Existem várias alternativas para conseguir arrumar um problema que ocorre em um notebook, inclusive formatar seu disco rígido ou restaurar a máquina.

Mas, é importante lembrar que isso é uma alternativa para o último dos casos em que um notebook apresenta problemas.

Isso porque antes mesmo de formatar, existem outras alternativas menos “agressivas” que podem contribuir para a volta do funcionamento regular da máquina.

Além disso, formatar um notebook é algo que requer atenção e minúcia para evitar que erros ocorram no processo.

Geralmente, formatar um notebook ou computador é algo que requer a presença ou técnica de um especialista.

Mas, nem todos possuem recursos para poder contratar algum especialista em computação ou T.I para fazer esse serviço.

Quando se considera o valor médio dos serviços de um técnico em informática, o preço médio de uma formatação pode começar a partir dos 60 reais.

Entretanto, esse é um valor inicial para uma formatação de qualidade, que consegue retalhar o problema que levou à formatação.

E, por isso, saber como fazer um processo de formatação é algo que pode fazer toda a diferença na vida daqueles que estão sempre lidando com com as máquinas.

Além disso, conseguir identificar quando uma formatação foi bem feita pelos profissionais que foram contratados é algo indispensável.

Portanto, nesse texto estão contidas informações sobre como saber se uma formatação foi bem feita, como formatar computador e também como instalar Windows 11.

Formatar Notebook

Navegar na internet nos dias atuais é algo que, se comparado a forma como era nos primórdios da conexão em rede, é algo muito mais fácil.

Além disso, acessar sites, usar serviços de comunicações online e fazer pesquisas é algo que pode ser feito com muito mais velocidade.

Outro aspecto positivo da evolução da tecnologia da internet é que cada vez mais se torna em algo democrático que possibilita um grande progresso informativo no mundo todo.

Mas, em contrapartida, assim como tudo que possui seu lado positivo, a evolução das tecnologias da internet possui seu lado negativo.

Na verdade, nunca se viveu em uma era de tanta exposição de identidade, dados ou de insegurança em computadores.

O Brasil, por exemplo, se classifica como o sétimo país do mundo onde mais acontecem invasões de hackers.

O Relatório de Ameaças à Segurança na Internet que constatou essa informação. E, além desse problema, existem outros.

Por exemplo, atualmente existem 14 categorias de vírus de computador conhecidos atualmente.

E algo mais preocupante ainda é o fato de que existem diversos tipos de vírus dentro de cada uma das categorias.

E, apesar da evolução dos antivírus e de outras ferramentas que podem prevenir os internautas de problemas, eles ainda ocorrem.

Muitos desses problemas podem ser evitados quando medidas de segurança são tomadas para navegar na internet.

Mas, outros precisam que medidas mais “agressivas” sejam feitas para que a solução venha a tona.

E uma das medidas, que inclusive são uma opção para última instância, é a formatação de uma máquina.

Apesar de ser algo positivo para a retirada de problemas, com isso vem a perda de dados.

Mas, ainda focando nos pontos positivos: isso pode deixar o PC mais rápido.

Por isso, saiba como formatar notebook e muito mais abaixo.

Passo a passo para formatar

Formatar um computador ou notebook pode ser uma das últimas alternativas que alguém pode ter para solucionar seus problemas com a máquina.

Por isso, antes de decidir formatar um computador por conta própria, o ideal é que se entre em contato com um especialista.

E, caso o leitor esteja nas proximidades da cidade de Brusque, em Santa Catarina, a Agência Visão Confiável oferece serviços de formatação de PC.

Para que realizem a formatação e os serviços de limpeza de computador presenciais é preciso agendar um horário.

Portanto, para entrar em contato com a empresa, basta enviar uma mensagem no WhatsApp ou enviar um email para: [email protected] .

Enfim, voltando para o processo de formatação: primeiramente, é importante que se tenha em mente que a formatação é diferente para cada sistema operacional.

Para explicar como formatar o computador, aqui será usado como exemplo o Windows 10, que é o S.O mais usado no mundo atualmente.

Bom, formatar o notebook com Windows 10 é algo simples, mas que demanda atenção, como dito anteriormente.

Primeiramente, o que deve ser feito por aquele que deseja formatar seu computador é abrir o menu “Iniciar” e, em seguida, as configurações.

Depois de fazer isso, é preciso clicar na aba e atualização e segurança.

