Criar site é algo que está dentro do ofício de um profissional de webdesign, mas pode ser feito por pessoas sem especialidade também.

Depois de trinta anos do lançamento do primeiro site, hoje os usuários da internet presenciam uma grande revolução digital.

Primeiramente, quando se fala do primeiro site que existiu, se fala do info.cern.ch , que foi o primeiro servidor da Web.

No ano de 2021 constatou-se que existem mais de 1,83 bilhões de sites de vários tipos pela internet conhecida, sem contar com a Deep Web.

Enfim, essa revolução digital, a qual também se conhece por “revolução tecnológica e informativa” é um grande marco da história humana.

Isso porque à medida que a internet foi adentrando no espaço da vida das pessoas, muitos aspectos do mundo real mudaram.

Entre tais aspectos se encontram a maneira com que se consome informação, como se faz compras e até mesmo como se faz o Marketing de uma empresa.

Para que se tenha uma noção do quanto o funcionamento das coisas mudaram com essa revolução, hoje a maior rede de comunicações existente é a internet.

E, por isso, saber como funciona a criação de um site é algo indispensável para aqueles que desejam ter um bom posicionamento digital.

Aliás, para além da praticidade, esse tipo de conhecimento pode ser uma porta para aqueles que desejam trabalhar no meio digital.

Mas, assim como tudo que é novo para se aprender, conseguir absorver conhecimento para fazer um bom site é algo que demanda tempo e energia.

Por isso, caso a necessidade de um site seja emergente, nada melhor do que uma equipe preparada para fazer isso como a da Visão Confiável.

No entanto, caso haja apenas a pretensão de criar um site, aqui estão algumas dicas para o leitor aprender.

Criar site: por que aprender a fazer isso?

Atualmente, no mundo inteiro existe uma taxa de penetração da internet de uma média de 55.1% em toda a população mundial.

Ou seja, do número atual de pessoas na Terra, que é de mais de 7.87 bilhões de pessoas, mais da metade tem acesso a internet.

E, um fato muito importante sobre a internet nos tempos atuais é que se algo está presente nela, automaticamente este “algo” existe em um grande universo virtual.

Factualmente, no mundo da era digital, aquele que não é visto não é lembrado, E, definitivamente, é assim que as coisas são.

Afinal, hoje em dia quase tudo pode ser feito pela internet. E quem não “está nela”, praticamente é dado como não existente.

Isso pode ter diversas explicações, mas nesse artigo os leitores ficarão limitados a uma breve explanação com base no empirismo.

Afinal, tentar explicar toda uma conjuntura iria tomar todas as linhas desse texto.

Pois bem, como é possível deduzir o leitor deste artigo possivelmente teve muitas experiências virtuais.

Dentre elas, fazer compras em um site, se comunicar com alguém distante e até mesmo adicionar algum conhecido que não via há muito tempo.

Mas, partindo de uma reflexão lógica, se tanto a loja onde fez as compras, a pessoa com quem se comunica ou até mesmo o conhecido de longa data não estivessem na internet, como o leitor teria executado qualquer uma das ações ditas no parágrafo anterior?

Simples, não o teria feito! E isso pode se explicar pelo argumento de que a internet evolui para tornar a vida de seus usuários mais cômoda. Por isso, aprender a criar sites é um “divisor de águas”.

Por meio da habilidade de criar sites, é possível não só executar as funções ditas anteriormente, como também oferecer às pessoas essas facilidades que os sites entregam.

Vantagens de ter um site

Como foi possível notar no parágrafo anterior, saber criar site é algo que vai além do engrandecimento do conhecimento técnico.

Saber criar um site é algo que pode contribuir tanto para um negócio pessoal, quanto para o de outras pessoas.

Por isso, nessa seção do artigo será explicado quais são as vantagens de ter um site, tanto para uso pessoal quanto para empresas.

Primeiramente, a maior vantagem de criar um site é ter um espaço exclusivo dentro da internet para tratar de assuntos de interesse ou oferecer serviços.

Afinal, nada melhor do que possuir um local fora das redes sociais onde é possível se expressar na internet, seja para fins comerciais, ou seja para fins pessoais.

O segundo ponto positivo de ter um site é o fato de que esse se torna um domínio próprio, onde é possível ter um contato direto com o público que o acessa.

No caso de uma empresa que realiza vendas virtuais, abaixo está um dado que pode ser um indício positivo de que ter um site para vendas é algo bom.

Segundo levantamento realizado pelo NZN Intelligence, cerca de 74 % dos consumidores brasileiros preferem fazer compras online.

E isso já é um “gancho” para a terceira vantagem de possuir um site: a possibilidade de fazer vendas diretamente aos clientes.

Além de passar autoridade e segurança aos consumidores, uma empresa que vende seus produtos na internet que possui um site transmite muita seriedade.

Enfim, a quarta vantagem de possuir um site, é a possibilidade de acompanhar os resultados do posicionamento digital por meio das ferramentas de mensura.

