em contato de forma clara. Sendo assim, objetivos e metas conseguem ser cumpridos com mais facilidade.

A gestão de dados, quando bem feita, consegue permitir que setores trabalhem em conjunto em prol de um mesmo objetivo. Quando se tem um profissional capacitado que sabe usar as informações, as modificações podem ser benéficas.

As expectativas da empresa, quando alinhadas a transparência dos dados, melhora também a produtividade dos funcionários. Que elevam resultados e minimizam os conflitos.

Melhora a segurança

Por se tratar um sistema que auxilia na segurança, esse acaba sendo uma das principais vantagens em se ter um banco de dados. Manter esse sistema de gestão, é o que deixa todo o trabalho mais tranquilo.

O armazenamento de dados através de bancos, torna essas informações mais seguras, principalmente por ser de acesso restrito. Com isso, apenas pessoas autorizadas e especializadas é que podem visualizar tais dados.

Reduz riscos

O sistema de banco de dados é feito com transparência e por isso, é possível minimizar os riscos que podem acontecer dentro das empresas. Ainda mais no que diz respeito a operações. Isso acontece de acordo com a demanda do negócio.

Quando a empresa mantém ações e objetivos em comum entre a equipe, tudo se coordena bem. E assim, o bom uso do banco de dados acaba se tornando mais eficaz. Por não gerar riscos, a performance acaba melhorando dia após dia.

Decisões melhores

Quando se tem informação, se toma melhores decisões. Com o bom uso do banco de dados, é possível melhorar essa tomada de decisões dentro da empresa, melhorando os resultados, com base em dados analisados.

Para tornar as decisões mais eficientes, as empresas usam o banco de dados, junto de analistas qualificados. Dessa forma é mais fácil tomar decisões assertivas, sem achismos.

Com informações claras e avaliações sobre os dados, é possível tomar decisões melhores, de forma clara e transparente. Com isso, se identifica melhorias e os resultados também melhoram.

Como é feita a gestão dessas informações?

Quando uma empresa possui o sistema de banco de dados, é necessário ter alguém para fazer a gestão dessas informações. De nada adiante ter os dados, se não há como interpretá-los, ou avalia-los de forma eficiente.

Sendo assim, a gestão é tão importante, quanto o armazenamento. Saber avaliar essa estrutura é essencial para o bom uso de um banco de dados. Para isso, verifique inicialmente quais são as necessidades e soluções desejadas.

Ao ter isso em mente, fica mais entender qual é o tipo de gestão necessária. Escolher o tipo de metodologia e organização é essencial, principalmente para que a empresa consiga se adequar a sua demanda.

Ter uma profissional que organiza essas informações e realiza a gestão e as análises, também é fundamental. Com isso, dentro da empresa ou organização, dados organizados são encontrados com mais facilidade.

Sempre que é contratado um sistema de banco de dados, é preciso pensar no acesso que se tem desses dados. E depois, pensar em como serão organizados, para serem acessados.

De uma forma geral, a gestão dessas informações é feita dessa maneira. Para quem é especialista, é até fácil e prático de organizar essas informações. O que acaba tornando toda a rotina da empresa mais simples.

Os backups também são essenciais, eles podem ser feitos manualmente ou de forma programada. Além disso, existem também o cruzamento de dados, que é feito de forma inteligente para encontrar problemas e métricas importantes.

Toda a gestão exige monitoramento do sistema, por isso, também serve para identificar o que acontece e o que pode ser melhorado ou ajustado. Atualizações precisam ser feitas constantemente para garantir o bom funcionamento do sistema.

Quem é o profissional que faz a administração dessas informações?

O administrador do bando de dados é o responsável por fazer a gestão das informações.  Também chamado de database administrator (DBA), é o profissional dentro do setor de tecnologia que faz esse tipo de monitoramento e gestão.

Dentro dessa área, os responsáveis fazem a gestão, reparos, avaliações, criação, instalação e monitoram toda a estrutura do banco de dados. O armazenamento de informações, exige esse profissional capacitado e que entenda da área para organizar as informações.

Quando se mantém essas informações sob monitoramento e análises constantes, o profissional que realiza essa função não fica sobrecarregado. Sabe que o sistema armazena uma grande quantidade de informações e estar em dia com isso, é essencial.

Quanto mais informações se insere, maior deve ser a organização e gestão desses dados. É importante também manter o espaço do banco de dados condizente com a quantidade de informações recebidas.

