O que é algoritmo? Na informática, significa um conjunto de regras lógicas alinhadas, desenvolvidas com intuito de encontrar a solução de um problema.

A tecnologia evolui todos os dias e vários termos que aparecem, podem deixar as pessoas em dúvida sobre o que realmente significa. Compreender o que é algoritmo é uma delas. Com toda a evolução tecnológica que aconteceu nos últimos anos, é fundamental compreender as novidades para ficar por dentro desse universo.

Os algoritmos foram criados principalmente para ajudar a compreender o comportamento humano que acontece na internet. Principalmente dentro das redes sociais. Contudo, sempre que essa palavra é dita, muita gente acredita que se trata de diversos tipos de códigos e computadores, etc.. Mas o conceito disso é bem mais simples.

Entender o que é algoritmo exige um pouco de conhecimento. O conceito envolve algumas áreas da computação, e em se tratando das redes sociais, o assunto passou a ficar mais popular.

Sendo assim, sabe-se que os algoritmos influenciam alguns aspectos da vida. No caso de anúncios por exemplos, recomendações de músicas, vídeos, filmes. Tudo que possui algoritmo, serve para selecionar alguns processos e torná-los melhores e direcionados para determinado público alvo.

Pensando na importância de entender o que é esse conceito, continue lendo para compreender não só o que é algoritmo, mas como ele funciona dentro da internet e também nas redes sociais.

Neste artigo você verá:

  • O que é algoritmo;
  • Como funciona o algoritmo;
  • Para que serve o algoritmo;
  • Quais os benefícios de usar o algoritmo;
  • Como os algoritmos são usados nas redes sociais?
  • Exemplos de algoritmo no dia a dia;
  • Entendimento do algoritmo no marketing digital.

O que é algoritmo?

Entende-se por algoritmo tudo aquilo que é feito através de comandos em sequência. Sendo assim, uma sequência de instruções ou comandos que acontecem de modo sistêmico, com intuito de resolver um problema, ou executar determinada tarefa, pode ser um algoritmo.

De uma forma simplificada, o que é algoritmo pode ser definido como algo que foi criado para resolver um problema, através de instruções exatas. Portanto, eles podem ser aplicados até mesmo para realizar tarefas simples no dia a dia, quanto para as atividades mais complexas.

Além disso, também é considerada a ferramenta que identifica e analisa o comportamento das pessoas através da internet. Por isso, que entender o que o termo representa ou significa, é fundamental para conhecer como ele trabalha.

O termo faz uma referência a Al Khowarizmi, um matemático árabe do século IX. Responsável por descrever algumas regras para equações da matemática.

Tendo em mente que o algoritmo representa uma sequência, seu objetivo terá uma meta específica. Que pode ser uma sequência de instruções, ou uma necessidade mais complexa para solucionar.

Como funciona o algoritmo?

Sempre que uma informação da entrada, ela passa por várias etapas que podem modificar o seu estado resultando em uma informação de saída. Para entender melhor, vamos imaginar uma receita de panqueca.

O primeiro passo é separar os ingredientes. Com os ingredientes, temos as informações de entrada. Depois de algumas etapas e alguns processos, a panqueca fica pronta, e isso seria a nossa informação de saída.

Dentro da programação existem vários códigos que podem conter uma estrutura básica. Nas redes sociais, os dados que entram, chamados de inputs, é que são responsáveis por avaliar os interesses de cada um. E assim, é definido o tipo de publicidade que vai atrair mais clientes.

Quando um algoritmo começa a ser criado, é preciso inicialmente definir um problema a ser solucionado. Ao ter isso em mente, é que as análises começam a ser feita e assim, a sequência de passos começa a ser escrita.

Tudo visando resolver esse problema. No fim das contas, os códigos são traduzidos para uma linguagem de programação que se passa em alguns passos.

Os códigos podem ser criados utilizando vários tipos de algoritmos distintos. Principalmente envolvendo execuções diferentes, tarefas, informações organizadas, etc. Em resumo, normalmente um algoritmo possui diversos tipos de códigos, responsáveis por fazer com que ele funcione.

Para que serve um algoritmo?

O algoritmo funciona como se fosse uma receita. Sendo assim, existe uma sequência de passos que precisam ser seguidas de forma criteriosa, para que se chegue a um resultado. Ao longo do dia, pode-se dizer que diversos tipos de algoritmos podem ser perceptíveis na própria rotina.