Atualmente, existem várias formas de acompanhar o desempenho de um site. E isso pode ser uma grande vantagem para estudar o público que consome seu conteúdo.

Entre essas, existem várias outras vantagens que estarão presentes no artigo.

Site para empresas: trilhando os primeiros passos no Marketing Digital para empreendimentos

Não importa se uma empresa possui um grande porte ou não, possuir um site é um sinal de que é uma empresa que possui o mínimo para a realidade do mercado atual.

Mas, apesar disso, não são todos os empreendedores que acreditam que possuir um site possa ser um diferencial para suas empresas.

E, tudo bem! Afinal, a ótica de muitos daqueles que possuem seus próprios empreendimentos pode ser ainda retrógrada.

Mas, aqueles que admitem a realidade assim como ela é, aceitam o fato de que possuir um site é algo indispensável para um bom desempenho de seus negócios.

Por isso, um dos primeiros pontos a serem visados dentro da estruturação do posicionamento digital para empresas é a necessidade de alinhar a presença na Web com sites, redes sociais e e-mail marketing.

E, apesar de criar sites ser algo não tão complicado, como será explicado nas próximas seções desse texto, contratar alguém para realizar isso e a manutenção do mesmo pode ser o ideal.

Atualmente, existem agências capazes de oferecer um serviço completo para que empresas que desejem ter bons resultados na internet consigam isso com mais facilidade.

Como já foi descrito na seção anterior do texto, existem muitas vantagens em possuir um site para fins empresariais.

Mas nada se compara ao simples fato de que ao ter um site, uma empresa ganha uma nova forma de ser divulgada.

E, com certeza, tudo que uma empresa mais precisa é que possíveis clientes conheçam seus serviços e/ou produtos.

Felizmente, a internet é essa grande rede que democratizou até mesmo a forma de anunciar serviços e produtos.

E por isso, uma empresa que possui um site consegue ter todas as vantagens citadas anteriormente além do benefício de conseguir se destacar entre as demais empresas por meio do ranking do Google.

Ranqueamento no Google: Dicas de SEO

Bom, a partir do parágrafo anterior, o leitor já deve ter compreendido que ter um site pode ser um grande divisor de águas.

Mas, antes de mais nada, é necessário dizer que ter um site, somente, não é capaz de entregar todos os benefícios que possuir um domínio na Web pode oferecer.

Na verdade, como pode ter ficado claro no título da seção anterior, ter um site pode significar “trilhar os primeiros passos” no Marketing Digital.

Mas, o caminho para executar estratégias e obter sucesso dentro Marketing Digital pode ser um pouco estreito.

E, por isso, ter o máximo de conhecimento possível sobre técnicas para conseguir surtir efeitos com o posicionamento digital é crucial.

Dentro dos atributos que alguém deve possuir para conseguir ter bons resultados na internet, o conhecimento em SEO é indispensável.

Mas, antes de dar as dicas de SEO, aqui cabe uma breve explicação sobre o que se trata o SEO e qual é a sua importância.

Aliás, no blog da Visão Confiável é possível conferir um texto completo que fala especificamente sobre esse tópico.

Por isso, apenas algumas “pinceladas” serão dadas sobre esse assunto nessa seção do texto antes de dar sequências as dicas.

Bom, SEO é uma sigla para Search Engine Optimization, que significa Otimização para Mecanismos de Busca em português.

Basicamente, essas técnicas de otimização tem uma grande relevância para conseguir posicionar uma página na WEB entre os resultados de um veículo de busca, como o Google.

E, apesar disso parecer algo muito singelo dentro da grandeza da internet, pode fazer toda a diferença para que um site tenha sucesso.

Por isso, abaixo estão algumas dicas de SEO para saber como otimizar o ranqueamento de uma ou mais páginas.

Dica #1: Título otimizado

Aqueles que já tem costume com os termos do SEO sabem que um bom título pode fazer toda a diferença no ranqueamento.

Mas, quando se fala de ter um título otimizado, o que se quer dizer vai muito além do título de um artigo de blog ou de alguma página em específico do site.

Na verdade, o que deve estar na mente daqueles que desejam usar técnicas de SEO para ficar entre os primeiros resultados do Google é que o título está diretamente ligado ao código fonte do site.

Portanto, possuir títulos inteligentes no site usando as ferramentas de palavras chave mais usadas nas pesquisas é o melhor a se fazer.

Mas, para além disso, existem outras maneiras de otimizar um título num site para ficar entre os primeiros resultados das ferramentas de busca.

No Google, que é a ferramenta de busca mais usada na atualidade, por exemplo, o número máximo de caracteres para um título é de 70.

Entretanto, para aqueles que desejam ter seus títulos mais chamativos nessa ferramenta de busca, recomenda-se que tenha no máximo 60.

Dessa forma o título não fica fragmentado e atrai mais pessoas a visitarem o site para ler do que se trata o assunto.

Por exemplo, o título deste artigo que está sendo lido ” Como criar site passo a passo: confira as dicas”.

É possível notar que ele possui menos de 40 caracteres. Basta contar e isso fica claro.

