Dentro dos processos de venda, o meio de funil é uma das etapas que fazem parte da jornada de compras. Sempre que alguém estiver interessado em resolver o problema de alguém, essa é a etapa intermediária do processo.

Grande parte dos empreendedores que trabalham com marketing ou já estão trabalhando no digital. Entendem, que para convencer o cliente, é preciso fazer com que ele passe por uma jornada.

Essa jornada, também chamada de jornada de compra, possui algumas etapas importantes. Como os hábitos de consumo mudaram, saber atrair o seu cliente, até a geração de leads qualificados para então converter, exige estratégia.

Quando a atenção do seu público não é mantida nessa etapa, ele se vai e assim, a conversão, ou a venda, não acontece.

Para entender melhor do que se trata a etapa do meio de funil e aprender como usar da melhor maneira, continue lendo.

meio de funil
Imagem reprodução: Pixabay

O que é funil de vendas?

O funil de vendas faz parte da jornada de compras pelo qual o cliente passa, antes de tomar a sua decisão. Dentro do marketing, o funil é dividido em etapas. Sendo o topo, o meio e o fundo de funil.

Cada uma das etapas possui objetivos diferentes, tem intenções distintas. Com isso, o possível cliente, o público, vai passando pelas etapas, percorrendo esse caminho, até a conversão. Até tomar a sua decisão de compra.

Ao imaginar que a grande maioria das pessoas que precisa comprar algum produto ou serviço, não compram na hora, mas normalmente realizam uma pesquisa, fica fácil entender que é necessário oferecer mais informações sobre esses produtos.

Por isso, essas etapas de atração de público, passar informação e conquistar a confiança para depois converter, são divididas dessa maneira, em etapas de funil.

O que é meio de funil?

Para esclarecer a principal função do meio de funil, é preciso entender qual o seu papel dentro da jornada de compra no funil de vendas.

Essa etapa serve, basicamente para encontrar os potenciais clientes, até o destino final, que é a compra. Encontrar o público interessado e curioso sobre o produto, e leva-lo até a tomada de decisão.

Está presente nos passos dessa etapa, gerar leads, assim como encaminhar o cliente até uma landing page, e também convencê-lo a trocar dados pessoais, em troca de conteúdo ou ofertas que sejam de interesse dele.

Essa troca de informação, como conseguiu o e-mail ou telefone de contato, serve para que a marca consiga entrar em contato novamente com esse cliente. Dessa maneira, ele se torna um lead.

Existem diversas maneiras de adquirir esses dados, usando inclusive, estratégias de meio de funil para isso. Mas para isso, é preciso entender que essa etapa exige criação de conteúdo de qualidade para prender a atenção do público.

Quando você encontra oportunidades de oferecer conteúdo gratuito nessa etapa, se torna interessante. Quando mais o público se interessar pelo que você tem a oferecer, pelo que tem a falar ou ensinar, mais curioso e interessado no seu produto, ele fica.

Na etapa do meio de funil, é necessário estreitar as relações. Fazer com que o público comece a confiar no conteúdo, no que você tem a dizer sobre seus produtos e assim, ele começa a se convencer para tomar a decisão.

meio de funil
foto reprodução: Pixabay

Do que se trata o meio de funil?

A etapa do meio de funil é o momento do convencimento, ou até mesmo, da conversão. Durante essa etapa, a sua estratégia precisa deixar o cliente curioso a ponto de tomar a decisão se irá ou não comprar o seu produto.

O meio de funil se trata de afunilar a lista de pessoas mais interessadas na sua marca. Ou na solução que a sua empresa tem a oferecer. porém, esse ainda não é o momento da conversão propriamente dita.

De uma forma geral, os clientes que chegam nessa etapa, precisam se sentir mais atraídos pelo conteúdo, mais curiosos com o que você tem para oferecer. Dessa forma, o conteúdo precisa começar a se aprofundar mais um pouco nesse momento.

É como se essa fosse a parte em que você começa a descrever o seu produto ou serviço. Falando principalmente sobre suas qualidades, para que serve e como usar, por exemplo.

O meio de funil é importante?

Todas as etapas do funil de vendas têm sua importância. No caso do meio de funil, ele serve principalmente para fechar as vendas, é responsável pelas conversões. Além disso, para entender como o meio de funil pode ser tão importante durante a jornada de compra, veja alguns motivos principais:

1.      Aumenta as chances de conversão

Quando a empresa possui estratégia de vendas e elabora todo o seu planejamento da jornada de compras, consegue criar conteúdo de qualidade. Isso significa que quem consome os conteúdos e gosta, possivelmente pode virar um cliente ou fã do trabalho.

É nessa fase que o criador de conteúdo, ou quem faz o marketing de conteúdo, precisa dominar o assunto, e mostrar que entende do que está falando. Com isso, o público consegue visualizar o valor, e fechar negócio fica mais fácil.

2.      Oferece informações de qualidade

Como foi dito anteriormente, no meio de funil, é preciso se dedicar ao conteúdo. Mostrar que entende do que está falando, oferecendo dados ao seu público. Isso acaba por gerar leads, e também ajuda na tomada de decisões.

