Que o TikTok é um dos aplicativos que mais crescem em número de usuários, é fato. Ele é o App mais querido da Índia e da China, e vem conquistando cada vez mais adeptos no Brasil e em outros países do Ocidente.

Atualmente, o número de brasileiros que usam o aplicativo para se divertirem, ter alguma forma de entretenimento ou produzir conteúdo é de uma média de sete milhões.

E, antes de mais nada, partindo da ideia de que muitas pessoas querem conseguir ganhar dinheiro com essa rede social, existem muitas estratégias e técnicas de marketing de conteúdo que podem colaborar para que isso se torne realidade.

Por isso, aqui estão as melhores dicas de Storytelling para destrinchar o TikTok e conseguir se destacar dentro da rede social que mais cresce no mundo.

Dicas de Storytelling para o TikTok

O Storytelling consiste na construção de uma narrativa com o propósito de atingir um resultado, que geralmente é o de prender a atenção de um espectador.

Muitos produtores de conteúdo usam desse artifício sem nem ao menos saberem que se trata de uma técnica de construção de narrativa, mas o fazem com maestria.

Enquanto tantos outros investem rios de dinheiro para impulsionar suas publicações sem nem saber que essa forma de produzir conteúdo pode aumentar significativamente os números de forma orgânica, sem nenhum investimento.

Seja para produzir um conteúdo educativo, apelar para o lado mais emotivo ou simplesmente divertir quem está buscando por vídeos no TikTok, o Storytelling é crucial e inegavelmente uma maneira de atingir o sucesso na rede.

Mas o produtor de conteúdo deve sempre visar estar na medida certa no ato de “contar uma história” para não fugir do propósito do aplicativo, que são vídeos rápidos para apresentar um conteúdo fácil de ser digerido.

Por isso, aqui estão algumas dicas de como um usuário pode usar o Storytelling a seu favor.

 Instigar o público

Toda grande história consegue cativar o seu público de alguma forma.

Seja no teatro, nos livros, nas radionovelas, podcasts, cinema ou em qualquer outra forma de propagação de uma história, toda a narrativa que consegue instigar seu público com algum ponto mínimo que seja da história, é capaz de se imortalizar dentro do subconsciente de seu público.

Por isso, para conseguir algo como isso, é preciso que o produtor de conteúdo esteja pronto e com tempo disponível para observar os assuntos mais falados dentro do aplicativo, no Twitter ou em qualquer outro meio de acessar um tópico em especial e produzir um conteúdo de valor em cima daquilo.

Por exemplo: uma boa forma de instigar alguém com um vídeo é deixando a curiosidade aflorada com alguma situação corriqueira do cotidiano.

Apresentar soluções rápidas para pequenos problemas que podem gerar um incômodo é uma ótima forma de instigar os seguidores a gostarem mais dos vídeos de um Tik Toker.

 Levar o foco para a dificuldade de certas questões

Por mais fácil que seja, se alguém deseja produzir um conteúdo instrutivo dentro do TikTok, é interessante que essa pessoa esteja disposta a ensinar desde coisas mais complexas, até algo que pareça muito óbvio.

É importante lembrar que dentro do marketing, não existe uma dor menor ou maior, mas sim a dor de quem está consumindo um conteúdo.

Portanto, para aqueles que têm vontade de crescer usando Storytelling, uma ótima dica é focar muito em problemas pequenos e usar a narrativa a seu favor para torná-los maiores.

Por fim, basta criar ou apresentar uma maneira criativa e fácil de solucionar o problema em questão.

Um bom exemplo desse tipo de conteúdo no TikTok são os vídeos que ensinam formas de tirar fotos. Para alguns, aprender angulações, luz, onde posicionar a câmera ou coisas do gênero é algo intuitivo.

Mas, para outros, é algo extremamente difícil.

Então, basta que se grave um vídeo perguntando aos espectadores se estão cansados de terem suas fotos mal anguladas, mal editadas ou em qualquer outro formato que não agrada o espectador que está usando o App.