Portanto, caso esse mesmo artigo fique bem ranqueado entre os demais texto sobre o assunto, certamente aquele que busca por um passo a passo para criar site irá ter sua atenção voltada para seu título.

E isso porque simplesmente transmitiu uma mensagem por inteiro para os internautas. No final das contas, é para isso que serve o título.

Dica #2: Meta descrição

A meta descrição, apesar de não afetar diretamente no desempenho para um bom ranqueamento, é um grande diferencial para que um site se destaque.

Na verdade, a meta descrição tem como função principal comunicar, àqueles que estão buscando por algum resultado nas ferramentas de busca, detalhes mais minuciosos sobre a o tópico abordado em cada site.

Por exemplo, supondo que ao pesquisar por “Como ter um cachorro mesmo sendo um paciente com rinite alérgica?” se encontre muitos resultados na pesquisa.

No Google, por exemplo, na primeira página aparecem de 10 a 12 resultados. Todos com ótimo títulos, alguns melhores, outros piores.

Mas, aparentemente, ambos possuem uma boa abordagem sobre o texto, se tomar como base que todos apresentam um resultado para o que foi buscado.

Entretanto, o que pode diferenciá-los é um detalhe que faz toda a diferença: a meta descrição.

Sem uma meta descrição de qualidade fica muito difícil de conseguir atrair um visitante para o site, pois ela serve como um item crucial para uma boa faixada em um estabelecimento físico.

Por exemplo: ao ir em uma loja, dificilmente um cliente irá entrar em um estabelecimento com uma faixada que não exponha bem os produtos.

Portanto, de forma análoga, é indispensável que se tenha uma boa faixada para um site. Dessa maneira é possível garantir que mais pessoas entrem nele.

Por isso, uma boa dica para aqueles que desejam fazer uma boa meta descrição é pensar sempre em usar palavras chave dentro do texto.

Além disso, busca sempre conter o número de caracteres entre 145 e 160, para que dessa maneira fique claro do que se trata a página mas sem que o texto fique fragmentado.

Outra dica é buscar sempre ser objetivo, passar informações sobre o tema e fazer um call-to-action.

Dica #3: Headings

Mas, afinal, o que o cabeçalho de um texto ou de uma página pode contribuir para seu ranqueamento no Google?

Na verdade, tudo! Esses, assim como os títulos fazem parte do código fonte de um site e podem aumentar, ou não, o ranqueamento de forma substancial.

Entretanto, assim como tudo dentro do SEO, isso demanda conhecimento técnico para que seja possível saber quando e como usar os cabeçalhos.

Por exemplo, neste artigo que está sendo lido no exato momento “Como criar site passo a passo: confira as dicas”, os caracteres são o título do texto.

Ou seja, este é o h1 do texto, ou heading 1. Sua importância já foi mencionada na seção sobre Título. Mas, para que fique mais explícito: essa é a forma pela qual o Google reconhece a pauta de uma página ou publicação.

Os h1 dizem respeito ao foco do texto, e por isso devem ser muito bem pensados e combinados com palavras chave.

Enquanto isso, os demais headings são cabeçalhos que podem ser chamados de subordinados, mas que possuem tanta relevância quanto o primeiro.

Por exemplo, o h2 é um cabeçalho subordinado ao tópico principal do texto e serve para adentrar em assuntos que “giram em torno” do h1.

Para que fique mais claro, um exemplo de h2 presente no texto é o subtítulo dessa seção em que se está dando dicas sobre SEO ” Ranqueamento no Google: Dicas de SEO”.

Mesmo que o tópico principal em h1 se tratar sobre criar site, todo o texto gira em torno de assuntos sobre a criação e manutenção de um site.

Portanto, a dica é que há uma grande a necessidade de que um subtítulo esteja subordinado ao tópico do heading anterior. Por exemplo: o h2 diz respeito ao h1, o h3 ao h2, etc.

Como criar site passo a passo

Então, o tão esperado momento do texto onde os leitores aptos a aprenderem como criar sites.

Bom, antes de mais nada, foi necessário falar sobre alguns conceitos de SEO para que se compreenda que existe uma grande necessidade de possuir um domínio das técnicas que podem somar com o site.

Ainda que fosse ensinado logo de “primeira mão” como criar um site, os leitores não teriam a consciência da necessidade de entender sobre o funcionamento de seu ranqueamento.

Portanto, para aqueles que, de forma grosseira, podem ser declarados como leigos, esse “véu” sobre essa informação crucial foi “desvelado”.

De que adiantaria dizer que um site é uma ótima forma de divulgação sem dar o mínimo de informação sobre como tornar um site bem ranqueado entre as pesquisas?

Enfim, agora que o leitor se encontra nessa seção do texto, talvez seja necessário um pouco mais de atenção.

Mesmo que aqui vá ser explicado como criar site gratuito, o que geralmente pode ser feito com ferramentas que facilitam o processo, ainda é algo que possui sua complexidade.

Além de abordar as maneiras de criar sites de forma gratuita, aqui será explicado como criar site do zero, o que demanda mais atenção ainda.