Isso além de facilitar os backups, também não faz com que dados se percam por falta de espaço. O sistema inteligente faz backups programados, mas monitorar o espaço disponível é função do administrador de bando de dados.

O que faz um administrador de bando de dados?

Com tamanha captação de dados em diversos sistemas e plataformas espalhados pela internet, saber como monitorar corretamente essas informações é fundamental. Esse é o papel do administrador de banco de dados.

No dia a dia de um DBA, estar ligado aos dispositivos e ao próprio sistema, avaliando todos os dados que entram, é comum. Na plataforma, chegam diversas informações no decorrer do tempo, e isso precisa de monitoramento e avaliação.

Para se ter uma ideia, algumas empresas maiores, recebem cerca de 40 trilhões de Giga em forma de dados todos os dias e tudo isso, precisa de uma gestão eficiente. Claro que nesse caso, a gestão não é feita apenas por uma pessoa.

De uma forma geral, todo volume de dados que é coletado e recebido dentro de uma plataforma, precisa de manutenção. Os especialistas que realizam a formação administrador de bando de dados, são os responsáveis por atuar nessa área.

Também podem ser chamados de BI, ou Business Intelligence. Esses especialistas, também realizam a função de organizar, modificar e identificar essas informações. Fazendo o uso de ferramentas e técnicas diferentes.

Ao longo desse monitoramento e gestão, vários insights podem aparecer. O que faz com que toda essa área, seja chamado de Inteligência de alguma forma. Já que muito se tira desses dados, incluindo aplicativos e soluções para problemas importantes.

Existem muitas vantagens e tem um profissional da área atuando devidamente com a gestão e administração do banco de dados. Além de ter as métricas acompanhadas, também mostra algumas indicações importantes para melhorar estratégias.

Todas as empresas que passam a tomar decisões, com base em gestão e avaliação do banco de dados, conseguem ter melhores resultados. A análise que é feita por profissionais levanta alguns questionamentos importantes.

Estruturação de dados

A administração dos dados, requer uma estruturação, e isso exige conhecimento específico. Por isso, a carreira de administrador de banco de dados se faz tão importante atualmente. Quem pretende seguir essa área, precisa se especializar nesses sistemas de armazenamento.

Os bancos de dados se fazem extremamente essenciais para diferentes áreas de uma mesma empresa. Os administradores possuem essa finalidade específica, e extraem o melhor daquilo que pode ser usado através de suas análises.

É válido ressaltar que os bancos de dados também podem conter informações compartilhadas ou preservadas. O que vai fazer diferença é a maneira como esses dados são organizados e avaliados.

Quais as principais funções de um administrador de banco de dados?

Um profissional que atua nessa área, possui muitas qualidades e precisa ser especializado na área. Os especialistas que trabalham nessa área podem ser diferentes, desde que sua carreira envolva tecnologia de alguma maneira.

Além disso, suas capacidades precisam envolver as seguintes funções:

  • Saber monitorar os dados assim como realizar consultas importantes nas informações disponíveis no sistema, encontrando sua eficiência.
  • Saber instalar e atualizar o sistema, incluindo também o uso de ferramentas.
  • Deve saber criar backups, programa-los e realizar testes constantemente.
  • Fazer manutenções para garantir a segurança das informações que são armazenadas.
  • E muitos mais.

Praticas importantes de um bom profissional

O bom profissional que atua na área de gestão de banco de dados, ou realiza a sua administração, precisa ser capaz de realizar essas funções. Além disso, saber aplicar da melhor maneira possível, práticas de administração e gestão que sejam eficazes.

Quem está em busca de um profissional para atuar na área, precisa saber que esse profissional deve saber atuar e avaliar toda a infraestrutura do sistema. A avaliação do banco de dados se faz essencial.

O primeiro ponto é que essa avaliação serve para encontrar o que pode melhorar. Além de conseguir organizar os dados, manter as informações em ordem, seguras e em constante monitoramento.

Por isso, encontrar o profissional que saiba verificar o que é necessário dentro das empresas, é tão importante. Além de manter o sistema seguro, o administrador de banco de dados também atende e realiza o que precisa ser feito.

Faz parte das boas práticas de um profissional, conseguir realizar a sua gestão com boas recomendações do que pode melhorar. Sendo assim, atuar na área de banco de dados, não é um trabalho mecânico. Também exige estratégia.

Saber bolar novas estratégias e governar os bancos de dados é essencial para ser um bom profissional em processamento de dados. Muitas das empresas estão em busca de bons profissionais nessa área e por isso, saber agir e bolar novos planos, é fundamental.

