O Inbound marketing está relacionado a atração dos clientes, fazendo com que os leads venham atrás da marca por intermédio de formas criativas e digitais. Já o Oubound, geralmente é mais caro e usa métodos tradicionais, como TV e rádio, para conversão.

Apesar da iminente diferença entre Inbound e Outbound Marketing, existem muitas pessoas que desconhecem suas definições e que tampouco sabem como descrever cada uma. A verdade é que para aqueles que são leigos no assunto Marketing se encaixa como um termo geral onde ambos se enquadram.

Em linhas gerais, Marketing trata sobre compras, geração de leads e vendas. Mas é claro que um afunilamento dos conhecimentos torna o processo de compra e venda mais conciso.

Por exemplo, o primeiro anúncio a passar nas televisões foi para uma marca de relógios antiga e consolidada no mercado. Essa marca é Bulova e suas propagandas foram ao ar no ano de 1941. Com isso, uma das primeiras formas de anúncios televisivos de outbound marketing surgiu.

Agora, trazendo a abordagem para outro segmento, hoje em dia nota-se uma grande mudança na maneira que um cliente é abordado. Na verdade, a experiência de uma pessoa com anúncios na Internet é muito mais dinâmica, rápida e segmentada para o público que o vê.

Em suma, aqueles que recebem anúncios em seus feeds do Instagram, na verdade, estão recebendo um anúncio de Inbound Marketing.

Bom, se for possível trazer uma analogia para aumentar a facilidade de compreensão dos leitores, enquanto o Outbound Marketing “para entrar em sua casa chuta a porta da frente” o Inbound Marketing “bate três vezes na porta, toca campainha e ainda deixa um brinde quando sai”.

Essa pode parecer uma analogia boba ou até mesmo superficial, mas não é. De fato, a maneira com que cada um funciona torna diferente a abordagem de cada um dos tipos de Marketing. Por isso, para que os leitores conheçam a diferença entre Inbound e Outbound Marketing, aqui está um artigo repleto de informações sobre o assunto.

Neste artigo, veremos brevemente sobre alguns pontos:

  • Qual a diferença entre inbound é outbound marketing?
  • Quais as características de Inbound Marketing ou Outbound Marketing?
  • Como são os leads do inbound e outbound?

O que é outbound marketing?

Para aqueles que já estão mais integrados nesse meio ou possuem mais afinidade com o assunto sabem que a diferença entre outbound e inbound Marketing é iminente.

Entretanto, para que o termo outbound seja definido com maior clareza é preciso trazer uma abordagem específica. Dessa forma se torna possível trazer noções básicas sobre o Outbound e, por fim, introduzir a chave para a compreensão de seu funcionamento.

Primeiramente, vale ressaltar que Outbound Marketing trata-se de uma maneira de fazer Marketing muito mais antiga que o Inbound. Esse método de conversão de clientes faz uso da abordagem direta de empresas. 

O Outbound Marketing nada mais é do que a maneira tradicional de promover um produto. Ou senão, as maneiras mais tradicionais de promover um produto/ serviço.

Basicamente, é o marketing planejado em torno do produto. Não das pessoas que irão consumir o produto. Visto que essa maneira de fazer marketing surgiu enquanto não era possível ter acesso a dados pessoais de indivíduos e tampouco segmentá-los de acordo com dados específicos, o processo de criação de anúncios era diferente.

Basicamente, o processo consistia em um emaranhado de ideias que se tinha sobre o produto, o público alvo, o mercado e as formas de anunciar sendo aplicados na criação e distribuição de um anúncio.

Seja via televisão, rádio, carro de som, jornais, revistas, etc. Mas uma característica muito importante de ressaltar aqui está no fato de que ambas as formas de propaganda mencionadas interrompem algo.

Ou seja, são propagandas que interrompem um momento. Que ao invés de “pedir licença”, acabam “arrombando a porta da frente da aceitação de um produto”. Carros de som perturbam o silêncio. Mas alguns anunciam ovos ou pamonha. E aqueles que podem vir a gostar de pamonha ou ovos acabam indo até o carro para comprar.