Isso porque, para aqueles que tem conhecimento na área, sabem que isso demanda propriedade técnica.

Ademais, nesse texto será explicado como criar um site com hospedagem grátis.

Enfim, quando se fala da criação de sites, cada detalhe importa para conseguir atingir o resultado desejado.

Por isso, possuir uma agência de marketing digital de confiança e é algo indispensável, seja para contatar sobre a criação de um site ou para sua manutenção.

Por fim, mas não menos importante, assistir vídeos, além de ler este artigo, é uma boa dica para quem quer aprender a criar sites.

Wix: como criar site

Como já ficou claro nesse texto, possuir uma presença digital é algo indispensável e não mais apenas um atributo a mais para aqueles que possuem.

Uma empresa ou pessoa pública que possui um site na Web para divulgar seus serviços e produtos é, simplesmente, uma pessoa que está dentro do mercado.

Por isso, o Wix, essa plataforma que permite criar sites mesmo sem nenhum conhecimento de webdesign, está no ar desde o ano de 2006, entregando até mesmo hospedagem grátis para seus usuários.

Por se tratar de um cloud service, não demanda que seus usuários façam a compra de um domínio ou algo do genêro.

Na verdade, a grande ideia por trás do Wix é facilitar aos usuários que consigam usar criar seus sites e, em seguida, já poder usá-los.

E, além de ser bem simples, o Wix oferece uma opção de criação de site gratuito. E isso é uma grande vantagem que essa plataforma entrega.

Mas, apesar de ser uma plataforma que facilita muito a vida daqueles que desejam ter seu espaço na Web, o Wix pode ser muito criticado.

Ainda que possua mais de 100 milhões de usuários ativos, essa plataforma é enxergada como ineficaz por alguns técnicos.

Por isso, nesse texto irá se explorar se vale a pena ou não criar um site no Wix, além de abordar maneiras de como criar loja virtual no Wix.

Portanto, se existe uma vontade do leitor de criar site grátis, essa é a seção do texto em que ele encontrará todas as informações que precisa.

Wix: primeiros passos para criar site

Para começar a criar um site no Wix, antes de mais nada, é preciso fazer um cadastro no site. Para fazer isso, é preciso clicar na opção Começar que fica no centro da tela.

A partir daí, uma nova aba se abre requisitando que alguns dados sejam concedidos, como endereço de email e senha.

Após conceder esses dados, o usuário deve clicar em Registrar-se. Além disso, dá para continuar usando o site por meio de uma conta do Google ou do Facebook.

Neste artigo se explicará como fazer isso por meio de uma conta do Facebook, por se tratar de uma maneira mais prática de criar site no Wix.

Enfim, após aceitar os termos na aba do Facebook que se abre, o site do Wix abre uma nova página. Nesta fica disponível a criação de site.

Para fazer isso, é necessário clicar na opção Criar novo site. Depois de fazer isso, o site Wix questiona ao criador do site qual o tipo de site se deseja criar.

Diversas opções ficam disponíveis, e o mais sensato a se fazer é escolher uma opção que seja coerente à finalidade do site.

Ao clicar em uma das opções, vários templates ficam disponíveis para se escolher entre as opções. Algumas da opções são Blog e Loja Virtual.

Aqui será abordado como criar uma Loja Virtual para que o leitor saiba como, além de criar um site, ter a maestria de saber como criar sua própria loja para vender produtos online.

Enfim, após clicar na opção Loja Virtual, o Wix questiona o usuário que está criando um novo site como se deseja fazer isso.

Existem duas opções: deixar que o Wix ADI crie um site ou criar um site com o Editor.

Wix: segunda etapa da criação do site

Antes de mais nada, é necessário explicar a diferença entre optar pela criação do site com Wix ADI e o Editor.

Optar pelo Wix ADI pode ser a maneira mais prática de criar um site dentro da plataforma do Wix.

Entretanto, essa opção de criar site se limita aos moldes do próprio Wix, visto que o site propõe um questionário para saber como formular o que seria o site ideal.

Todavia, essa é a solução mais rápida. Enquanto isso, criar o site por meio do Editor pode oferecer um pouco mais de complicações.

Mas, o site acaba ficando com “a cara desejada”. E, também, não é nenhum “bicho de sete cabeças”.

Portanto, para dar continuidade ao processo, aqui a escolha fica à preferência do leitor.

Todavia, para o tutorial foi-se escolhido a opção do Editor. Enfim, continuando, é preciso clicar na opção Escolha um template.

Ao fazer isso, vários templates ficam à disposição do criador do site. Ao todo são dez páginas de templates para criar Loja Virtual.

É possível optar por diversas categorias na aba lateral da esquerda, onde fica disponível a opção de criar um loja de moda, esportes, etc.

Ao clicar em uma das opções de template, uma nova página se abre onde fica possível explorar tudo que o template tem a oferecer.

Para dar continuidade na criação do site, é preciso clicar em Editar esse site.

