Saber como vender pelo Instagram é algo que todo empreendedor lucrativo deveria saber. Afinal, essa é a rede social com maior número de usuários na atualidade e conta até mesmo com seu próprio marketplace.

A partir do Instagram é possível aplicar uma série de recursos usando as ferramentas internas dessa rede social para conseguir efetuar vendas.

No entanto, não são todos os empreendedores que visam as vendas por meio do Instagram como parte de sua estratégia. 

E isso pode ser um grave erro. Afinal, quanto mais formas de potencializar a lucratividade de um negócio, maior as chances desse sobreviver.

E há de se convir: o Instagram é um espaço amplo para pequenos e grandes empreendedores conseguirem se posicionar no meio digital.

Aliás, além do Google Meu Negócio e também de um site, o Instagram é uma das melhores maneiras de se posicionar na internet.

É quase como se essa rede social fosse a vitrine de um produto ou serviço. A partir de uma página do Instagram é possível publicar no Feed, Stories, Reels ou fazer lives.

Tudo isso apresentando produtos a partir de um bom storytelling ou simplesmente a partir de amostras dos produtos.

Adotar estratégias para vender pelo Instagram não só é válido como é quase uma obrigatoriedade para quem pretende ser lucrativo.

Seja para pequenos negócios ou grandes marcas: usar o Instagram como uma plataforma de vendas é imprescindível.

Por isso, para que você aprenda mais sobre o assunto, aqui estão 10 dicas essenciais para que aprenda como vender pelo Instagram.

Como vender pelo Instagram: 7 dicas essenciais

A primeira dica para quem deseja vender pelo Instagram é básica: começar com um posicionamento inteligente. Mas, afinal, o que significa isso?

Basicamente, ter um posicionamento inteligente significa ter um bom logo, uma linguagem bem estabelecida e uma forma única de comunicar com o público.

Isso pode ser obtido a partir da ajuda de um estrategista digital ou até mesmo a partir de conhecimento de marketing aplicado nessa rede social.

A segunda dica é efetuar a conversão do Instagram de perfil pessoal para perfil comercial. Isso não só contribuirá para o aproveitamento de recursos para comércios na rede social, como também dará acesso a diferentes métricas.

A terceira dica se relaciona com a segunda. Basicamente, trata-se de observar as métricas do Instagram por meio dos Insights.

Assim sendo, o administrador da página do Instagram fica ciente do público que mais acessa as publicações.

Isso é um artifício que pode contribuir no direcionamento do tipo de postagens a serem adotadas.

A quarta dica relaciona-se com a terceira e a segunda: direcionar os produtos ou serviços vendidos para o público predominante no Instagram.

Dessa maneira será possível ter um melhor aproveitamento de acordo com a identificação do público de acordo com o que se está tentando vender.

A quinta dica é para aqueles que possuem dificuldade em ter regularidade em manter publicações: manter uma constância nas publicações é algo que mantém o engajamento em alta.

Isso contribuirá na distribuição do conteúdo, assim como dos produtos ou serviços vendidos.

A sexta dica é buscar fazer parcerias com influenciadores. E o custeio não pode ser uma desculpa. Existem influenciadores de todos os portes que podem cobrar desde valores exorbitantes até permuta.

A sétima e última dica é essencial: vender produtos sem mentiras. Os consumidores querem comprar produtos reais de pessoas reais.

Como começar a vender no Instagram do zero?

Começar a vender no Instagram do zero difere-se um pouco de começar a vender no Instagram.

Isso porque “começar do zero” implica que não existe uma página, público e tampouco um posicionamento de marca.

Portanto, o primeiro passo é fazer um planejamento. Se a ideia é começar a partir de um perfil comercial, o ideal é ter uma visão do mercado como um todo.

Assim como nas formas tradicionais de empreendimento, é preciso enxergar uma oportunidade para começar um negócio.

Por isso, observar o comportamento do público que deseja-se atingir por meio de uma página do Instagram é indispensável.

Analisar páginas de lojas e prestadores de serviços do nicho em que deseja-se atuar é crucial.

A partir disso, montar uma marca é um conceito por trás da marca, que é o segundo ponto mais importante. Isso pode auxiliar a guiar todo o processo de vendas do Instagram.

A terceira etapa é buscar por uma forma eficiente de distribuir os produtos ou serviços. Seja pela decisão de investir em tráfego pago, parcerias com influenciadores ou até mesmo sorteios.

O importante é “começar com o pé direito”. A primeira impressão é sempre a que fica numa rede social como o Instagram. 

