Coco, côco e cocô: para começo de conversa, a gente deve te alertar que o termo  côco não existe!  Já o coco, é destinado para a fruta, enquanto o segundo é voltado para referenciar às fezes. 

Quais as diferenças entre coco, côco e cocô? Na hora de fazer a redação, é comum que a gente fique em dúvida sobre quando usar cada um dos termos. Assim, ter uma noção sobre o assunto é uma forma de evitar erros graves e, claro, driblar a perda de pontuações por causa disso.

Se quiser conferir exemplos quanto ao uso de cada um dos termos, fique conosco porque a Visão Confiável separou um breve resumo para te ajudar a nunca mais esquecer. Vamos lá!

Neste artigo, você verá sobre:

  • Qual a diferença de coco, côco e cocô?
  • Exemplos de coco, côco e cocô.

Diferenças e exemplos de coco, côco e cocô

Veja, abaixo, um resumo que aborda sobre as diferenças de cada um dos termos, quando devem ou não ser utilizados.

Coco ou côco?

O termo côco não existe, simples assim! Quando você deseja se referir à fruta que nasce no coqueiro, deve utilizar o termo COCO. Veja, abaixo, alguns exemplos práticos para entender:

  • Maria foi até aquela loja para comprar água de coco, estava desidratada.
  • Adoro tomar água de coco.
  • Me passe o coco para preparar a receita do bolo que minha mãe passou. 
  • Obrigada por comprar o coco para a torta.
  • Venha experimentar, eu trouxe mousse de coco para a festa.
  • Eu adoro beber batida de coco aos finais de semana, acho não haver bebida alcoólica mais gostosa que ela.

Cocô

Enquanto isso, o termo cocô se refere a fezes, fazendo parte de uma “gíria” tida entre os brasileiros.

  • Olhe o bebê, eu acho que nosso filho fez cocô na fralda.
  • Estou com muita vontade de fazer cocô, não vejo a hora da gente chegar em casa para ir ao banheiro.
  • Por que você não limpa o cocô do seu cachorro? Nesta casa, sobra tudo para mim, né?
  • O pombo fez cocô na minha cabeça, acredita?
  • Eu saí mais tarde do trabalho porque aproveitei para fazer cocô antes de pegar o trânsito, desculpe por não avisar e me atrasar. 

Resumindo:

Desse modo, pode-se dizer que o termo cocô é destinado para fezes, enquanto coco para a fruta e, por fim, o côco, que não existe na língua portuguesa e, se o utilizar em seus textos, estará cometendo um erro grave.

 Não existe uma forma correta de falar os termos, visto que a nossa fala varia de acordo com a região em que se mora e rir de alguém que troca os acentos ao falar, pode configurar como preconceito linguístico

O modo de falar e o contexto da fala determinarão se você está falando de cocô ou de coco, no entanto, quando se está falando da escrita, é de suma importância saber onde colocar ou não o acento.

Você sabia que existem outros significados?

Você sabia que os dicionários também oferecem outros significados para o termo “coco”? Confira, abaixo, uma definição retirada com base no Michaelis.

  1. Bactéria com dimensão esférica que causa doenças patogênicas nos seres humanos.
  2. Medida utilizada no Japão equivalente a mais de 290 mil metros.
  3. Pessoa com muito dinheiro e boas condições de vida.
  4. Tipo de dança antiga praticada em grupos com cantiga popular.
  5. Cérebro (“ele caiu da árvore e bateu os cocos (cabeça) no chão).

E então, tem mais alguma dúvida sobre o assunto? Comente conosco e, claro, não esqueça de vir conhecer mais artigos em nosso blog, temos muitos conteúdos para te ajudar com as regras de português.

Leia mais:

Deixe seu comentário