A memória RAM é um componente crítico de um PC. Portanto, quando se trata de instalar a RAM correta em seu computador, muitos fatores devem ser considerados. Todos sabemos que a RAM com mais GB de memória e velocidades mais altas em termos de MHz tem um desempenho melhor, e isso inclue a Latência CAS (CL). 

Mas a latência de CL ou CAS é frequentemente esquecida, embora tenha um papel importante na eficiência de um módulo de RAM. Portanto, neste artigo discutiremos o significado da latência RAM CAS e por que ela é importante.

Significado de latência CAS

CAS Latency (CL) é uma abreviatura de Column Address Strobe Latency. A latência CAS é definida como o número total de ciclos de clock.

Esse clock leva desde quando o controlador de memória recebe uma instrução para recuperar dados até o momento em que um módulo de RAM acessa os dados específicos de um endereço de coluna particular e os tornam disponíveis em um de seus pinos de saída. 

Geralmente, ao comparar a RAM de gerações semelhantes (por exemplo, DDR4, DDR3, etc.), uma RAM de menor latência terá um desempenho melhor.

Um módulo de RAM é responsável por receber um comando para recuperação de dados e, em seguida, disponibilizar esses dados em seus pinos de saída. O processo de recuperação de dados começa na CPU, que envia o comando para o controlador de memória e, em seguida, o controlador de memória envia o comando para a RAM.

Ao receber o comando, o módulo de RAM consegue recuperar os dados e enviá-los para seus pinos de saída. Durante essas recuperações, para cada dado recuperado, o módulo de RAM passa por determinados ciclos. Esses ciclos são conhecidos como Latência RAM CAS.

Isso significa que quanto menos ciclos uma RAM precisa passar, mais rápido os dados serão recuperados, tornando o computador mais eficiente. Isso torna as RAMS de latência CAS mais baixas melhores do que aqueles com latências CAS mais altas.

Conselho, Cartão, Lasca, Computador
Latência CAS na memória RAM

Caso os erros persistam…

Se você ainda está tendo problemas para entender o que é latência CAS, considere uma fila no caixa de uma mercearia. O número de linhas aqui representará os GB de memória que a RAM possui. 

A velocidade ou frequência com que as linhas avançam representa a velocidade do clock da RAM. Por fim, a latência de CAS aqui será representada por tudo o que está acontecendo no caixa. O caixa que escaneia seus itens de mercearia, processa seu pagamento e lhe dá o recibo é considerado um ciclo único. 

Se o caixa estiver lento ou encontrar atrasos, isso significaria maior latência, pois leva mais tempo para concluir o ciclo. Por outro lado, se o caixa for rápido e eficiente, isso significaria menor latência, pois leva menos tempo para completar o ciclo. Portanto, quanto menor for o CL um módulo de RAM, melhor.

Latência CAS: Importa na RAM?

Sim, a latência do CAS importa na RAM, mas CL sozinha não garante melhor desempenho, a menos que você leve em consideração a frequência ou velocidade da RAM. 

Considere, por exemplo, a diferença de CL entre DDR4 e DDR3 RAM. Enquanto o DDR3 tinha um CL mínimo de 9, o DDR4 tem um desempenho significativamente melhor com um CL mínimo de 14, simplesmente por causa das velocidades de clock superiores que impactaram substancialmente a latência em segundos.

A latência mais baixa em segundos pode mostrar mudanças massivas ao alternar entre gerações. Ainda assim, a diferença pode não ser significativa na mesma geração, pois o CL tende a aumentar com um pequeno incremento de frequência. 

Os jogos geralmente mostram um ligeiro aumento (1-2 fps) no desempenho. Onde CL realmente importa é configurar a RAM de diferentes fabricantes para funcionar em configurações de canal duplo ou quádruplo para melhorias de desempenho mais significativas.

Memória, Ram, Computador, Tecnologia
Pentes de memória RAM: Latência CAS alternam para cada um

O que é um bom CL para RAM?

Geralmente, para módulos DDR4, o CL mínimo que você pode obter será em torno de 14. Kits com uma memória RAM e processamento com um CL de 14 e frequência de 3600 MHz são as RAMs de melhor desempenho que você pode obter no momento, mas custam muito dinheiro.

Para obter o melhor desempenho enquanto economiza dinheiro, recomendamos antes de tomar uma decisão de compra:

  1. Identifique as velocidades de memória suportadas pelo processador e pela placa-mãe.
  2. Inclua velocidades de overclock se você souber como fazer isso.
  3. Depois de confirmar as frequências suportadas, navegue pelas diferentes opções disponíveis no mercado e escolha aquela com o menor CL, maior frequência e GB de memória que se encaixa no seu orçamento.