A partir daí, começa a criação do site como um todo. O maior detalhe sobre o Wix é o fato de que fazer edições e criações é muito simples.

É possível fazer tudo por meio de ações como “arrastar e soltar” ou alguns cliques.

Wix: Editando o site

Para começar a editar o site, um bom ponto de partida é o título. Para editar o título, basta selecionar o local do título do site e clicar em Editar título.

Continuando, é possível ainda fazer alterações no tamanho da fonte, na própria fonte e várias outras configurações do texto.

Após “acertar” o título, é possível dar continuidade ao processo de criação. Todas as seções de texto do site são editáveis da mesma maneira, e por isso fica bem fácil de compreender o funcionamento da edição.

O Wix é altamente responsivo e não haverão dificuldades em fazer as edições desejadas no site.

Por exemplo, para trocar as imagens do template, basta clicar encima da imagem presente no site.

Por exemplo, no Background do site é possível trocar a imagem clicando na mesma e, em seguida, clicando na opção Trocar Background da Faixa.

Além disso, é possível mudar o Background de lugar, assim como pode ser feito com todas as partes do site por meio da ação de “arrastar e soltar”.

Para modificar os menus e páginas, basta clicar na aba que fica ao lado esquerdo do site Menus e páginas.

Nessa parte fica possível renomear as partes do site, configurar as seções , adicionar mais páginas e fazer modificações em sua estrutura.

Mas, caso não queira fazer isso por meio do Menu, isso pode ser feito de forma manual, etapa por etapa. O Wix dá toda a liberdade ao criador do site para que faça como bem entender.

Por exemplo, para modificar um produto ou acrescentar um na loja virtual, basta ir até a seção de produtos, clicar sobre uma das opções e depois clicar em Gerenciar produtos.

A partir daí, é possível cadastrar novos produtos, gerenciar os produtos que já estão disponíveis, modificar seus preços, nome, imagens, preços, etc.

Wix: continuando a edição do site

Ao clicar sobre um dos produtos da página de produtos, uma nova página é carregada.

Nessa nova página é possível modificar a quantidade em estoque desse produto, selecionar em que seção dos produtos fica disponível, modificar as seções dos produtos, etc.

Além disso, na seção dos produtos da Loja Virtual há como ocultar o produto clicando no ícone representado por um olho.

Uma coisa que deve ser feita, antes de mais nada, é excluir todos os itens da loja. Afinal, os produtos disponibilizados são apenas uma parte do template.

E, a partir daí, tudo que gira em torno dos produtos e da loja deve ser reconfigurado de acordo com as opções que o Wix dá.

Após finalizar a configuração da loja, é interessante que se conceda os dados na seção de contato para passar credibilidade e confiança ao consumidor que irá acessar a página.

Enfim, todas as partes do site são modificáveis. O processo de edição é totalmente intuitivo e não carrega segredos.

Vale lembrar que quanto mais informativo for o site da loja virtual, mais transparência irá passar aos internautas e mais chances de conseguir concluir uma venda se consegue ter.

Por isso, cuidar de cada detalhe dentro do Wix é indispensável para que se tenha sucesso com uma loja virtual.

Ao finalizar a edição do site, é necessário clicar em Publicar. Uma nova aba se abre na página. Para dar continuidade à publicação é necessário clicar em Ok.

Depois disso, o Wix dá a opção de editar o site para Mobile, o que segue os mesmos parâmetros da edição do site.

Para ter uma loja bem feita, como foi dito, é preciso sempre se atentar aos detalhes. Apesar dos templates já serem pré-estabelecidos, usar a criatividade e “dar a cara” que quiser ao site é algo explorável.

Afinal, vale a pena usar o Wix?

Antes de mais nada, é necessário responder que sim, vale a pena usar o Wix.

Por mais que muitas pessoas venham a criticar essa plataforma de criação e hospedagem de sites gratuitos, o Wix possui muitas vantagens.

Começando pelo aspecto financeiro, visto que o Wix é uma das poucas plataformas de qualidade que democratizam a criação e hospedagem de sites.

Apesar de possuir algumas vantagens a mais oferecidas em seus planos pagos, o Wix não menospreza os clientes que usam o plano gratuito.

Além disso, o Wix é uma ótima porta de entrada para aqueles que desejam ter loja virtual para empresas.

Assim como citado no texto, existe uma opção específica dentro dos templates para que seja possível montar uma loja virtual.

Outro ponto positivo na plataforma do Wix é que aqueles que desejam ter um site de portfólio podem fazer isso sem pagar nenhum centavo.

Além desses aspectos, a Wix possibilita que milhares de pessoas criem seus sites de maneira fácil, sem precisar possui um conhecimento técnico aprofundado no assunto.

Ou seja, além do fato de ser gratuita e extremamente versátil, a plataforma da Wix oferece muita facilidade na hora de fazer um site.

Então, mesmo que existam algumas limitações dentro do Wix, essas não o desqualificam como uma boa plataforma.

Na verdade, essas limitações podem ser superadas a partir da assinatura de um plano no site.