Então prezar por boas escolhas na comunicação, estratégias de distribuição e até mesmo os influenciadores com os quais se terá parcerias é indispensável.

Ademais, começar a vender pelo Instagram é algo simples. Ao menos mais simples do que começar um empreendimento no mercado físico.

Aproveitar os recursos da internet para conseguir fazer dinheiro pode ser considerado algo sábio. Afinal, o meio virtual possibilita uma maior facilidade de escalar um negócio por meio da distribuição massiva que os meios virtuais oferecem.

Como começar uma loja virtual no Instagram

Começar uma loja virtual no Instagram é simples, mas não é fácil. O primeiro passo é possuir uma conta comercial no Instagram e uma página de negócio no Facebook.

Outro aspecto é que só é possível vender produtos e serviços que sejam permitidos pelas diretrizes do Instagram.

Depois, vincular o perfil da loja no Gerenciador de Negócios do Facebook e então listar os produtos ou serviços que serão comercializados.

A ideia por trás da loja virtual no Instagram é imergir os clientes numa experiência completa. Não apenas vender um produto. Por isso detalhar cada especificidade dos produtos no marketplace é algo muito importante.

Vale ressaltar que ainda não é possível efetuar vendas diretamente pela plataforma do Instagram. 

Por isso, assim como dito anteriormente, o Instagram servirá como uma vitrine virtual para produtos e/ou serviços.

No entanto, isso não significa que esse se torna um espaço menos importante para o comércio.

Na verdade, ter uma loja virtual no Instagram é um dos diferenciais que um empreendedor pode e deve ter.

Além de ser uma ótima forma de rentabilizar a presença digital, é uma forma de parametrizar a venda e relacionamento com os clientes por meio das métricas dessa rede social.

Loja no Instagram precisa de CNPJ

Essa é uma questão que permeia a mente de muitos empreendedores digitais “ de primeira viagem”. 

Mas o fato é que não é preciso ter um CNPJ para ter uma loja virtual no Instagram. E esse pode ser um aspecto positivo no que tange liberdade sobre formalidades.

No entanto, para conseguir justificar os ganhos na declaração de impostos isso pode acabar trazendo dificuldades. Por isso, o recomendável é contar ao menos com um serviço de contabilidade básico para lidar com algum possível revés.

Portanto, seja vendendo como afiliado, produtor, prestador de serviço ou em qualquer outra formatação de negócio, não é preciso ter um CNPJ.

Mas isso não implica no fato de que é possível ter um CNPJ para ter um controle melhor das finanças no que tange às questões fiscais.

A princípio, é possível começar sem um CNPJ para que então o empreendimento seja acompanhado e sua evolução mostre a necessidade da abertura de um CNPJ.

Agora, se a ideia é vender produtos de forma escalada desde o princípio, é indispensável contar com um CNPJ para não ficar irregular.

E vale ressaltar também que não possuir um CNPJ e vender com CPF pode trazer algumas limitações.

Por exemplo: o pagamento de impostos por meio de um carnê-leão pode acabar sendo maior para uma pessoa física do que seria para o detentor de um CNPJ.

Outro aspecto a ser lembrado é que dependendo do grau de evolução da empresa, será preciso fazer a emissão de nota fiscal.

É claro: a partir de um CPF é possível emitir a nota fiscal avulsa. Mas é preciso conferir se vale a pena a emissão ou abrir um CNPJ.

Outro aspecto negativo, desta vez para afiliados de infoprodutos, é que certas plataformas oferecem limitações de faturamento e saque para contas que não possuem CNPJ.

Vender pelo instagram precisa de nota fiscal?

Vender pelo Instagram não exige nota fiscal. Até porquê não é possível efetuar vendas a partir da plataforma do Instagram. 

No entanto, as vendas que podem acontecer a partir do intermédio do Instagram podem exigir a emissão de nota fiscal.

Assim como para qualquer outro tipo de empreendimento, a emissão de nota fiscal pode ser útil na hora de lidar com tributações e fiscalizações da Receita.

Por isso, prezar pela emissão de nota fiscal pode ser de suma importância para o empreendedor que usa o Instagram como forma de vender produtos ou serviços.

A sonegação de impostos é crime e deve ser combatida. E uma das formas de fazer isso é por meio da emissão de notas fiscais.

Além de evitar problemas para o empreendimento, isso é uma forma de cumprir com deveres de empreendedor no Brasil.

Como vender no instagram com poucos seguidores

Eis aqui uma seção que pode ser de maior interesse para os leitores desse artigo de nosso blog.