Além disso, os mecanismos de busca são utilizados diariamente também, e estão repletos de algoritmos que nos ajudam a encontrar respostas do que queremos. Para provar que os códigos criados tem sua serventia em solucionar questões. Resolver problemas e trazer benefícios para o cotidiano das pessoas.

Os algoritmos são lógicos e muito comuns em diversas plataformas. Até mesmo para quem não acessa a internet ou não tem contato com qualquer tipo de tecnologia. O conceito envolve tudo aquilo que pode ser feito em sequência.

Portanto, tudo que exige etapas e é feito em passos, pode ser considerado um algoritmo. A utilidade desse sistema, é exatamente de solucionar um problema ou para realizar uma atividade. Sempre com intenção de melhorar sempre como as coisas são feita, melhorando a eficácia e a eficiência dos processos.

Quais os benefícios de usar algoritmo?

Após entender o que é algoritmo, suas funcionalidades e para que serve, veja agora, quais são os benefícios de atuar e usar os algoritmos. O entendimento facilita o uso, além de favorecer estratégias elaboradas através dos dados rastreados pelos códigos, que podem ficar mais claros. Acompanhe.

1.      Automação

Os algoritmos funcionam em sequência dentro de um programa. Sendo assim, todo o sistema, pode ser viabilizado para se transformar em um software que facilita a vida e consequentemente automatiza alguns processos.

O Machine Learning, possui processos compreendidos pelas máquinas e assim, são reproduzidos. O que pode resultar em um algoritmo bastante complexo, responsável por realizar o processamento do banco dados.

2.      Mediação

Atualmente, existem muitas polêmicas envolvendo o que é algoritmo. Isso porque muitas pessoas acreditam que eles podem comandar muito dos conteúdos que consumimos. O que não é uma mentira.

Um algoritmo exemplos que podem impactar a vida, está ligado ao Facebook. Que define o que aparece no feed de cada pessoa, em termos de notícias ou qualquer outra coisa. Mesmo que este seja um sistema muito criticado, os algoritmos também podem ser alterados.

Assim como os recursos foram criados para proporcionar uma mediação mais neutra em tudo o que é exibido para os usuários, ele também pode ser direcionado de forma mais agressiva.

Para se ter uma ideia, os assuntos que ficam entre os mais comentados e que aparecem para os usuários, geralmente tem alguma ligação com preferências, histórico de busca e comportamento.

Sendo assim, pensando nos dias atuais, os benefícios desse tipo de prática, é apresentar de forma mais equilibrada, tudo o que fica disponível online. Como se estivesse fazendo um filtro do que é mais relevante para você, que vale a pena você visualizar.

3.      Evolução

Conforme os seres humanos evoluem, a ideia do que é algoritmo se conecta com tudo. Desde computadores, smartphones, Smart TVs, tudo possui um sistema que é baseado em algoritmos.

E assim como as novas tecnologias surgem, novos comandos e possibilidades de comandá-los também aparecem. Ou seja, tudo se aprimora e com os algoritmos, principalmente os mais complexos, não é diferente.

Os níveis de instrução dos algoritmos também avançam. Sendo assim, tudo que é aplicado a tecnologia, pode ser difundido em áreas diferentes como vendas, compras, marketing, financeiro, logística, relacionamentos, etc.

Como o algoritmo tem função de solucionar problemas, suas funções também podem ser potencializadas. Portanto, as empresas que estão começando e tem intenção de otimizar os contatos, usam algoritmos para isso. Sendo assim, existe uma importância por parte de empresas em utilizar SEO.

Como os algoritmos são usados nas redes sociais?

Existe uma infinidade de áreas onde o algoritmo pode atuar. Dentro das redes sociais é onde ele é mais usado e conhecido, principalmente pelas ferramentas online. Com intuito de direcionar o usuário, tendo em mente estratégias específicas, as redes sociais, assim como o Google, são ótimos exemplos para explicar melhor o que é algoritmo na internet.

1.      Google

O Google possui um dos algoritmos mais inteligentes e especializado já criados. É conhecido por ser muito inteligente, e guardar segredos muito bem guardados. O PageRank, é o mais conhecido de todos, e surgiu em 1998. Tinha o principal objetivo, rastrear para apresentar os melhores resultados ao usuário, em termos de relevância.