Dessa forma, tanto o seguidor quanto o produtor de conteúdo estarão usando o App positivamente: um para ensinar algo enquanto o outro está ali para aprender. 

Esse é o poder do TikTok.

 Objetividade

Não basta querer ser criativo. É preciso ter senso para saber a medida certa do que apresentar como conteúdo para o público alvo.

Por isso, é muito importante deixar claro para a audiência o que se quer mostrar, sem ficar com aspecto muito lúdico ou extremamente artístico, de forma que as pessoas precisam interpretar o que se passa dentro do vídeo.

Quando se fala de criar uma história, muitos produtores de conteúdo se apegam à ideia clássica de trazer ao público algo que remeta a uma história clássica, com início, meio e fim.

E nisso, eles têm toda a razão!

Mas quando se fala dessa forma de estrutura de roteiro, não é preciso levar ao pé da letra e tornar algo devagar para atingir o ponto que se deseja tratar, não.

Basta se lembrar que o TikTok é uma rede de conteúdos rápidos, tanto em tempo, quanto para serem compreendidos.

Por isso, levando em consideração as características da rede social, a objetividade é chave para alcançar o sucesso usando o Storytelling.

Criar identificação

Antes de mais nada, é impossível falar de criar histórias sem criar um certo grau de identificação entre o personagem e seu público.

Por isso, o produtor de conteúdo para o TikTok deve levar em consideração que aqueles que estão o assistindo são pessoas reais com problemas reais e que, muitas vezes, estão entrando no aplicativo para se sentirem um pouco melhor após um dia cansativo de trabalho.

Portanto, é preciso criar personagens com problemas reais, questões pessoais realistas ou simplesmente para abordar um tema educativo dentro do vídeo.

E não é difícil fazer isso.

Basta que o produtor de conteúdo observe mais as pessoas à própria volta ou até a si mesmo para conseguir anotar os pontos mais pertinentes a serem abordados para criar identificação.

Isso pode ser na criação de um personagem, na formulação de uma ideia de piada ou até na forma de apresentar a solução de um problema.

Por exemplo, criar um personagem característico de uma região e propor temas relacionados a esse determinado local, que possui uma cultura específica, é uma ótima forma de construir uma narrativa e criar identificação com o público.

Com certeza isso é facilmente explicado pela ideia de imaginário coletivo, onde as pessoas tendem a se prender mais a conteúdos que já estão dentro de suas imaginações por ter sido imposto por valores culturais que são intrínsecos ao cotidiano de onde nasceram, ou cresceram e vivem em suas mentes, esteja o público consciente ou não disso.

Transformações e superações atraem o público

Nada mais cativante do que ver uma borboleta passar por sua última forma da metamorfose.

Todo o processo é extremamente bonito, e, querendo ou não, pode servir de inspiração para a produção de conteúdo.

 Vídeos de superação e transformação, geralmente, são muito visados.

Caso o produtor de conteúdo seja um influencer voltado para tópicos como academia, futebol ou esportes em geral, é interessante que o mesmo esteja sempre mostrando sua evolução e recordando o processo que o levou até a superação de seus limites.

Já para aqueles que oferecem dicas de emagrecimento, nada mais importante do que mostrar o processo de perder peso, mostrando não só o antes e depois do que foi feito.

É importante ressaltar a forma com que se chegou até o objetivo, para mostrar quais foram os meios de atingir aquele resultado e até gerar identificação, que é uma maneira muito boa de engajar e fazer com que os espectadores se sintam bem ao assistir aos vídeos curtos.

Se o processo da larva se transformar numa borboleta já é admirável para aqueles que veem acontecendo, para os mais curiosos, saber como ela chegou até o seu estado final, é mais interessante ainda.

E isso vale para temas que vão além do que é possível abordar sobre dieta, educação física ou esportes.