Aliás, se você tem interesse em assuntos empresariais, nosso blog conta com uma seção específica para isso. E o mesmo vale para assuntos ligados ao Instagram.

Enfim, se pretende vender no Instagram com poucos seguidores, existem algumas dicas que podem contribuir para tornar uma conta do Instagram tão lucrativa quanto uma conta com muitos seguidores.

E os artifícios usados para vender bem com poucos seguidores podem acabar alavancando o número de seguidores como consequência.

Por isso, o primeiro passo para vender no Instagram com poucos seguidores é investir em estratégias de divulgação.

A mais recomendável, no caso, é o uso do impulsionamento do próprio Instagram ou então do tráfego pago.

Isso contribuirá para uma maior distribuição dos conteúdos e, consequentemente, da página de vendas no Instagram.

Em segundo plano, outra maneira de conseguir vender mais com poucos seguidores é firmar estratégias de conversão de leads em clientes.

Oferecer bônus a cada venda é uma ótima alternativa para isso. Pedir para que um cliente poste uma foto do produto e serviço é uma ótima maneira de criar um vínculo, principalmente a partir da re-postagem do conteúdo do cliente.

E por falar na experiência do cliente, nada melhor do que buscar ter uma relação no pós venda com o cliente.

Mandar mensagem na DM e perguntar sobre a experiência com o produto ou serviço é uma forma de expressar atenção ao consumidor.

E isso com certeza é um diferencial que pode firmar leads como clientes fiéis. 

Por fim, retomando as alternativas de divulgação: procurar por parcerias com influenciadores e promover sorteios é uma ótima ideia.

No fim todos esses recursos, sendo bem executados, irão alavancar as vendas e o número de seguidores.

Ferramenta para vender direto pelo Instagram

A ferramenta para “vender direto” pelo Instagram é o Marketplace do Instagram.

Por meio dele é possível configurar produtos, preços, descrição e diversos outros aspectos que podem contribuir para a efetivação de vendas por intermédio dessa rede social.

No entanto, ainda não é possível efetuar vendas diretas por meio do Instagram. Portanto, esse serve apenas como uma vitrine para o direcionamento de páginas de vendas que possibilitam a geração de boleto, código pix, pagamento por cartão ou outras formas de pagamento.

Mas isso não desconsidera como uma boa forma de conseguir efetuar vendas por meio dessa rede.

Como fazer anúncios de venda no Instagram?

Antes de mais nada, é preciso ressaltar que existem diversas formas de fazer anúncios de venda no Instagram.

Mas, primeiramente, é preciso trazer à tona um aspecto “chave”. Para anunciar no Instagram é preciso ser administrador de uma página no Facebook e então lidar com o Gerenciador de Negócios do Facebook.

A partir disso é possível aplicar anúncios criados para produtos e serviços no Instagram. Agora, no que tange a criação da parte de design, copies, funis e estratégias é preciso atentar-se a diversos aspectos.

Primeiramente, os meios para conseguir produzir ambas as partes mencionadas anteriormente, as quais são indispensáveis para um anúncio.

Uma boa forma de criar os designs sem a ajuda de um designer profissional é por meio do Canva.

Além disso, criar copies é um exercício de criatividade, objetividade e precisão com as palavras. 

Por isso, contar com um profissional da área ou buscar por cases de sucesso são as melhores formas de conseguir converter leads por meio das palavras. No caso, a finalidade das copies.

Quanto à montagem de funis, nosso blog conta com alguns artigos que podem contribuir para os info-empreendedores de “primeira viagem”. E o mesmo se aplica para estratégias de Marketing.

Mas o ideal é contar com profissionais qualificados para evitar preocupações e dificuldades maiores. Assim é possível ter preocupações apenas com o ato de empreender.

Quanto custa vender pelo Instagram?

A resposta para essa pergunta é um tanto quanto subjetiva. Afinal, vender pelo Instagram pode não custar nada a um empreendedor.

Mas assim como dito anteriormente, é possível aplicar investimentos em divulgação para distribuir produtos e serviços nesta rede.

Por isso, o importante é avaliar os recursos próprios disponíveis para então decidir em investir em algo além do fornecimento de produtos ou serviços.

Por exemplo: é possível contratar nossos serviços para contribuir com suas vendas pelo Instagram.

Na Visão Confiável você conta com uma equipe de ponta para te ajudar com Marketing e Redes Sociais.

E para fazer um orçamento, basta enviar uma mensagem em nosso WhatsApp. Podemos combinar o melhor preço para seu bolso.