A próxima etapa é clicar na opção “Recuperação”, onde algumas alternativas com relação a recuperação da versão anterior e restauração ficam disponíveis.

Nessa parte é preciso clicar em “começar agora” na seção “Restaurar PC”. Ao fazer isso, uma aba se abre.

Nessa nova aba é preciso optar entre manter os arquivos contidos no computador ou apagar tudo que está nele.

Por fim, basta configurar alguns detalhes sobre a formatação e, finalmente, clicar em “Avançar”. E pronto!

Windows 11 como instalar?

Algo indispensável para uma formatação é um pen drive ou HD de memória externa para reter os dados antes da formatação.

Mas, além dessa função indispensável que esses acessórios de tecnologia possuem, eles podem servir para a instalação de uma atualização ou de um novo S.O.

Portanto, aqui será ensinado como formatar e adicionar o Windows 11 no desktop ou notebook de forma fácil e rápida.

Primeiramente, para aprender a formatar o computador e, em seguida, adicionar o Windows 11, é preciso saber como ter o Windows 11 para instalação.

Vale lembrar que essa nova versão do sistema operacional lançado em 2021 ainda está em sua versão Beta e, por isso, pode apresentar falhas.

Primeiro passo: Rufus e ISO do Windows 11

Bom, antes de retomar a explicação, para instalar o Windows 11 é preciso que, antes de mais nada, se tenha um pen drive ou HD de memória externa.

Enfim, em seguida é preciso baixar uma ferramenta que torna a opção de memória externa em um Pen Drive bootável.

O Rufus é uma boa opção de ferramenta que transforma o pen drive em bootável de forma automática, poupando esforços.

Enfim, depois de baixar essa ferramenta na versão mais recente, é preciso abri-lo com o pen drive que será usado na máquina.

Em seguida, é preciso abrir o Rufus e depois selecionar o dispositivo que irá alocar o ISO do Windows.

Após ter feito o download dessa ferramenta e ter selecionado o dispositivo, é preciso fazer a seleção de Boot.

É preciso selecionar a opção “Disco de Imagem ou ISO” que aparece na aba de seleção de Boot.

Enfim, em seguida é preciso que se selecione o arquivo do ISO do Windows 11. Mas, caso não se tenha o ISO baixado, é possível fazer isso por meio de alguns sites.

Nesse vídeo do canal ” New Boss “ ensina perfeitamente como fazer esse processo, além de conter o link para download do ISO.

Depois de instalado, agora é preciso retomar a aba do Rufus para que seja selecionado o ISO do Windows 11.

Em seguida, clicar em “Selecionar”, é preciso clicar na pasta em que está a ISO e selecionar somente o arquivo que contém “Windows 11” escrito.

Então, é preciso escolher o esquema de partição e renomear o volume (pen drive). Depois, é só iniciar o processo e clicar em “Ok” no aviso que aparece após o inicio do boot no pen drive.

Enfim, a ultima etapa é aguardar a gravação do ISO no pen drive e fazer a ejeção do dispositivo.

Como “criar” o próprio ISO

Para aqueles que não desejam baixar o ISO por meio do link liberado no vídeo mencionado anteriormente, há também como “criar” o próprio ISO.

Na verdade, essa é uma opção mais segura e é gratuita, também. Mas, para isso é preciso acessar algum site que contenha os arquivos do S.O.

O site usado como exemplo é o UUP Dump, que contém muitos arquivos de ISO para serem baixados.

Para achar a ISO ideal, ou seja, a que contenha Windows 11, basta pesquisar por aquela que se enquadre nas características do computador.

Depois de encontrar a ISO, agora basta que se selecione o idioma desejado, que é recomendável que seja Português ou outra língua em que se tenha fluência.

A próxima etapa é selecionar a versão do S.O e depois baixar clicando em “Create Download Package”.

A partir daí, é só seguir os passos anteriores para “bootar” o ISO no dispositivo removível.

É necessário ressaltar que a necessidade de antivírus é indispensável, mesmo que o site UUP seja considerado seguro.

Segundo passo: como formatar o computador para instalar o Windows 11

Agora que já se possui um disco removível contendo o ISO do Windows 11, é possível formatar e instalar no notebook ou desketop.

Para isso, o primeiro passo é conectar o pen drive ou HD externo na máquina ainda desligada.

