Quem está pensando em ter a sua máquina de jogos muitas vezes pode ficar na dúvida se vale mais a pena montar ou comprar. A resposta mais simples para essa pergunta seria que “tudo depende do seu ponto de vista”! Neste artigo, iremos dar algumas dicas de prós e contras de ambos os casos e, claro, te ajudar a chegar na decisão final de qual é a melhor alternativa. Portanto, continue a leitura conosco para saber mais sobre o assunto.

Montar PC Gamer é uma das alternativas mais baratas

Montar o PC Gamer pode ser uma das alternativas mais viáveis para quem deseja economizar dinheiro. Geralmente, os portais que montam e vendem prontos cobram uma comissão sobre o valor que pode fazer o preço aumentar em mais de R$ 1 mil. Dessa forma, se você mesmo comprar os itens separados – e em sites diferentes – para somente depois disso começar a montar a sua máquina, pode ter um grande desconto.

  • Uma dica ainda mais eficaz seria comprar em portais como é o caso do Aliexpress. Quando o dólar está com o preço mais em conta, consegue-se comprar itens pela metade do preço. O único ponto negativo neste caso seria que o cliente teria que esperar na faixa de até trinta dias para que o hardware chegasse em sua residência.

Caso tenha apenas um valor para investir mensalmente na compra, como é o caso de R$ 100, é possível optar por uma máquina que já foi montada porque pode parcelar somente em uma loja – centralizando e controlando os gastos de forma ainda mais eficaz e otimizada.

Concentrar os gastos pode ser positivo no momento de pagar a fatura do seu cartão de crédito. Portanto, se encontra facilmente dificuldades em organizar as finanças, essa pode ser uma dica mais que valiosa.

Comprar um PC Gamer pronto é mais prático que montar um do zero

Quem começou a pesquisar já consegue notar que existem peças que não são compatíveis umas com as outras. E, por isso, é necessário dedicar muito tempo pesquisando sobre compatibilidade e também sobre as especificações do hardware, se vale a pena, qual seria o desempenho e se iria funcionar em conjunto com as outras peças.

No entanto, quando se opta por uma máquina que já foi montada, é comum que tudo isso já tenha sido testado. Dessa forma, em hipótese alguma irá correr o risco de fazer compras que não irão funcionar.

  • Ao comprar um PC pronto, você consegue economizar tempo e garante que ele já foi testado. No entanto, um dos lados negativos do mesmo ponto é que o preço é mais alto.
  • Já se você opta por montar um do zero, o gasto é menor, mas há um investimento ainda maior em questão do tempo. Será necessário investir uma alta gama de tempo assistindo vídeos do Youtube, análises de grandes portais e muito mais.

E então, qual é a melhor alternativa?

Neste caso, vale a pena dizer que não existe uma alternativa que seja melhor. Tudo vai depender do quanto você quer investir em dinheiro e em tempo. Por exemplo, ao montar um PC Gamer do zero com R$ 2 mil, consegue-se uma máquina ainda mais robusta que comprar uma já montada pelo mesmo preço justamente porque as empresas colocam itens com valor menor e adicionam a comissão.

Para quem deseja economizar e selecionar as peças, o mais indicado seria montar do zero e comprar o hardware em grandes portais como é o caso da Kabum e também do Aliexpress. Já para aqueles que querem mais praticidade e que não entendem tanto do assunto, uma dica seria comprar um já montado, apesar de eles não serem tão eficientes quanto na maioria das vezes.

O que levar em consideração no momento de comprar um PC Gamer?

No momento de comprar ou montar um PC Gamer, é necessário levar em consideração uma série de fatores diferentes dos quais iremos abordar um pouco mais neste artigo. Um exemplo disso é em relação à placa de vídeo que tem a função de criar os gráficos.

  • Antes de começar a escolher as peças, é mais que necessário saber qual é a função de cada uma delas, quais são as versões mais atuais e as diferenças. Isso garante que não irá optar por uma máquina muito antiga.
  • Depois disso, pesquise sobre reviews e análises no Google. Tente sempre ter o senso crítico para estar ciente de que nem sempre o item será bom, mas que os donos dos canais e sites podem indicar somente para receber uma parte da comissão sobre o valor.

Placa de vídeo

Como já dito anteriormente, a placa de vídeo é responsável por criar os gráficos e vídeos da sua tela. Comumente, ela também é usada para a mineração de criptomoedas como é o caso do Bitcoin, Ether e Dogecoin. Um dos principais fatores que determinam sobre a sua qualidade é a taxa HASH que se trata do poder de processamento e também da quantidade de FPS (quadros por segundo) que faz quando está com e sem o overclock.

Uma das versões mais cobiçadas é a RTX 3080, que quando foi lançada, contava com refrigeração líquida e também permitia o uso de coolers a ar. Além disso, ela tinha o preço na faixa de R$ 18 mil e estava dentro das principais rigs de mineração devido ao consumo menor de energia elétrica e o alto poder de processamento.

O valor da placa de vídeo costuma variar de acordo com o mercado e, especialmente, com o preço do dólar: quanto maior for a procura e maior o preço do dólar, mais cara ela tende a ser. Tanto que no ano de 2020 algumas alternativas da RTX apresentaram aumentos que chegaram a mais de 85% em portais como o Kabum e também Americanas.

Atualmente, uma das versões mais antigas que temos de placa de vídeo e que ainda estão no mercado é a GT 710, que é uma das mais básicas em relação ao desenvolvimento tecnológico. 

  • Dica: Para que a sua placa de vídeo dure mais tempo, é necessário estar constantemente tomando alguns cuidados com a limpeza. O excesso de sujeira pode ocasionar na queima da peça justamente porque dificulta a dispersão do calor. Para limpar, é necessário estar sempre usando um pincel que tenha as cerdas mais finas.