Calculando a latência de RAM

As classificações de latência CAS da RAM são geralmente apresentadas com a RAM pelos engenheiros, seja na própria RAM ou na papelada ao lado da RAM. Frequentemente, você verá o termo ‘CL’ seguido por alguns dígitos separados por hifens.

Os dígitos antes do primeiro hífen representam a latência CAS da RAM. Vamos supor que o dígito seja 17, então isso significa que a RAM passará por 17 ciclos para entregar os dados ao controlador de memória.

Para converter essa latência de RAM em nanossegundos, e para que ela faça sentido, você terá que colocar esse número por meio de uma fórmula. Divida a latência do CAS pela velocidade do clock da RAM e multiplique-a por 2.000 para obter a latência da RAM em nanossegundos.

Caso você não esteja ciente da latência CAS de sua RAM, existem várias ferramentas online, como CPU-Z, disponíveis na internet que você pode baixar, e elas darão a você as informações necessárias em um único clique. Acesse a velocidade do clock da RAM no gerenciador de tarefas do Windows. Você também pode utilizar esta calculadora de latência de RAM.

Chips De Memória, Armazenar, Ram

Diferença entre velocidade de RAM e latência CAS de RAM

A principal diferença entre a velocidade da RAM e a latência do CAS é que quanto mais velocidade da RAM, melhor e quanto menor a latência do CAS, melhor. Eles são praticamente o inverso um do outro.

A velocidade da RAM define a quantidade de dados que uma RAM pode transferir em um segundo. A latência CAS, por outro lado, define o número de ciclos pelos quais uma RAM passa antes de transferir os dados.

Lembre-se de que a RAM com uma taxa de latência CAS mais baixa é sempre melhor do que uma mais alta. A menor latência garante o processamento dos dados em tempo mínimo.

De todo modo, é recomendado não misturar RAM com diferentes velocidades de clock ou diferentes taxas de CL. Caso contrário, esses módulos de RAM não funcionarão na velocidade especificada.

Às vezes, o PC/laptop não liga. Então, surge a questão de  como saber essa relação CL?  Neste momento você pode fazer uma solução. Ou seja, vendo as informações na própria RAM. Este processo é mais simples se você tiver um computador desktop.

Como Timings e RAM Speed ​​são conectados?

Se você estiver familiarizado com o conceito de armazenamento em buffer, faz sentido ver como as temporizações da RAM podem ter um impacto notável no desempenho geral da RAM. 

Cada figura de tempo representa o tempo gasto para as ações que ocorrem no módulo de RAM, algo distinto da taxa de transferência.

O clock da RAM não precisa ser necessariamente rápida. Afinal, o desempenho geral pode ser afetado pela rapidez com que os dados são armazenados e recuperados no próprio módulo de RAM.

Esses dois fatores estão interligados, no entanto. Uma velocidade de clock mais alta significa uma taxa de transferência mais alta, o que, por sua vez, significa que a CPU alimenta os dados com mais rapidez (e pode, portanto, solicitá-los mais rápido).

Para evitar um gargalo, isso significa que as temporizações da memória precisam aumentar à medida que a velocidade do clock aumenta. Caso contrário, atrasos no módulo de RAM farão com que a CPU fique ociosa entre as instâncias de acesso aos dados.

À primeira vista, pode não parecer um grande atraso: um módulo CL 9 RAM está apenas atrasando a transferência em 9 ciclos de clock, certo? Bem, sim. Mas isso está acontecendo sempre que uma função específica (os dados de solicitação da CPU) ocorre.

Considere isso para todos os quatro aspectos de tempo e você verá que esses atrasos se acumulam porque podem ocorrer milhares de vezes por segundo.

Ram, Módulo Ram, Memória, Computador
Pente de memória

Latência CAS: Conclusão

Agora que você está atualizado com tudo o que precisa saber antes de pegar o stick de RAM da prateleira, ainda há algumas coisas que você precisa considerar antes de comprar uma RAM. Se você deseja instalar dois módulos de RAM em seu computador, eles precisam ter a mesma taxa de dados dupla e a mesma velocidade de clock e, o mais importante, precisam ter a mesma latência CAS. 

A programação das placas-mãe possuem configuração para funcionar com a maior latência CAS. Se você escolheu uma RAM com uma latência CAS mais alta e outra com uma latência CAS mais baixa, então você só estará desperdiçando dinheiro, pois a placa-mãe só escolherá a RAM com a latência CAS mais alta.

Se você está escolhendo um único módulo de RAM para o seu novo computador que não tem nenhuma RAM pré-instalada, procure a RAM que tem a maior velocidade de clock e a menor latência CAS possível para ciclos mínimos de clock para obter um desempenho ideal.

Deixe seu comentário