Seja para viagens, aumentar a renda, aprimoramentos culinários e até em assuntos sobre relacionamentos, existem muitas formas de apresentar superações e transformações de forma que o público possa se sentir cativado.

Simplicidade é a chave

Leonardo da Vinci, um dos maiores e mais cativantes artistas que já estiveram na Terra, disse uma vez: “A simplicidade é o último grau de sofisticação”.

Alguns levam ao pé da letra o que esse grande nome da história quis dizer.

Mas o fato é que ele só quis apresentar um princípio universal do que se fazer quando se está buscando criar algo, como inovar ou até mesmo como se portar.

No TikTok, esse mesmo princípio é seguido pelos produtores de conteúdo que, geralmente, conseguem ter mais sucesso.

Produzir um conteúdo simples é sinônimo de conseguir extrair do público sua atenção, compreensão e assimilação do que está sendo passado num vídeo curto do TikTok.

E é a isso que um criador deve se prender ao fazer algum vídeo.

O TikTok é sobre a simplicidade, e para criar uma boa narrativa dentro do Storytelling, é preciso levar isso em consideração.

Nada de buscar rebuscar demais algo que poderia ser facilmente explicado com palavras simples, expressões populares e maneiras práticas de solucionar um problema.

Inventar a roda seria um desperdício de tempo, uma vez que isso já foi feito milhares de anos atrás. Então por que inventar soluções difíceis para questões fáceis?

Enfim, fazer piadas que todos possam compreender; criar histórias simples que todos possam continuar acompanhando; ou oferecer soluções básicas para problemas do dia a dia são boas maneiras de agir com simplicidade dentro do App e agregar muito aos seguidores.

 Criatividade

Como ser um criador de conteúdo sem ser criativo? Isso é quase impossível. A não ser que na busca por se tornar famoso alguém queira ser reconhecido por imitar bem os outros criadores.

Por isso, evitar ao máximo clichês e aplicar a criatividade em todo espaço possível dentro do TikTok é de extrema importância.

Prezar pela originalidade é algo que deve ser feito quando se trata de produzir conteúdo para uma rede social.

Não basta que se use um visual único ou que se use músicas que ninguém use, o Storytelling vai além disso.

Trata-se de conseguir extrair com simplicidade e objetividade a identificação do público por meio dos vídeos. E para isso, é preciso usufruir de cada detalhe da criatividade.

Ter no bloco de notas uma ala separada para ideias de vídeos, prestar atenção ao que se passa em mente antes de dormir ou se atentar aos pensamentos criativos em momento de ócio são maneiras de conseguir extrair o máximo de criatividade possível da própria mente.

E para aplicar isso, não tem muito segredo: basta que o produtor de conteúdo siga as dicas anteriores e as próximas que virão para produzir um vídeo e viralizar no TikTok.

Não exagerar nas metáforas

As metáforas são ótimas maneiras de atrair um público, mas não dentro do TikTok.

Por se tratarem de uma forma alternativa de expressar algo, é quase certo que uma metáfora não será bem aproveitada dentro do TikTok, seja falada ou em formato de vídeo.

Prezando sempre pela simplicidade, é importante que o produtor de conteúdo se prenda a ideia de que quanto menos rebuscamento, melhor.

Querendo ou não, as metáforas são uma forma de sofisticação linguística que podem não ser consideradas pelos espectadores de uma rede social que busca entregar vídeos de fácil compreensão.

Antes de mais nada, as metáforas não são de todo condenáveis dentro do App, não.

Mas aquele que deseja se destacar com o TikTok deve sempre pensar em quem verá seus conteúdos, se colocar no lugar dos seguidores e possíveis seguidores.

Uma situação muito recorrente, em qualquer meio de produção de conteúdo, é a visão egoísta dos criadores de que seu público deve se esforçar para entendê-lo.

Isso pode até funcionar em outras formas de expressar, mas com dificuldade.

E dentro do TikTok, essa dificuldade se torna mais clara, uma vez que o algoritmo pode condenar aqueles que fazem conteúdos desinteressantes para o público.