E o plano mais básico, que já oferta diversas vantagens sobre o plano gratuito, custa menos de 7 reais atualmente.

Como criar site no WordPress

Primeiramente, é necessário esclarecer para aqueles que não tem tanta afinidade com o assunto que o WordPress é uma das plataformas de criação de sites mais conhecidas.

Muitos especialista recomendam o uso dessa ferramenta pelo fato de que é uma das mais aprimoradas dentro do universo de sistemas de gerenciamento de conteúdo.

Basicamente, o WordPress tem como função servir de ferramenta para que seja possível gerir sites e afins.

WordPress, assim como o Wix, oferece a possibilidade de criar e fazer a manutenção de sites da internet sem que seja necessário possuir conhecimento em programação.

Então, para que fique clara qual é a missão do WordPress: facilitar o processo de criação e de manutenção de sites, blogs ou quaisquer outros formatos da Web.

Outro ponto positivo do WordPress é que uma dos acessos a plataforma, que é a sua versão “.org ” entrega a seus usuários a possibilidade de ter uma hospedagem gratuita na plataforma.

Uma das vantagens que essa plataforma de criação de sites possui sobre as demais é que oferece também uma grande variedade de extensões e plugins para usar.

Apesar de serem detalhes, são detalhes que valem muito a pena se atentar pois podem facilitar muito a gestão do site.

Outro aspecto positivo é que o WordPress possui um código fonte aberto, ou seja, várias pessoas podem aprimorar a plataforma.

Muitas contribuições foram, e ainda são, feitas para a plataforma do WordPress por usuários do mundo inteiro.

Ou seja, essa é uma plataforma que está em constante aprimoração, o que acarreta em mais facilidades para seus usuários.

Por isso, nas linhas abaixo estarão todas as informações necessárias para saber como criar site no WordPress.

Primeiro passo: hospedagem

Bom, ao decidir criar um site no WordPress, o usuário do site deve estar ciente de que com isso vem vários benefícios.

O primeiro deles é a possibilidade de ter um domínio próprio que fica 24 horas online, podendo conter .com.br em seu url.

Além disso, é possível fazer edições, publicações e atualizações sempre que se desejar, desde que se tenha internet.

Mas, enfim, dando início ao tutorial, aqui será ensinado como montar um site dentro do WordPress e forma detalhada, para que seja um site bem apresentável.

Primeiramente, é importante começar pelo mais crucial: a hospedagem e o domínio. Afinal, manter um site em funcionamento demanda que se tenha algum plano de hospedagem e, claro, um domínio na Web.

Para a hospedagem existem diversas empresas que trabalham oferecendo esse tipo de serviço, com vários preços e planos.

Por isso, escolher a plataforma ideal para hospedagem é algo que se trata mais sobre a afinidade que o criador de site tem sobre todas as escolhas.

Por exemplo, empresas como Wix, Hostgator e GoDaddy são algumas escolhas populares.

Mas, para esse tutorial será usado o Hostinger, que possui bons planos de hospedagem e ainda oferece um domínio gratuito.

Bom, após entrar na Hostinger, é necessário escolher um plano de hospedagem. No momento em que esse texto está sendo escrito, existem três planos diferentes.

Entre os três, o plano Premium é o mais recomendável por oferecer a quantidade necessária de benefícios.

Nessa é possível hospedar a quantidade de sites que se desejar, além de possibilitar que se tenha um domínio gratuito.

Vale lembrar que ao assinar o plano Premium de 12 meses se ganha um registro de domínio gratuito.

Enfim, caso opte pelo plano de 12 meses, a opção de nomear e escolher um próprio domínio fica logo na página de pagamento.

Segundo passo: domínio e início do site

Bom, antes de dar continuidade é preciso explicar como escolher um domínio ideal.

A primeira dica para se escolher um bom domínio é objetividade e facilidade de memorização.

Por exemplo, não adianta nada escolher um grande nome para o domínio do site porque se acha bonito se ele é longo e difícil de ser decorado.

Outro aspecto crucial é o uso de palavras chave para nomear o domínio. Isso pode ajudar muito a colocar a página num bom posicionamento nas ferramentas de busca.

Por fim, a última dica que pode ser dada antes de dar continuidade ao tutorial é de que se escolha a melhor extensão possível de acordo com o tipo de site.

Por exemplo: o .com ou o .com.br continuam sendo as melhores opções para ranqueamento, e por isso não podem ser descartados.

Mas, caso não estejam disponíveis após a verificação de domínio, que inclusive o próprio Hosting disponibiliza, pode-se optar pelo mais viável.

Enfim, após seguir esses passos sobre como escolher um bom domínio para o site e conferir se o mesmo está disponível, agora é possível dar início a criação do site.

Assim que o pagamento na Hostinger for constatado pelo site, fica liberado a criação do site.

A primeira etapa é clicar na opção de registro de domínio, onde será configurado o domínio de acordo com as informações pessoais.

Após fazer isso, é necessário voltar ao painel de configurações e clicar em Configurações de Hospedagem.