Outbound marketing: Quais seus pontos positivos e negativos?

Agora que os leitores têm uma definição mais clara sobre o que é Outbound Marketing, é possível trazer à luz quais seus pontos positivos e negativos, de forma geral.  A verdade é que Outbound Marketing é um método interruptivo que faz o uso de diferentes tipos de estímulos para conseguir atingir um público.

A grande questão é que a segmentação por trás do Outbound Marketing é muito reduzida ao ser comparada com o que é feito dentro do Inbound Marketing. Outbound Marketing tem como principal característica a busca por dados abrangentes sobre aquilo que o público alvo de um serviço ou produto pode vir a ter interesse.

E isso já implica na primeira desvantagem do Outbound Marketing: a falta de relevância dos anúncios. Com isso é possível inferir que esse ponto negativo acaba levando esse método de fazer Marketing um tanto quanto passível de obsolescência.

Afinal, uma vez que anúncios de maior relevância vêm sendo produzidos com a intenção de converter mais leads por meio de seus interesses, é compreensível que o Outbound Marketing acabe “ficando para trás”.

De qualquer forma, não existe uma disputa entre uma forma de fazer marketing e outra. Não. Na verdade, o que acontece é que um serve para determinadas finalidades enquanto o outro possui suas especificidades também.

Com isso, é possível trazer um dos pontos positivos do Outbound Marketing: com ele é possível abordar consumidores mais conservadores. Nem todos possuem acesso a redes sociais, meios televisivos ou plataformas de streaming.

Pessoas idosas, por exemplo, não são completamente integradas às novas tecnologias e tampouco a meios que possibilitem o contato com Marketing Inbound. É claro que existem exceções e isso não é uma regra. Mas é um aspecto positivo sobre o Outbound: está presente nos meios mais tradicionais de comunicação.

O que é Inbound marketing?

Bom, enquanto o Outbound Marketing é uma forma de abordar clientes de uma maneira mais tradicional, menos segmentada e menos focada na experiência dos compradores, o Inbound é o contrário.

A verdade é que nem todos sabem diferenciar esses dois tipos de Marketing. Mas a facilidade com que é possível distinguir um do outro é grande quando se conhece o funcionamento de ambos e alguns poucos exemplos.

Por exemplo: o Inbound Marketing está presente no lançamento de Infoprodutos, como ebooks e sites de notícias. Também está no uso de plataformas de anúncios que conseguem segmentar aqueles que irão receber os anúncios. Ou senão no processo de criação de algum produto ou serviço que pode ser oferecido para um determinado público.

Na verdade, o Inbound Marketing é muito mais abrangente do que o Outbound. E isso pode ser muito trabalhoso de explicar por meio de poucas palavras ou sem exemplos. Por isso, é possível que aqui no texto muito se fale sobre Inbound Marketing, ao contrário do Outbound Marketing.

O segundo apresenta algumas limitações ao ser colocado em paralelo ao primeiro. Mas, enfim, definindo Inbound Marketing: basicamente é uma série de técnicas que tem como finalidade atrair um público. Isso tomou proporções tão grandes que esse método de fazer marketing está se entremeando até mesmo nos meios tradicionais de marketing.

A verdade é que ambos estão bem integrados um ao outro e desvincular o inbound e outbound, ou vice-versa seria um tanto quanto difícil.

Inbound Marketing: vantagens e desvantagens

Em suma, conseguir converter pessoas em compradores por meio de anúncios que causem a sensação de que algo relevante está sendo consumido com o anúncio é do que se trata o Inbound Marketing.

Com isso, é possível inferir algumas questões. Por exemplo: os anúncios da internet são totalmente segmentados. Nada do que está presente na Internet em forma de anúncio chega de forma aleatória na tela daqueles que consomem conteúdos.

Afinal, ao mesmo tempo em que se está usando a internet, uma série de concessão de dados pessoais acontece. E isso é um aspecto positivo sobre o Inbound Marketing. Por meio desse aspecto o número de conversões se torna maior. Assim como técnicas para trazer mais conversões passam a serem aplicadas de acordo com os interesses dos clientes.