Afinal, a ideia que os desenvolvedores querem levar é uma forma de consumir conteúdo que prenda ao máximo as pessoas que estão usando o App.

Portanto, uma dica de ouro para o criador de conteúdo do TikTok é fazer das metáforas coisas singelas.

Um bom vídeo de comédia é aquele que tira risadas de imediato, e não que alguém precise passar minutos sem fim para decifrar a piada em questão.

Cena por cena

Nada pior do que chegar a uma sala de cinema atrasado.

Além de tumultuar o recinto fazendo muito barulho e passando na frente das pessoas, ainda há a falta de entendimento do que se trata a cena que está acontecendo, após se ter chegado atrasado para assistir a um espetáculo.

Com o filme já iniciado, muito pouco se entende sobre algumas partes da película, principalmente quando não há conhecimento prévio sobre uma história.

Mas e se o espectador acompanha o filme desde o início e não consegue entender se há uma ordem cronológica dos fatos ou uma organização por trás do que acontece na narrativa?

No Storytelling, é imprescindível que os criadores de conteúdo busquem mostrar fato por fato o que está acontecendo dentro da narrativa.

Isso evita com que os seguidores se percam e faz com que tenham mais interesse em saber quais são as próximas partes que estarão por vir dentro da história.

Uma vez que o grande problema em narrativas são seus furos, se um criador de conteúdos para TikTok decide contar uma história para cativar mais seu público, ele precisa se atentar a algumas coisas.

O fato de que ninguém acompanha histórias onde fatos cruciais para a formação de uma história são dados como se já tivessem acontecido, sem nem terem sido exibidos é um ponto a se focar. 

Por isso, para começar a usar o Storytelling, um produtor de conteúdo deve se importar com cada etapa da história que está construindo sendo mostrada dentro de sua página do TikTok.

Assim, início, meio e fim serão muito mais do que partes de um roteiro escrito.

Serão etapas que irão cativar, cada uma, de uma forma diferente o público alvo.

Foco na trama, não no personagem

Antes de mais nada, a perspectiva principal em uma história nunca é a do narrador ou a de um personagem, mas sim a da audiência.

Isso não há como negar, uma vez que o personagem e o narrador são partes de um produto, enquanto a gama de pessoas que terão acesso ao produto para consumi-lo são o ponto visado por um criador de conteúdo. 

Portanto, é muito importante frisar que a perspectiva que deve ser levada em consideração ao criar um conteúdo é a de quem é o consumidor final.

Se na trama do TikTok o produtor de conteúdo decide, de repente, mudar algum personagem da estrutura da história, isso não pode afetar diretamente a forma de narrar a história, uma vez que a perspectiva principal é a do público e não a do personagem.

Um bom exercício para saber como fazer isso é assistindo a vídeos de grandes produtores de conteúdo dos assuntos que se tem interesse.

Dessa forma, dá para extrair conhecimento sobre como abordar o público ao contar uma história sem que percebam que é com suas perspectivas que estão interpretando tudo que se passa na história.

Geralmente, aqueles que são mais virais conseguem fazer isso de forma quase que natural, e geram uma legião de fãs.

Uma boa técnica para construção de narrativa onde o público consiga guiar a forma como enxerga uma história é se perguntando, “Mas e então?” a cada parte da história apresentada.

Provavelmente é isso que o público irá se perguntar caso a história não tenha muito sentido. Caso haja uma resposta para essa pergunta, está aprovado. Caso contrário, não.

 Contar histórias é uma arte

Mesmo que pareça algo simples após todas as dicas desse texto, o produtor de conteúdo deve se lembrar de que contar uma boa história vai além de simplesmente colocar tudo que se tem vontade fora.

O ato de criar uma narrativa e passar para a frente para que as pessoas tenham alguma forma de conteúdo de qualidade demanda a consciência de que isso é uma arte.