Placa-mãe

A placa-mãe é responsável por interligar literalmente todas as peças do seu PC Gamer. Assim como a placa de vídeo, ela tem que estar sempre bastante limpa e refrigerada para evitar altas temperaturas.

Um dos principais aspectos que devem ser analisados é em relação ao tamanho: será que ela vai caber dentro do seu PC gamer (gabinete)? Em todos os grandes portais de vendas, é possível analisar o tamanho na aba de descrição do produto e também nas especificações (que são dadas geralmente pelas tabelas). Um dos tamanhos mais padrões e comuns utilizados no Brasil é o ATX (30,5 x 24,4 cm), no entanto, também existem alternativas como é o caso do Mini-ITX (17 x 17 cm). Tudo varia de acordo com o seu objetivo.

  • Outro ponto que deve ser observado no momento da sua compra é em relação ao número total de soquetes e de slots. Eles estão completamente relacionados ao SSD, que é usado para dar mais velocidade para a sua máquina.

Fonte

Todos os itens para o computador que você vai comprar contam com um gasto energético. Então, a fonte tem que ser literalmente o último hardware que será adicionado no carrinho: antes disso, é necessário somar todos esses gastos para saber qual é o valor mínimo da fonte. Ela tem que ter cerca de 100 Watts a mais que o resultado da sua soma.

  • Muitas vezes, a razão pelo mau funcionamento do seu PC Gamer pode ser justamente a fonte, que não está mandando energia corretamente, principalmente quando se trata da memória RAM.

O indicado é sempre optar por versões que são 80 PLUS ou 90 PLUS e que tenham uma garantia de ao menos 6 meses após a compra. No momento de fazer a instalação, é recomendado que tome cuidado com os fios, principalmente se algum deles estiver desencapado.

Depois de alguns meses da compra, também será necessário pensar na limpeza do seu hardware. Por isso, procure por um compressor que será responsável por remover a sujeira e ajudar a dispersar o calor para fora do PC Gamer.

Para aqueles que contam com uma máquina muito robusta e com grande gasto energético, também existe a Fonte XPG Core Reactor, 850W. Ela custa na faixa de R$ 1300. Vale ressaltar, no entanto, que os preços podem variar de acordo com o dia que estiver lendo esse artigo.

Apesar da XPG custar nesta média de preço, é possível encontrar no Kabum e em outros portais algumas alternativas na faixa de R$ 199 para clientes um pouco menos exigentes em relação ao consumo: a GAMING NIDUS 500W BRONZE 80 PLUS custa cerca de R$ 180 na Amazon.

Monitor

Nem sempre os gamers acabam dando a devida atenção para ele. No entanto, é válido ressaltar que nada adianta investir em uma placa de vídeo com capacidade de 4K se o seu monitor é de 60hz. O HZ indica a quantidade de quadros por segundo que passam na sua tela. Então, o mais indicado neste caso é um monitor 280 Hz ou mais. Todos os anos novos lançamentos com ainda mais qualidade são realizados.

  • É através do monitor que você consegue ver quais são os resultados positivos da sua placa de vídeo e nos investimentos realizados. Se gastar muito em hardware como placa-mãe e de vídeo, processadores e demais, mas não investir em um bom monitor, pode não ter uma boa qualidade quando se trata do FPS – tão estimado durante as partidas.

No caso do monitor, existem alternativas que vão de R$ 300 até R$ 3 mil. Uma das alternativas intermediárias que temos em nosso mercado atual é o Monitor Gamer Asus TUF Gaming 27 Full HD que custa na faixa de R$ 2300. Ele é de 1 ms de tempo de resposta – sendo ideal para aqueles que participam de jogos de tiros e de ação.

Opções medianas possuem o tempo de resposta em cerca de 6 a 10 ms. Outro ponto interessante neste caso são os ângulos de visão que garantem a giração em até 178 graus. Além disso, a paleta de cores é outro exemplo de inovação na indústria visto que está em DCI-P3 de 95%.

Existem alternativas com preços que chegam, em alguns casos, a fugir da realidade, como é o caso do Dell UltraSharp de 31.5″ 8K UP3218K que chega a 8K de qualidade e custa mais de R$ 25 mil. Ele é vendido oficialmente através do site da Dell e possui cerca de 33,2 milhões de pixels.

HD ou SSD

Por fim, e não menos importante, é necessário pensar em comprar um SSD ou HD. Mas, qual é a diferença entre os dois e o que pode mudar no seu desempenho?

  • Em suma, a principal diferença é que o SSD é uma versão mais nova de armazenamento e que conta com mais agilidade para o salvamento de dados. Dessa forma, o computador ou PC Gamer tente a ser mais rápido.
  • Já o HD, conta com um espaço muito maior que o SSD (tanto físico quanto em memória). No entanto, ele tende a ser um pouco mais lento no momento de salvar os dados dos jogos.

Um SSD de 960 GB custa na média de R$ 800 enquanto um HD desse mesmo porte pode ser encontrado por uma média de preço em R$ 200 ou até menos.

Para quem costuma jogar games mais pesados, o recomendado é o SSD em si. Já para quem tem trabalhos de cursos como engenharia civil que precisam de alto poder de renderização, podem optar pelo disco rígido para salvar todas as informações de clientes e projetos.

E então, tem mais alguma dúvida sobre como montar um PC Gamer e se vale mais a pena comprar ou criar um do zero? Comente aqui com a gente e não se esqueça de conhecer nossos conteúdos disponíveis online para técnicos e interessados no ramo de tecnologia. 

Deixe seu comentário