Depois disso, é necessário ligar o computador. Mas, antes do processo de inicialização é necessário abrir a BIOS Setup.

Para fazer isso é necessário pressionar diversas vezes o botão Delete ou F2, F3 ou F12. Isso pode variar de acordo com o computador.

Depois de aberta, é necessário ir até o Menu da Bios e usar as teclas de seta para ir até Boot.

Após fazer isso, é necessário ir até a seção de mídias de inicialização e encontrar a seção Boot Option Priorities.

Nessa parte do Menu haverão duas opções “Boot Option #1” e “Boot Option #2”.

Na primeira opção, é necessário clicar em Enter e selecionar o dispositivo de mídia removível que contém o ISO.

Depois de selecionar é preciso sair e salvar usando a tecla de atalho para isso.

Caso a mensagem Press any key to boot from USB apareça, basta clicar em qualquer tecla. Isso pode acontecer após a inicialização.

Depois que o computador inicializar, é necessário demarcar as opções de idioma e clicar em Next.

Em seguida, a próxima opção a ser clicada é Install. Após a instalação, todas as opções do Windows 11 devem aparecer.

Depois disso, é necessário aceitar os termos de uso do Windows 11 e clicar em Next.

Então, em seguida, é preciso clicar na opção Custom: Install Windows only.

Agora, chegou a tão esperada hora da formatação. Duas opções de Drive aparecem na tela.

Para formatar, é preciso apagar ambos os drives. E para não perder os arquivos, fazer o backup é o mais recomendável.

Finalizando a instalação após formatar

Depois de executar a formatação do computador por meio do Setup do Windows, é necessário clicar em Next.

Depois disso, o Windows começará a ser instalado no computador. A partir desse momento, o disco removível já não precisa mais

Após a conclusão da instalação, é necessário esperar pelo carregamento do download e depois reiniciar o computador ou notebook.

Após reiniciar, o Windows precisa passar por um processo de configurações básicas.

Primeiro, é necessário escolher qual é a região ou país em que está sendo usado o Windows.

Em seguida, escolher o idioma em que se usa o teclado. Após essa etapa, optar entre as opções de uso.

Caso for para uso pessoal, optar pela opção de Uso Pessoal. Caso contrário, optar pela opção escolar ou de trabalho.

Depois disso, a opção de fazer o login numa conta Microsoft fica disponível, mas não é obrigatória.

Caso se opte por não fazer o login, o Setup de instalação irá dizer que a experiência não terá todas as vantagens.

Mas isso não significa que o login não pode ser feito mais tarde. Enfim, para dar sequência é necessário optar por Limited Experience.

O próximo passo é dar o nome do usuário do computador e uma senha, caso for usar.

E, enfim, alguns dados como rede de Wi-Fi e outros são solicitados, mas podem ser dispensados num primeiro momento.

Por fim, a instalação está feita e agora é possível usufruir do novo Windows 11 em um computador formatado.

Formatar o Notebook várias vezes causa problemas?

Agora que já se sabe como fazer a formatação do notebook e até mesmo como instalar o Windows 11, é necessário explicar alguns revezes de formatar uma máquina várias vezes.

Antes de mais nada, vale ressaltar que assim como todos os produtos eletrônicos, um computador de mesa ou notebook tem vida útil.

Apesar dos consumidores precisarem usar, muitas vezes, grandes quantias de suas economias para adquirir uma máquina que supra suas necessidades, nem sempre elas entregam uma durabilidade condizente ao preço.

Isso pode ser explicado por diversas perspectivas, inclusive pela obsolescência programada dos produtos.

Mas isso é inevitável. E, no fim das contas, os computadores acabam ficando com seu desempenho reduzido.

Isso acontece ainda que medidas de segurança ou de manutenção para garantir um bom funcionamento do PC sejam feitas.

E, como pôde se explorar no texto, formatar o PC pode contribuir para um bom funcionamento ou retomada de um desempenho bom, assim como era quando era uma nova máquina.

Mas, com o passar do tempo e com as diversas formatações que são feitas, a qualidade que um notebook ou computador entrega passa a ficar reduzida.

Infelizmente, isso é algo inevitável, visto que a formatação de um computador pode acabar sendo necessário no decorrer de sua vida útil.

Por isso, ter consciência das pequenas desvantagens que formatar um notebook ou computador pode ter é algo indispensável.