Arte é tudo aquilo que dá sentido ao indescritível, é o que traduz uma visão da realidade para que as pessoas possam enxergar a vida de uma maneira diferente da forma que enxergavam antes de conhecer aquele tipo de conteúdo.

Portanto, é muito importante visar a produção de conteúdo de relevância, com pelo menos um pouco de conhecimento.

Mesmo que seja julgado “fútil” por muitos.

Conseguir se somar a vida dos outros de forma que eles queiram fazer parte da vida do próprio produtor de conteúdo é uma forma de expressar arte dentro do TikTok.

E contar uma boa história é um dos únicos meios de tornar isso uma realidade, transformando pessoas em influenciadores. 

Não é novidade que todos desejam saber alguma maneira de ter renda por meio da internet. Uma série de cursos que ensinam as pessoas a como fazer isso e o volume de pesquisas no Google sobre isso é imenso.

A curiosidade do humano moderno é genuína quando se fala de atingir um propósito como o tão sonhado método de ganho de dinheiro com a internet.

Por isso, muitas maneiras surgiram e facilitam a vida das pessoas para ter uma renda extra. Seja por aplicativos de entretenimento ou serviços prestados pela rede, é fato que não há como fugir mais de maneiras de lucrar com o digital.

Visto isso, o TikTok é um App que foi criado para, além de engajar, conseguir transformar o tempo usado nessa rede social em algo rentável.

Um criador de conteúdo ou qualquer pessoa que tenha um envolvimento com essa plataforma pode conseguir rentabilizar essa rede social. Por isso, aqui estão algumas maneiras de tornar o TikTok lucrativo.

Se tornar influenciador digital

Seja no Youtube ou no Instagram, ser um influenciador digital é uma boa maneira de conseguir lucrar. Mas algo muito importante é que não é novidade que dá para fazer isso com o Tiktok também!

Ainda que a dificuldade de manter uma regularidade nas postagens ou até mesmo criar algo seja verdadeira, é uma forma de trabalho. E quando se fala de trabalho, não existem facilidades.

A receita dos grandes influenciadores dessa rede social é estimada em ótimos salários. Alguns, muitas vezes, maiores do que o de médicos e juízes, chegando a uma arrecadação anual de seis ou sete dígitos no banco.

Muitas pessoas ganham dinheiro sendo influenciadoras dentro do TikTok em 2020. E para isso não foi preciso que tivessem grandes números de seguidores dentro dessa rede.

Mesmo que seja sim de grande relevância ter um número imenso de seguidores, é muito mais importante conseguir ter seguidores que acompanhem o conteúdo e que o  consideram de relevância.

Isso porque as empresas que podem vir a querer fazer parceria, geralmente usam métricas que se relacionam com o nível de engajamento gerado por alguém.

Por mais que pareça algo controverso, as grandes e pequenas marcas tendem a escolher pequenos influencers para carregarem o nome de sua empresa.

Isso se justifica pela precificação dos serviços, uma vez que os produtores de conteúdo mais famosos costumam cobrar mais caro para oferecer um mesmo serviço que os “menores”.

Portanto, para ganhar dinheiro como influenciador, basta que se tenha um público que goste do que é produzido. Criar uma “legião de fãs”.

Mostrar interesse em contribuir com empresas

Basta que se comece a produzir qualquer conteúdo que envolva uma marca, que os aspirantes a influenciadores digitais passam a usar hashtags pedindo patrocínio ou até mesmo clamem por isso de forma nada profissional.

E não tem nada de errado nisso! Todavia, deve-se haver uma compreensão de que só isso não fará com que as marcas notem um interesse do produtor de conteúdo em contribuir com elas.

Abordar uma empresa de forma mais profissional, como com uma mensagem por e-mail onde esse produtor de conteúdo se identifica, mostra suas métricas e porquê conseguiria contribuir para a divulgação dessa marca seria um bom começo.

Isso é uma boa maneira para mostrar que há interesse em ser patrocinado e trabalhar diretamente com uma empresa.