Mas lembrando: o tempo gasto ao tentar aprender estratégias, design, copy e como montar um funil pode ser compensado com um baixo investimento a partir da contratação de nossos serviços. Contamos com diversos clientes em diferentes ramos: desde jornais diários até serviços especializados em vendas de seguidores para redes sociais.

Então aqui seu empreendimento fica em boas mãos!

Vendas pelo Instagram e WhatsApp

Bom, agora que os leitores tiveram contato com uma série de detalhes que mostram como é possível vender pelo Instagram, é importante trazer um princípio básico de funil de vendas: a transição do lead da vitrine para a zona de conversão direta.

No caso, a transição do Instagram para o WhatsApp. Ainda que o Instagram conte com recursos de mensagens que possibilitam o contato entre empreendedor e cliente, o WhatsApp é uma das ferramentas de mensagens mais usadas do mundo.

E contar com um perfil no WhatsApp Business pode ser um divisor de águas para efetuar vendas por intermédio do Instagram.

Por exemplo: ao ter interesse em um produto no Instagram, um cliente pode ser direcionado a partir de um link na página da rede social para o chat no WhatsApp.

A partir disso, ao enviar sua primeira mensagem, o cliente tem um primeiro contato por meio da mensagem automática. Ou seja, não tem que esperar uma resposta por parte do vendedor.

E isso é um ponto positivo para prender um lead na venda sem que esse desista e procure em outras lojas ou prestadores de serviço o produto o qual está demorando para ser vendido.

Além disso, a partir do WhatsApp é possível efetuar vendas com pagamentos direto no aplicativo.

Esse recurso passou a ficar disponível a partir de 2021 e é totalmente seguro. Portanto, mais um ponto positivo para adotar o WhatsApp como parte do funil de vendas.

Além disso, o WhatsApp Business ainda oferece o recurso de catálogo. Em seu catálogo é possível usar a estratégia de “produtos especiais”.

Essa estratégia nada mais é do que o oferecimento de produtos com exclusividade no catálogo do WhatsApp. Além de levar a sensação de exclusividade ao cliente, é uma forma de lucrar mais.

Como vender pelo Instagram como Afiliado

Para aqueles que desconhecem o termo “afiliado”: sua definição se dá pela afiliação de um vendedor a um infoproduto em plataformas como Hotmart e Monetizze para então re-vender esse produto na internet.

E vender como afiliado irá exigir alguns esforços para a divulgação do link de vendas no Instagram.

Bom, antes de mais nada, aqui em nosso blog é possível conferir um artigo que fala sobre o mercado de afiliados. Vale a pena conferir para ganhar noções mais amplas sobre o assunto.

Visto isso, o primeiro passo é ter um produto em que se tenha interesse de vender. O segundo passo é gerar um link de vendas.

O terceiro passo é usar estratégias de divulgação do Instagram para promover o produto.

Montar um Storytelling é indispensável para prender a atenção do lead a quem pretende-se vender um produto.

Usar os Stories, Reels e postagens no Feed para falar sobre o produto gerando desejo pode e deve fazer parte da estratégia de vendas.

Além disso, usar recursos de mensagens para abordar diretamente novos clientes e fazer re-marketing é algo positivo.

No mais, não há muito segredo além de tentar incansavelmente até conseguir bater as próprias metas e gerar uma boa rentabilidade a partir do mercado de afiliados.

Apesar do “hype” desse mercado ter passado, ainda é possível obter bons lucros a partir da venda como afiliado.

Basta ter uma boa estratégia, investir tempo e , se possível, dinheiro para obter retornos satisfatórios.

Conclusão

A partir desse artigo foi possível trazer algumas dicas sobre como vender pelo Instagram. Além disso, aqui os leitores ficaram cientes de aspectos importantes quanto à burocracia e fatores fiscais ligados à vendas pelo Instagram.

Saber como vender pelo Instagram é algo indispensável para empreendedores nos dias atuais.

Essa rede social conta com mais de 2 bilhões de usuários ativos. Ou seja, é um “mar azul “ de oportunidades de negócios.

Ter consciência disso coloca um empreendedor à frente de boa parte de sua concorrência.

A presença digital é algo que não pode mais ser desconsiderada. Afinal, segundo dados da Global Digital Overview, os brasileiros ficam cerca de 3h30 usando o Instagram. 

E enquanto alguns podem enxergar nisso um problema, empreendedores podem ver nisso uma oportunidade de lucrar mais.

Enfim, para aproveitar ao máximo o que o Instagram e outras redes sociais podem fazer para alavancar as vendas de um negócio, sugerimos que os leitores confiram nosso blog para ter as melhores dicas sobre o assunto.

Deixe seu comentário