Enfim, uma tecnologia amplamente atrelada ao Inbound Marketing é o Big Data. Esse registra tudo aquilo que se encontra presente nas ações de quem está na internet.

Com isso, os dados passam a ser compartilhados com grandes plataformas que podem veicular anúncios na Internet, como o Google. A partir disso é possível que os profissionais do Marketing, por meio da avaliação dos perfis de cada um dos clientes e seus hábitos, consigam não só montar um produto de maior relevância, bem como possam montar anúncios que façam com que produtos tenham relevância.

Agora, um dos aspectos negativos do Inbound Marketing é que mesmo que esse monte de anúncios segmentados, muitas vezes isso pode ser invasivo. A coleta de dados é um incômodo para muitas pessoas, e esse é um ponto negativo do Inbound: o comprometimento da integridade de dados.

Exemplos de Inbound e Outbound

Bom, agora que os leitores conhecem mais sobre Inbound e Outbound Marketing e podem falar sobre o assunto com mais precisão, é possível dar continuidade ao texto com exemplos.

Os anúncios do Facebook são uma forma de Inbound Marketing uma vez que esses, desde o início de seus funis, ou seja, de seus planejamentos, acabam acatando aspectos pessoais dos consumidores.

Com isso, é possível trazer à luz um conceito que vem se tornando muito difuso no marketing de Internet: relevância. As estratégias de conteúdo feitas em forma de anúncio para o marketing no Instagram são totalmente segmentados e feitos para gerar a sensação de que algo relevante está sendo consumido. SEO também é um exemplo de técnica imbound.

Enquanto isso, o Outbound Marketing vai na contramão, de certa forma. Antes de mais nada, é preciso dizer que um não contraria o outro. Inclusive, podem ser usados de forma complementar. Mas no que tange à modernidade do processo de criação e execução, o Inbound lidera.

Com isso, é possível falar sobre um ótimo exemplo de Outbound marketing que já existe no inbound. Na verdade, trata-se de um tipo de anúncio.

Nesse tipo de anúncio é possível explorar técnicas do Inbound. Mas originalmente, a carta de vendas provém do Outbound. Com, a carta de vendas é uma carta onde tenta-se convencer um possível comprador a se torna um comprador e até mesmo um cliente.

Por meio de técnicas de escrita, gatilhos mentais e afins é possível gerar sensações nos clientes que os levem a querer um produto. Entretanto,  nem todos que recebem uma carta de vendas podem estar interessados no que elas vendem. E é nisso que se perde o propósito do Outbound Marketing. Aliás, é o que reflete a sua possibilidade de ser deixado de lado. Pouco a pouco isso está acontecendo.

Outbound ainda vale a pena?

Em fato, tudo aquilo que é feito por meio de Inbound Marketing, assim como no Outbound, tem como prioridade a conversão de uma venda. Entretanto, o Inbound Marketing usa meios mais estratégicos que dão uma “vetorizada” no processo. Com isso, nota-se que aos poucos os meios tradicionais de marketing vão se defasando.

E isso é perceptível uma vez que as pessoas compram mais pela internet do que por qualquer outro meio. Segundo uma estimativa feita pela Infobip, 88% dos brasileiros já compraram algo pela Internet. Com isso, é possível inferir que existe uma grande adversidade para os defensores do Outbound Marketing resistirem, se é que isso é possível: a digitalização das coisas.

O Outbound Marketing pode deixar de valer a pena para um investimento a partir do momento em que os meios tradicionais de mídia migrarem totalmente para a internet. Nada mais poderá ser feito com relação aos meios tradicionais de propaganda.

Entretanto, isso não implica no desaparecimento integral do Outbound. Na verdade, muito do que está inserido no Inbound deriva do Outbound.

O Marketing que formou uma série de teóricos e estudiosos da venda os quais servem de referência nos dias de hoje para fazer o novo Marketing são de escolas que foram “ a fundo” com a implementação de técnicas Outbound.

Portanto, não é possível menosprezar e tampouco dizer que por ora não vale a pena.  Na verdade, para aqueles que têm a pretensão de investir em Marketing, usar das métricas e métodos do Inbound para aplicar no Outbound pode ser uma ótima alternativa.