Quem chega nessa etapa do funil de vendas, possivelmente entende do assunto, ou se interessa por ele, e é aí que se torna necessário, prender ainda mais a atenção.

Sendo assim, os clientes precisam de solução para os seus problemas, quando isso acontece, ele se interessa pelo conteúdo que você tem para oferecer, quando ele atende a demanda.

No meio de funil, é fundamental considerar esse problema em questão. Algo que você atraiu lá no começo com o topo de funil, aqui precisa começar a convencer.

De uma maneira geral, todo o conteúdo criado, fica restrito no meio. Isso acontece, porque quando o cliente chega nessa etapa, ele quer mais detalhes, quer mais explicações. Se ele se interessou pelo conteúdo, ele vai buscar cada vez mais conhecimento na área.

3.      Leads

Dentro do meio de funil, também pode ser interessante captar leads. Por exemplo, você oferece um download gratuito de algum conteúdo mais aprofundado e específico, e em troca, pede informações como e-mail, telefone, etc.

Esse tipo de estratégia serve para que você mantenha salvo os contatos do seu possível comprador. E além disso, também lhe oferece conteúdo rico, de graça.

A troca de conhecimento, acaba se tornando uma das melhores maneiras de interagir com o público, e ainda oferecer uma solução para o seu problema. Não se esqueça de se oferecer para tirar dúvidas.

produção de conteúdo
foto reprodução: Pixabay

4.      Elimina as objeções

Na etapa do meio de funil, quando se diz que é preciso criar conteúdo relevante, ele precisa ser relevante mesmo. É nessa etapa que as objeções do seu cliente, precisam ser eliminadas.

Entende-se por objeção, as dúvidas, as desconfianças em cima do seu produto. A etapa do convencimento é essa, é preciso transformar a intenção do cliente em saber mais para intenção de compra.

Existem vários gatilhos que podem ser usados nesse momento, que conseguem captar ainda mais a atenção desse público. Nessa etapa do funil, o trabalho é voltado para construir confiança na relação, e assim, fazer com que a decisão seja tomada.

Como é a criação de conteúdo nessa etapa?

No meio de funil, a criação de conteúdo ainda deve ser do tipo informativa, porém, um pouco mais profunda do que o conteúdo do topo de funil.

Existem diversos materiais que podem ser apresentados ao seu público, mostrando produtos e serviços e como eles funcionam, ou quais seus benefícios, sem literalmente oferecer nada ou oferecer nada da empresa.

É preciso ter um pouco de conhecimento em marketing de conteúdo para conseguir criar e bolar boas estratégias nessa etapa. Por isso, existem várias empresas que podem ser contratadas para auxiliar com esse tipo de trabalho.

De uma maneira geral, a criação de conteúdo para essa etapa do funil precisa apresentar soluções de problema para o público. Tudo com didática e sem mencionar a empresa ou marca.

Portanto, o conteúdo precisa ser rico, proveitoso para o público, gerar confiança e convencimento. Por isso que nessa etapa, o conhecimento precisa ser mais aprofundado.

Além disso, existem diversas ferramentas que podem te ajudar no processo de criação de conteúdo do meio de funil. São bem semelhantes as usadas no topo, algumas até iguais, mas elas são criadas de formas diferentes. acompanhe:

1.      E-book

Os e-books são considerados uma das principais ferramentas para serem usadas no meio de funil. Para quem está em busca de conseguir gerar leads, criar um bom e-book completo para oferecer ao público, é a chave da estratégia.

É válido ressaltar que esse tipo de ferramenta, exige mais tempo para ser elaborado, principalmente por ser mais complexo. Nos e-books, o público precisa encontrar praticamente tudo o que deseja, sanar todas as dúvidas.

Usar inclusive, as maiores dúvidas que o seu público tenha, já criando um capítulo com as maiores dúvidas, pode ser a solução que o seu público precisava.

Fale bastante também, sobre a solução de problemas que o seu produto ou serviço oferece, mas sem mencionar a marca.

Quem usa esse tipo de ferramenta, normalmente o faz em PDF, e em troca do download, o empreendedor solicita uma visita, ou pede algum dado do cliente, por exemplo.

Essa é uma maneira simples de abordar alguém, avançar na etapa do funil de vendas, sem ser intrometido demais.

marketing digital
Foto reprodução: Pixabay

2.      Newsletter

Ao gerar leads, você possui uma lista de contatos, que normalmente são e-mails dos seus possíveis clientes. Essa lista é muito valiosa para criar qualquer uma de suas estratégias.

Construir uma newsletter personalizada, te ajuda a oferecer, quase que em forma de assinatura, conteúdo para o seu público, só que sem custo.

Através dessa ferramenta, fica mais fácil oferecer serviços e produtos, sem falar diretamente da empresa.