Estratégia de dados

Ao contratar administrador de banco de dados, também se espera que o mesmo saiba elaborar boas estratégias. São elas que facilitam e melhoram todo o plano de negócios. Principalmente aqueles que se baseiam em análise de dados.

Grande parte das informações armazenadas atualmente, exigem uma boa análise. Afinal de contas, de nada adianta ter tanto material e conteúdo, se não os usar para nada.

Governar e ordenar esses dados, é o que faz com que a estratégia montada de forma eficaz. Ainda mais quando a intenção é elaborar novas estratégias. Por isso, contratar um bom profissional que atue na área e tenha experiência é necessário.

Além disso, definir quais serão as estratégias e as políticas da empresa, faz parte das responsabilidades da gestão de dados. Assim como ter uma boa capacitação para atuar nesse setor.

Toda empresa que tem em sua lista de funcionários um profissional que atua na área de gestão de dados, consegue alcançar de forma muito mais rápida seus objetivos. Certamente isso acontece devido as informações avaliadas com base nos dados coletados.

Esses dados presentes no sistema, podem ser uma porta de entrada para uma série de informações importantes. Que acima de tudo podem fazer a empresa crescer em pouco tempo, além de minimizar os riscos.

Ou seja, para esclarecer, é essencial contratar uma empresa que atua na área de análise de dados, ou que tenha um profissional especializado e dedicado ao setor dentro da empresa.

Carreira no setor de DBA

Todo administrador de banco de dados costuma construir carreira, passando por alguns níveis de especialização. A área de estudo exige muito conhecimento e principalmente muita prática.

Existem capacitações e cursos especializados no mercado, voltados para quem tem interesse em atuar nessa área. Além disso, o setor de Administração de Banco de Dados, cursos que envolvem o conhecimento superior em redes também conseguem preparar o profissional

Para atuar nessa área, a prática é importante, mas é necessário entender muito bem as teorias do sistema de armazenamento. A profissão envolve um pouco de criatividade, principalmente na hora de transformar os dados em insights e estratégias.

O profissional da área que atua com o gerenciamento de dados, precisa desenvolver o feeling, de elaborar estratégias. Além disso, saber interpretar os dados, e o principal, ter visão para encontrar em meio a isso, soluções.

Não se trata de uma profissão engessada, de forma exata. Muito do que se avalia é interpretativo e pode vir a promover diversas soluções distintas para áreas diferentes.

Empresas apostam muito nisso hoje em dia, principalmente em profissionais que possuam essas qualidades. Que saibam dar suporte, garantir a segurança e ainda tenham jogo de cintura para ver fora da caixa.

O mercado é muito versátil para o profissional que faz a gestão do banco de dado. Da mesma forma de encontrar perfis com visão técnica, também valoriza os profissionais que são experientes em gerenciamento de softwares.

Ter graduação na área de TI (Tecnologia da Informação) e saber falar inglês, são características muito desejáveis dentro da área. Mas no entanto os recrutadores levam isso em consideração.

Em se tratando de habilidades, os profissionais da área também precisam se organizar e ter proatividade. Certamente de ter um grande comprometimento com a empresa para melhorar seus resultados e encontrar solução para os problemas.

Por que contratar uma empresa especializada?

Ao avaliar o cenário da plataforma ou empresa, é necessário entender se há necessidade de terceirizar o serviço. Algumas empresas crescem em demanda e precisam aumentar esse setor para continuar mantendo a qualidade.

A avaliação e armazenamento de dados exige recursos e competência e por isso, contratar uma empresa que vai conseguir suprir essas necessidades, é um investimento necessário para que a gestão se mantenha dentro das exigências do mercado.

No cenário atual, investir em qualquer coisa que esteja relacionado com análise de banco de dados, é um caminho para se profissionalizar. Sem contar que se garante muito mais em relação a estratégias bem montadas e soluções de problemas.

Além dos profissionais capacitados que estão disponíveis, também existem empresas que oferecem esse tipo de serviço. Contratar a gestão de banco de dados de forma terceirizada pode ser uma forma de tornar todo o trabalho ainda mais completo.

A Visão Confiável oferece esse tipo de serviço. Possui uma equipe de profissionais em administração de informações capacitados que podem realizar toda a atividade de forma organizada e segura.

Para saber mais sobre os serviços que a empresa oferece, entre em contato para fazer um orçamento de acordo com suas necessidades. Cada empresa exige um tipo de consultoria diferente e por isso, encontrar profissionais qualificados faz a diferença.

Deixe seu comentário