E isso pode ser muito mais delicado do que simplesmente perder as fotos de uma conta antiga do Facebook que se tinha salvo.

Formatar o PC pode comprometer o HD

Um grande motivo de debates em fóruns, muitos afirmam que formatar o PC pode comprometer o HD.

Bom, antes de mais nada, é preciso entender o que acontece com o HD quando um computador é formatado.

Quando se formata um computador, o seu HD fica pronto para receber arquivos específicos, tais como de instalação de sistemas operacionais.

Mas, o que acontece quando um computador é formatado é que todos os arquivos vão para cluster, porque é lá que ficam alocados.

E, apesar disso não parecer nada além de um nome diferente para quem é leigo em computação, isso pode significar problemas maiores no longo prazo.

Basicamente, o cluster é uma pequena parte do HD que é possível acessar por meio do setup do S.O .

Essa pequena parcela fica responsável por ser a menor parte do dispositivo para armazenagem.

Portanto, a medida que se vai formatando o computador e arquivos vão sendo armazenados no cluster, o desempenho da máquina pode começar a declinar devido ao HD.

Então, antes de tomar a decisão de formatar uma máquina, o interessante é que se entre em contato com um especialista para revisar a situação do PC.

Formatar o PC sem possuir tudo que é necessário compromete seu funcionamento

Existem alguns itens que nunca podem faltar na lista de um especialista para formatar um PC que, inclusive, são obrigatórios para aquele que deseja fazer isso por conta própria.

Primeiramente, o que alguém que deseja fazer a formatação do PC precisa ter em mãos é um disco removível que contenha ou um novo arquivo contendo os drivers, ou um arquivo ISO de S.O .

Isso porque ao formatar um computador, tudo que está contido em um disco rígido, inclusive os drives são perdidos.

E, caso um computador seja formatada e se encontre sem drives, provavelmente o mesmo não irá inicializar.

E, ainda que inicialize, pode apresentar falhas que demandam a instalação dos drives para a retomada da normalidade.

Portanto, antes de formatar um PC é importante conferir se todos os itens necessários para uma formatação bem sucedida estão em mãos. São eles:

  • Pen Drive contendo ISO e/ou atualização de Drives
  • Pen Drive para armazenar arquivos importantes

Vale lembrar que, dependendo do sistema operacional que se está instalando com o ISO, é preciso ter no mínimo 16 GB de memória no Pen Drive de boot.

Excluir pastas do PC e formatar é a mesma coisa?

Muitas pessoas cometem o engano de acharem que excluir pastas, arquivos, etc é a mesma coisa que formatar um computador.

Antes de mais nada, a resposta para isso é: não, não é a mesma coisa.

Apesar de terem uma mesma função, que é “liberar memória” para que novos arquivos sejam salvos, essas ações possuem uma diferença entre si.

Primeiramente, enquanto o que define a exclusão de algo no computador é o ato de deletar manualmente um ou mais arquivos, formatar é diferente.

A formatação consiste num processo semelhante, mas que ao invés de somente apagar um arquivo, possibilita que um novo arquivo seja realocado no lugar do antigo.

Ou seja, caso se formate uma máquina e se retire um arquivo específico de 80 KB e coloque um semelhante de 50 KB, um slot fica vazio.

Isso significa tanto um acréscimo no desempenho da máquina quanto o ganho de memória para utilizar.

Mas, no final das contas, formatar e excluir são bem semelhantes e só diferem em pequenos detalhes e na forma de execução.

Para decidir qual é mais válido a ser feito, cabe ao usuário do computador decidir com base em alguns critérios.

Mas, um bom lembrete a ser feito é de que formatar o computador é uma alternativa para os “últimos casos” de problemas no PC.

Conclusão

Apesar de todos os mitos que giram em torno da formatação, esse processo pode ser bem simples de ser feito.

Todavia, por se tratar de um processo que lida diretamente com partes “vitais” de um computador, merece muito cuidado e atenção.

Portanto, para aqueles que desejam formatar seus computadores de forma autônoma, o mais recomendável é que se pesquise bastante, para além desse artigo.

Apesar de conter todas as informações básicas para se formatar um notebook ou PC’s em geral, informação nunca é suficiente.

Além disso, caso se esteja em Brusque no estado de Santa Catarina, ou nas proximidades, nada melhor do que poder contar com a equipe da Visão Confiável para cuidar da manutenção do computador.

Deixe seu comentário