Em suma, isso já é feito por grandes empresas que entenderam que o Marketing de Atração é um conceito genial e totalmente aplicável. Por exemplo: empresas de renome como a Apple não podem largar o Outbound com facilidade.

Estatísticas sobre Marketing

Bom,agora que os leitores tiveram contato com alguns conceitos gerais sobre os tópicos abordados, aqui estão algumas estatísticas que podem firmar as ideias apresentadas aqui. Para começar, é preciso ressaltar que as fontes das quais os dados apresentados aqui foram tirados são referências na coleta de dados. AdWeek e Global Web Index são alguns deles.

Enfim, para começar é preciso falar sobre a transição das empresas para o digital seguindo tendências. A grande maioria dos diretores de Marketing acreditam que 75% dos investimentos em Marketing serão feitos para fins digitais.

Isso é um importante aspecto para aqueles que tem a pretensão de crescer seus negócios de alguma maneira. Por meio das estratégias do analista de SEO [on e off page backlinks], escrita inteligente, formação de persona, dentre várias outras é possível colocar empresas que ainda não estão no digital no mesmo patamar de empresas que já estão. Mas todas as estratégias apresentadas aqui derivam do inbound marketing. 

Com isso já é possível deduzir a grande virada de chave que será para aqueles que realizarem a relevância do Inbound sobre o Outbound.

Outro importante dado sobre Marketing é que o gasto médio de um cliente de eCommerce pode ser duas vezes o gasto médio de novos consumidores. Ou seja, aqueles que já estão por dentro do uso da Internet como meio de aquisição de produtos tendem a gastar mais do que aqueles que estão entrando agora nesse meio de consumo.

Portanto, o investimento em anúncios Inbound pode ser muito positivo. Tanto para ganhar mais de clientes quanto para firmar novos clientes que estão começando a consumir por meio da Internet só agora.

Lead inbound e outbound: características de cada um deles

Eis uma questão primordial para aqueles que lidam com Marketing, seja ele Inbound ou Outbound. Bom, enquanto os líderes de marketing inbound se atraem por conteúdo de relevância, os áudios acabam acabando a ideia de compra de um produto ou serviço devido a abordagem da empresa ou prestador de serviços.

Para entender a diferença entre um e outro, é necessário compreender os conceitos de” dor” e de” ajuste”. Cada um deles serve para compreender aquilo que diferencia os líderes inbound e outbound.

Enquanto o conceito de dor trata-se de algo necessário para um cliente que existe urgência, o termo ajuste trata-se daquilo que uma empresa oferece a seus clientes e como isso pode se encaixar no desejo de possíveis compradores.

Bom, uma vez que esses termos foram apresentados, é possível falar sobre os leads Inbound. Geralmente, os leads Inbound são convertidos a partir de anúncios feitos de forma segmentada para que esses indivíduos sintam o desejo de comprar aquele produto de acordo com suas dores.

Enquanto os Leads Outbound seguem uma contrariedade . Esses são os clientes os quais se abordam de forma direta oferecendo um serviço ou produto sabendo que esse se encaixa na necessidade do cliente. Por exemplo: os telefones da Apple são promovidos por meio de propagandas outbound. 

Mas, é claro que além de produzir ótimas propagandas, a Apple possui uma autoridade no ramo de tecnologia e, por isso, sabe que obterá a clientela necessária para seus produtos. Logo, isso se encaixa como um ajuste

Níveis de Consciência do lead

Eugene Schwartz separou 5 diferentes níveis de consciência para que profissionais de marketing possam montar seus anúncios de acordo com aquilo que pode ser melhor para cada tipo de comprador.

O primeiro nível de consciência de lead é o “inconsciente”. O líder inconsciente é aquele que não possui noção sobre o produto oferecido, a necessidade que esse tendo produto, os seus desejos tampouco suas dores. Abordagem para esse tipo de líder por exemplo é totalmente diferente do líder mais consciente que, no caso, é o último nível de consciência.