Outra maneira é entrando em contato por meio do próprio TikTok, acessando a página oficial da empresa que se tem interesse em divulgar.

Vender contas

Para aqueles que têm facilidade em gerar engajamento com conteúdo e crescer rapidamente contas, essa é uma boa maneira de ganhar dinheiro com essa rede social.

Primeiramente, esse empreendedor deve criar seu perfil e produzir conteúdo voltado exclusivamente para um determinado tipo de assunto.

Depois, é só ter uma lista de possíveis clientes que comprariam essa conta, como empresas do ramo que os assuntos são abordados no TikTok.

A grande dica é evitar criar páginas de conteúdo pessoal, e voltar mais para a produção de um conteúdo segmentado explorável pelos futuros donos da conta.

Fazer Lives

Para os que já tem uma legião de fãs, fazer lives bem movimentadas é uma maneira que a própria plataforma do TikTok oferece para angariar recursos financeiros.

A cada vídeo ao vivo feito dentro do TikTok, é possível receber presentes dos seguidores. Basicamente, todo produtor de conteúdo consegue receber formas de remuneração dentro do app e trocar por dinheiro real.

Existe um preço por trás de cada coisa enviada pelos espectadores de uma live, basta que se busque a precificação dentro da plataforma e, em seguida, fazer o câmbio via Paypal. 

Agenciar

São tantas as formas de ganhar dinheiro com o Marketing Digital hoje em dia, que inclusive alguns especialistas acabam se perdendo para explicar quais são todas as maneiras.

Mesmo numa rede social simples como o TikTok, é possível conseguir dinheiro abordando algumas técnicas de Marketing Digital. E quando não se tem interesse em produzir conteúdo com relação direta para o perfil pessoal, criar uma agência de TikTok é uma boa alternativa.

Atualmente, já existem muitas empresas que fazem os serviços de empresariar influenciadores, produzir conteúdo para eles, cuidar de suas páginas e do cronograma de publicação, isso entre várias outras formas de uma agência abordar um influenciador.

As agências servem como uma ponte entre os produtores de conteúdo, as plataformas e as empresas que podem querer patrocinar alguém.

O dono de uma agência fica responsável por juntar uma equipe que consiga ajudar ambos os lados, os influenciadores a atingirem seus resultados e as empresas a conseguir mais produtores de conteúdo para contribuírem com suas marcas.

 Apesar de parecer simples, isso demanda uma série de técnicas de Marketing Digital que devem ser sempre aprimoradas e colocadas em prática para obter os melhores resultados para todos os envolvidos.

Venda sua própria mercadoria

Napoleon Hill define uma das melhores formas de enriquecer o ato de vender.

Um bom vendedor, facilmente conseguirá ganhar muito dinheiro, mesmo que com artigos simples.

Para a felicidade daqueles que têm um bom número de engajamento, o TikTok é uma renúncia à mídia tradicional e, portanto, também renuncia às formas de publicidade tradicional.

Mas o que isso significa? Significa que um empreendedor pode muito bem conseguir divulgar seus produtos dentro do TikTok e ter um ótimo retorno financeiro, sem que precise gastar rios de dinheiro para colocar seu produto na televisão, rádio ou jornal.

Basta que se esforce para produzir um conteúdo de relevância e se mantenha constante dentro da rede social para que consiga atingir um número grande de pessoas.

Dessa forma, é possível mostrar para as pessoas que se têm uma mercadoria própria e oferecer aos espectadores, visando sempre a criatividade e a simplicidade para se expressar.

Isso pode converter muitos seguidores em clientes. E nem é preciso que se tenha milhares de pessoas acompanhando o conteúdo que é produzido!

Bons exemplos de influenciadores que vendem produtos relacionados a seus conteúdos estão por toda parte, seja no Youtube, no Instagram ou no TikTok.

Basta pesquisar, se enquadrar num nicho e vender.

Deixe seu comentário