Em seguida, clicar em Comece agora. Depois disso é preciso selecionar a opção de criar um novo site.

Por fim, basta selecionar o WordPress como plataforma para criação de site e criar um cadastro para acessar a plataforma nessa mesma página.

Terceiro Passo: configurando o site

Depois de selecionar o WordPress como plataforma de criação, é necessário escolher um nome para o site, como sugere a plataforma do Hostinger.

Após dar um bom nome para o site é preciso clicar em Selecionar e enviar.

Então, após isso, o WordPress começa a ser instalado e tudo começa a ser organizado para que se dê início ao serviço de configuração do site.

Assim que o carregamento acabar, para dar continuidade ao site, antes é preciso ir até o Painel de Controle.

Isso deve ser feito para configurar o Código de segurança SSL. Para fazer isso, basta clicar na opção Configurar na opção para SSL.

Depois disso, basta escolher o domínio que se deseja configurar o código e clicar em Configurar novamente.

Após fazer isso, é preciso voltar ao painel e clicar em Gerenciar na aba de hospedagem.

Então, a partir daí é possível acessar o WordPress, bastando apenas clicar em seu ícone que fica logo no início da página que se abre.

Nesse ponto é preciso inserir os dados de login, como email usado para cadastro ou nome de usuário e senha.

A partir daí, já se está dentro do painel do WordPress. E o primeiro passo a ser tomado é mudar a aparência do site.

Para isso, é preciso clicar primeiramente em Aparência e, em seguida, em Temas.

Na parte superior da nova página que se abre é preciso clicar em Adicionar novo.

Ao clicar nessa opção, é possível optar por diversas possibilidades de temas que o WordPress oferece.

Aqui será dado como exemplo o tema Astra, que é bem versátil. Depois de fazer a escolha, uma mensagem dizendo Agradecemos por Instalar o Astra aparece.

E logo abaixo fica a opção Começar, onde se deve clicar. Depois disso, é necessário escolher um Page Builder.

Quarto Passo: Tema otimizado

Antes de mais nada, o Page Builder mais recomendável que se escolha é o Elementor. Depois de o escolher, uma página com todos os melhores temas fica a disposição.

Todos os temas que aparecem nessa nova página são extremamente otimizados e servem para vários tipos de site e tópicos, mas também como exportar tema no WordPress.

Enfim, após escolher um dos temas, agora é preciso clicar em Vizualizar. Após fazer isso, é preciso clicar em Delete previously imported site.

Então, em seguida é preciso clicar em Import site. Essa ação pode tomar um pouco de tempo. Portanto, é necessário esperar.

Depois disso, é necessário clicar em View site. Em seguida é preciso acessar o Elementor, no topo do site.

Enfim, a edição do site começa. Para isso é preciso clicar em Editar com Elementor.

Nessa parte não há segredos. Basta clicar em uma das opções editáveis ou passar o mouse por cima do local que se deseja editar e clicar na ferramenta de edição representada pelo lápis.

Então, ao lado esquerdo se abrem as abas de edição. Por exemplo, caso se deseje começar editando a parte inicial do site, basta clicar na imagem principal e, em seguida, clicar em um ícone com pequenos pontos que fica no topo da imagem.

A partir daí um menu de edição de layout e estilo ficam disponíveis, além da opção de edição avançada também.

Apesar de serem muitas opções para executar mudanças, a etapa de edição é muito intuitiva e não tem nada de complicada.

Vale lembrar que o WordPress tem como principal propósito facilitar a confecção de um site. Portanto, até mesmo essa etapa, que parece ser mais complicada, é tranquila de ser feita.

Quinto passo: Personalizando o site

Dando continuidade, é preciso clicar em Estilo, a imagem presente na página inicial, a qual se deseja modificar primeiramente, pode ser alterada.

Ao fazer isso, uma nova aba se abre onde fica possível acrescentar mídias no site por meio da opção Selecionar arquivos ou apenas arrastando um arquivo de foto para essa aba.

Algo extremamente recomendável é que se use imagens de banco de dados para conseguir ter um melhor ranqueamento.

Atualmente, existem diversos bancos de fotos diferentes como Pexel e Pixabay.

Enfim, após escolher as fotos que se deseja colocar no site, agosta falta apenas selecionar seus respectivos arquivos clicando em Selecionar Arquivo.

Depois de selecionar uma foto para a página inicial, agora fica possível editar sua disposição e vários outros detalhes na aba Editar Seção.

Depois disso, várias alterações podem ser feitas como mudança de título. Para isso é interessante que se use sempre a mesma fonte.

Outras seções do site seguem o mesmo padrão de edição, como a seção Sobre que possui informações sobre o assunto do site ou sobre a empresa.

Enfim, todos os aspectos podem ser modificados dentro do site. Portanto, cabe ao criador do site decidir o que escolher, onde posicionar e como posicionar.

O mais interessante sobre o Elementor do WordPress é que é uma ferramenta de uso muito intuitivo, e por isso não há segredos quanto a criação de sites.