Bom, dando continuidade, o líder consciente do problema é aquele que conhece a sua dor. O melhor tipo de anúncio para esses é aquele que afeta diretamente as suas necessidades. O terceiro nível de consciência do lead é aquele que está em consciência da solução.

O líder consciente de solução precisa tanto de uma boa introdução do produto ou serviço quanto de uma boa oferta, visto que o que está sendo oferecido pode ajudá-lo a solucionar seu problema.

Qual a diferença entre marketing de atração e marketing de interrupção?

Bom, a diferença entre marketing de atração e marketing de interrupção é a mesma diferença entre Inbound e outbound marketing. Na verdade, a literatura traz atração e de interrupção como traduções para inbound e outbound.

Mas, já que esses termos foram apresentados aqui, é necessário ressaltar que esses descrevem bem do que se trata cada um dos tipos de marketing. Enquanto o Inbound Marketing trata-se de atrair clientes por meio de conteúdos de relevância, o Outbound trata-se de abordar os clientes de forma direta com serviços ou produtos que se encaixam dentro de suas necessidades, mas interruptivamente 

Sempre ficar melhor isso aqui está uma situação comum em cidades grandes: quando representantes de empresas oferecem amostra grátis para pessoas que estão andando pela calçada.

Essas pessoas que são abordadas acabam sendo interrompidas e tendo seu percurso desviado ou causado por um breve período de tempo para que esses conheçam o que está sendo oferecido pela empresa.

Enquanto muitos podem aceitar amostra grátis, outros podem apenas seguir seu próprio caminho Mas é possível que uma boa parte daqueles que aceitaram amostra grátis passe a consumir algum produto da empresa que ofereceu a amostra.

O mesmo serve para os folhetins de empresa distribuídos nas ruas. É possível que uma parte daqueles que receberam os folhetins passe a consumir os produtos ou serviços da empresa que solicitou a distribuição dos anúncios. 

Enquanto outros podem simplesmente pegar o folhetim jogar fora ou simplesmente nunca nem chegar a segurar em suas mãos. Já no Inbound Marketing os anúncios são feitos de forma tão inteligente e se embasam nas necessidades, desejos e características pessoais dos leads.

4 principais diferença entre inbound e outbound marketing

Bom, agora que os leitores possuem mais afinidade com os termos de marketing de interrupção e marketing de atração, é possível introduzir a diferença entre inbound e outbound marketing de forma mais específica. A primeira grande diferença entre inbound e outbound marketing está nos métodos está na forma que se comunicam.

Enquanto o Outbound interrompe os leads de acordo com a abordagem desejada na divulgação de um produto ou serviço, o Inbound atrai clientes usando iscas como forma de atração.

A segunda grande diferença entre ambos é a possibilidade de mensurar resultados. Enquanto dentro do Outbound existe uma maior dificuldade em metrificar resultados por meios tradicionais e caros, o Inbound o faz por meio de recursos oferecidos na Internet.

A terceira grande diferença entre ambos é a maneira com que o público percebe o marketing.

Enquanto no Outbound nota-se uma valorização do produto, colocando em voga ao invés das preferências e características dos possíveis clientes , o Inbound faz o contrário. Na verdade, inbound marketing centraliza o público em tudo que faz com a finalidade de gerar atração.

Com isso, os clientes conseguem enxergar o inbound como uma maneira atrativa de propaganda devido a relevância dos conteúdos presentes. Já com Outbound, o mesmo efeito pode ser atingido, mas de forma mais defasada e menos efetiva para todos que recebem o anúncio.

A diferença se encontra no retorno sobre o investimento, uma vez que para investir em inbound marketing gasta-se muito menos do que com Outbound. Mesmo com a alta taxa de conversão do inbound marketing, é possível notar que devido a escalabilidade dessa forma de anunciar os anúncios inbound acabam sendo mais baratos.

É um grande disparate comparar um ao outro. Investimentos em inbound trazem mais retornos em menos tempo e com menos investimento.do produto. Para aqueles que estão por trás do marketing, esse é um dos vídeos mais fáceis de converter. Afinal, para ele só é preciso uma boa oferta pelo produto que já conhece e de uma confirmação que essa é a melhor aquisição que podem fazer.