3.      Blog posts

Outra forma de fazer o seu público passar pela etapa do meio de funil, é através dos blogs posts. Esse tipo de ferramenta é bem simples e precisa ser bem escrito. O conteúdo dessa ferramenta precisa oferecer conhecimento e de preferência engajar.

O conteúdo criado em blogs, serve principalmente para empresas e empreendedores que possuem sites, e conseguem assim, oferecer conteúdo mais aprofundado sobre seus produtos.

Os artigos criados podem ser bem ricos em detalhes e informar. Quanto mais for possível mostrar que é possível resolver um problema, melhor será para gerar a confiança do seu público. Consequentemente isso ajuda e muito na tomada de decisões.

Formatos

Além das ferramentas, também existem formas diferentes de criar conteúdos em formatos diferentes, como é o caso dos:

1.      Templates

Os templates podem ser adaptados para uma série e infinidades de produtos e serviços. Contudo, planilhas, planners, apresentações e até mesmo algum arquivo diferente que sirva para a organização de tarefas.

Para criar esse tipo de conteúdo para o seu público, atualmente é preciso apenas de um pouco de habilidade e tempo. Contudo, o investimento é mínimo, além de permitir a criação de templates totalmente personalizados.

Na etapa de meio de funil, é possível oferecer ao público esse tipo de conteúdo, através algum tipo de instrução. Inclusive, permitindo também as adaptações necessárias.

É um ótimo formato de conteúdo para gerar leads. Principalmente quando o público já está captado e tem interesse no conteúdo. Um ótimo exemplo disso por exemplo, é quem fala sobre organização e produtividade por exemplo, e oferece uma template para organizar a agenda.

O público que acompanha aquele conteúdo, vai se interessar pelo material, e trocar dados de contato pelo template muito mais fácil.

De forma prática, é preciso saber como encaixar esse formato de conteúdo dentro do seu nicho de conteúdo. Mas no meio de funil, ele pode ser muito eficaz em trazer criatividade para o seu público.

2.      Checklist

Assim como o formato de template, no checklist o material serve como uma lista que ajuda o seu cliente a se organizar ou até mesmo a resolver atividades do seu dia.

Dessa forma, a ideia de oferecer uma checklis ao seu público no meio de funil, serve para também mostrar formas de solucionar problemas.

Uma checklist normalmente é usada para auxiliar no planejamento e também na organização de tarefas. Sendo assim, existem diversas finalidades para as quais elas podem ser aplicadas. Ao criar esse tipo de formato, aproveite para usar a identidade visual da empresa.

Outro ponto importante é sobre a sua utilidade em gerar lead. Por se tratar de uma lista que ajuda a resolver várias tarefas, elas podem reciclar de tempos em tempos.

Com isso, para quem já usa, pode deixar os dados de contato para receber uma checklist nova todos os meses, ou todos os semestres e assim sucessivamente.

estratégias do meio de funil
foto reprodução: Pixabay

3.      Lista de leitura

Dependendo de qual for o nicho em que se trabalha, usar listas de leitura para incentivar o público a ler mais sobre o assunto, também é um formato diferente de conteúdo a gerar.

Ela poderia funcionar como um newsletter, mas também pode ser entregue através de download. Em troca de passar essa lista de leitura, pode-se pedir os dados de contato, e assim gerar leads dos interessados.

Aproximação com o cliente

O meio de funil, também é conhecido como a etapa no funil de vendas, que mais aproxima empresa com cliente. Faz parte fundamental do relacionamento entre as duas partes.

Essa aproximação é essencial para fazer com que o relacionamento dê certo. Para que funcione. Portanto, quando você cria conteúdo mostrando que seus produtos podem ajudar o cliente de alguma forma, isso estreita a relação.

Mas para isso, o conteúdo precisa gerar uma certa fidelização. Como se ele precisasse confiar no que você está falando. Dentro dos gatilhos mentais, esse seria o gatilho da autoridade.

Mostrar que entende do que está falando, pode levar tempo. Mas isso também varia muito de acordo com cada estratégia.

Conclusão

Deu para perceber como é importante saber criar conteúdo aprofundado, na etapa do meio de funil. em outras palavras, é essencial nutrir e gerar leads de alguma maneira, para manter o contato com o público, até chegar ao final da jornada de compra.

Além das ferramentas, usar formatos diferentes de conteúdo, também é uma forma de chamar atenção e despertar curiosidade nos possíveis clientes. Dependendo de qual for a estratégia, as práticas podem realizar de diversas formas.

É importante dizer que cada persona busca por um conteúdo específico. Por isso, descobrir qual é o público alvo, também é essencial para direcionar melhor as estratégias.

Na Visão Confiável você encontra os melhores profissionais que vão te auxiliar ao longo desse caminho. Saber construir estratégias certeiras para alcançar seus objetivos é essencial para obter sucesso nas vendas.

Trabalhamos com marketing de conteúdo e oferecemos diversos produtos que podem lhe atender, para melhor trabalhar seus produtos e serviços dentro da sua empresa.

Para tirar as suas dúvidas e fazer um orçamento, não deixe de entrar em contato conosco.

Deixe seu comentário