Mas, vale lembrar que nem sempre isso pode ser fácil. Por isso, vale a pena conferir tutoriais gratuitos pela internet e até mesmo no próprio WordPress.

Assim, além de conseguir criar um site seguindo os próprios moldes, é possível fazer isso de forma rápida. Com o tempo, tanto a manutenção quanto a edição se tornam mais responsivas pela experiência.

Loja virtual no Google

Que o Google é a ferramenta de busca mais usada de todo o mundo muitos já sabem.

Mas, que oferece aos internautas uma grande versatilidade em opções de ferramentas diferentes, essa é uma informação que nem todos sabem.

Essa ferramenta é conhecida como Google Meu Negócio é pode ser um divisor de águas para empresas conseguirem vender seus produtos na internet.

Por isso, aqui será explicado os passos para como fazer loja virtual usando o Google Meu Negócio.

Primeiramente, é necessário acessar a página do Google Meu Negócio. Em seguida, é preciso fazer o login.

Após fazer isso, é necessário abrir um dos locais que se deseja gerenciar. Depois disso, é necessário clicar nem Site para executar a criação da página do Google Meu Negócio.

Ao entrar no site, é possível fazer edições clicando no painel que se localiza do lado esquerdo da página. Ao concluir a edição da parte desejada, basta concluir clicando em Concluir.

Um aspecto sobre o site do Google Meu Negócio é que ele possui hospedagem gratuita no Google.

Mas, caso se queira um domínio exclusivo, é possível fazer isso depois da publicação do site usando o Google Domains.

E para conectar o domínio criado ao Google Meu Negócio, basta clicar em Site e após a exibição do domínio, clicar em Conectar.

Por fim, basta clicar em Conectar pela segunda vez. E, pronto, o domínio fica conectado ao site do Google Meu Negócio.

Ademais, fazer publicações na loja virtual do Google é algo muito fácil e não demanda que se mexa com o código fonte do site.

Afinal, qual opção escolher para criar o próprio site?

É bem provável que após todas as explicações que foram dadas aos leitores eles possam ter entrado em conflito sobre qual das plataformas escolher para criar seus sites.

Mas, para que fique claro, é necessário explicitar que não existe uma opção ideal entre as que foram citadas.

Na verdade, cabe ao leitor tomar sua própria decisão de acordo com as informações do texto.

Afinal, cada uma das plataformas possui algum diferencial ou uma vantagem sobre a outra.

Além disso, nem todos os aspectos sobre cada uma delas ficou explícito aqui e por isso merecem atenção maior.

Outro ponto para frisar é que existem várias outras plataformas além das que foram mencionadas aqui e que podem ser muito úteis.

Mas, caso seja necessário ter que escolher entre uma delas por motivos de não ter tempo suficiente para ficar estudando cada uma , o WordPress é uma das melhores escolhas possíveis entre quaisquer que sejam.

E isso é notável por indícios de ser a líder no mercado dentro do que faz. A WordPress lidera no ranking de plataformas de CMS, visto que detém cerca de 61% de todos os clientes dentro dessa área.

Além disso, essa plataforma possui um código aberto que permite com que ela seja constantemente aprimorada, entregando os melhores benefícios a seus usuários.

Mas, caso a necessidade por um site se limite por fatores econômicos, Wix pode ser uma ótima escolha.

Não só por seus benefícios presentes no plano gratuito, mas como também por enteegar o necessário para ter uma boa presença digital.

Além disso, assim como o WordPress, o Wix oferece a criação de sites de forma totalmente fácil, possibilitando que aqueles que tem mais dificuldade consigam criar seu próprio site ou blog.

Mas, como dito anteriormente, cabe somente ao leitor tomar essa decisão!

Conclusão

Talvez, depois desse artigo, criar sites se torne algo aparentemente não tão difícil de ser feito.

Na verdade, com tantas facilidades que essas plataformas entregam para seus usuários, possuir um site fica cada vez mais fácil.

Seja para fazer processos básicos como criar um domínio, editar um site ou até mesmo como tirar a marca d’água de um site, existem vários tutoriais na internet que possibilitam desenvolver conhecimento no assunto.

Um dos lugares onde é possível ter muita informação sobre sites e Marketing Digital é no blog da Agência Visão Confiável.

Por meio do blog é possível conhecer não só muitas informações sobre a criação de sites, como também mais informações sobre SEO também.

Além disso, ao acessar o site da Visão Confiável é possível conhecer melhor sua história e, com isso conhecer os valores e a conduta dessa empresa que oferece serviços dentro do Marketing Digital.

E, claro, caso o leitor precise de alguma ajuda quanto ao Google Meu Negócio, há um artigo escrito exclusivamente para tratar do assunto.

Fora que os colaboradores da Visão Confiável estão sempre a postos para atender aqueles que buscam uma consultoria ou contratação de serviços, inclusive quanto a estruturação do Google Meu Negócio.

Portanto, caso as dicas deste artigo não tenham sido suficientes, basta entrar em contato por meio do email [email protected] ou via WhatsApp.

Deixe seu comentário