Por fim, mas não menos importante, estão os leads mais conscientes. Esses são os possíveis clientes os quais não exigem tanto esforço por parte dos anúncios para conseguir condicionar uma venda. Esses são os clientes que já tem a compra do produto praticamente feita, faltando apenas finalizar.

O grande sonho de todo responsável pelo Marketing é de que um dia todos os clientes estejam no último nível de consciência.

Fonte: Pinterest

Vale a pena contratar uma empresa de Marketing?

Antes de mais nada, é preciso dizer que esse é o tipo de dúvida que assola a mente de muitos que nunca contrataram serviços de marketing. Mas, antes de responder é preciso fazer uma pergunta com a finalidade de que os leitores exerçam paralelo em suas mentes.

Ao ficarem doentes esses recorrem a algum profissional da saúde ou se questionam se vale a pena cuidarem de suas vidas? É justamente esse questionamento que deve ser feito por aqueles que prezam pela saúde e longevidade de suas empresas.

Afinal, o Marketing de uma empresa, independente de acontecer por meios Inbound ou Outbound, é crucial para sua vitalidade. Uma marca só sobrevive se essa for difundida no imaginário daqueles que a consomem. Logo, os profissionais responsáveis pela sobrevivência, cuidados e reparos do Marketing são indispensáveis para que uma empresa continue funcionando bem.

Assim como a administração, a tesouraria e qualquer outro setor de uma empresa, ter uma equipe responsável pelo Marketing é indispensável. Com isso, contratar uma empresa de Marketing pode ser muito positivo e agregar em diversos aspectos decisivos. Visto isso, é importante ressaltar que nós da Visão Confiável contamos com ótimos profissionais em nossa equipe.

Além de nos prontificarmos para uma série de diferentes serviços de Marketing, buscamos ter em nossa equipe somente aqueles que tem como objetivo entregar os melhores resultados aos clientes por meio dos aprimoramentos constantes do know-how profissional. Então, ao buscar por uma empresa de Marketing de seriedade e comprometimento, a Visão Confiável está a postos para todos.

Fonte: Pixabay

Resumo sobre diferença entre inbound e outbound marketing

Bom, independente do lead ser Inbound ou Outbound, é de suma importância que a propaganda vise o nível de consciência do lead. Apesar de parecer ser um termo subjetivo, um nível de consciência do lead é algo que foi estabelecido por um estudioso das técnicas de vendas e da psicologia, Gene Schwartz.

Além disso, por meio deste artigo foi possível introduzir alguns dos benefícios que existem no Inbound Marketing sobre o Outbound, como o uso do Google Search, Analytics, ADS, Trends ou do SemRush para metrificações e diversas outras ações Inbound.

Outro aspecto importante que foi apresentado aqui foi o fator “Investimento x Lucro”, uma vez que o Marketing Inbound oferece maiores oportunidades de conversão com um menor investimento.

Para fim de comparação, basta que os leitores liguem em qualquer rádio e perguntem quanto custa para anunciar um produto ao menos 1 vez no dia todos os dias da semana. Depois comparar o valor cobrado por plataformas de anúncios para anunciarem para milhões de pessoas repetidas vezes por meio das redes sociais, como no Google Analytics ou Facebook Ads.

Fica claro a partir daí a diferença gritante entre o investimento necessário para um e para outro. Além disso, ao simular um investimento em plataformas de anúncio virtuais muito usadas no Inbound Marketing é possível ter uma estimativa de retorno.

As estatísticas aqui presentes serviram para ilustrar uma realidade na transição de uma era que usa Outbound Marketing para Inbound Marketing.

Essa “transição” ocorre de forma gradual enquanto a Internet se difunde. Enfim, isso foi apenas uma retomada geral de alguns dos aspectos mais importantes do texto sobre a diferença entre Inbound e Outbound Marketing.

Mas caso os leitores queiram saber mais sobre o assunto, nosso blog está repleto de conteúdos de relevância sobre esses tópicos.

Deixe seu comentário