Sendo assim, um site tinha sua importância definida pela quantidade de outros sites que estivessem vinculados a ele. O que era muito difícil de burlar. Quando o Black Hat SEO surgiu, algumas práticas para enganar o PageRank foram criadas.

Com isso, o Google elaborou novas mudanças em seu algoritmo, dessa vez levando em consideração diversas variáveis para ranquear uma página. O modelo então passou a dar prioridade ao usuário, em termos de qualidade, relevância, localização, entre outros.

2.      O que é algoritmo do Facebook?

O Facebook se tornou a primeira rede sociais a utilizar algoritmos com intuito de selecionar e categorizar postagens. Entender o que é algoritmo do Facebook para uma rede social, mostra os critérios que a rede utiliza para exibir conteúdo para cada usuário.

O intuito é o de mostrar os conteúdos mais relevantes ao usuário, levando em consideração seu engajamento, comportamento e preferências do que gosta de visualizar. Mesmo recebendo muitas críticas, o Facebook tomou a decisão de criar um algoritmo, devido ao excesso de publicações que a rede social recebia.

Com isso, foi ficando cada vez mais difícil que as pessoas conseguissem acompanhar tudo o que era publicado. Dessa maneira, o algoritmo foi criado e alguns critérios foram usados na rede para melhorar o feed.

Sendo assim, o feed passou a ser composto de postagens de perfis com quem o usuário possui mais proximidade, com outros perfis que mais engaja e interage. Além disso, levando em consideração o engajamento em potencial do usuário com os posts, tendo dados de seu comportamento previamente.

3.      Instagram

Assim que foi criado, o Instagram passou a seguir a mesma lógica, exibindo sempre as postagens por ordem do que era mais novo para o que era mais antigo. Contudo, em 2016, essa ideia foi alterada e a timeline da rede social também passou a exibir um feed de forma diferente.

Portanto, a temporalidade alterou a ordem das postagens, e assim o feed ficou definido de forma diferente. O engajamento se tornou outro fator de posicionamento de postagens, o que fez com que o número de comentários se tornasse prioridade na rede social, melhorando o algoritmo do Instagram.

Os relacionamentos também se tornaram mais importantes, considerando perfis mais próximos aos usuários através de mensagens, engajamento, etc. Com o decorrer do tempo, os algoritmos foram ficando mais complexos, e novas variáveis se aplicaram de forma mais certeira.

4.      O que é algoritmo do Twitter?

O objetivo da rede social é diferente das demais e por isso, não usa algoritmo para determinar a ordem cronológica das postagens. Contudo, a plataforma também conta com algoritmo para determinar o que é mais importante para o usuário.

Como o objetivo da rede social é mostrar e disponibilizar comentários de assuntos mais recentes, o algoritmo apenas leva em consideração o comportamento prévio do usuário, assim como temas e os formatos de conteúdo consumido. Ou seja, o engajamento.

Levando em consideração esses critérios, os tweets são posicionados e inseridos em categorias diferentes, como o que é ranqueado, que são os assuntos mais relevantes para determinado usuário. Os assuntos perdidos, que podem ser um pouco mais antigos e a timeline que é mostrada em ordem cronológica.

Toda essa estrutura presente na rede social permite que o usuário consiga acompanhar muito mais dos conteúdos e assim, ficar por dentro das novidades dentro da plataforma.

5.      Youtube

O Youtube surgiu em 2005, com isso, como se estudava o que é algoritmo o desenvolvimento da plataforma decidiu optar por criar um sempre analisava a quantidade de vezes que o vídeo era iniciado. Através disso, que o ranqueamento acontecida.

Entretanto, os produtores de conteúdos passaram a fazer chamadas mais apelativas para atrair a atenção do público. Assim que a plataforma percebeu essa jogada, o Youtube passou a exigir qualidade em seus conteúdos.

Desde o ano de 2012, o algoritmo leva em consideração o tempo médio que uma pessoa leva assistindo o canal e os vídeos. Algo que transformou a maneira como se cria conteúdo e assim boas práticas passaram a ser usados.

Atualmente a plataforma faz recomendações de vídeos que oferecem maior qualidade e relevância para o usuário. Levando em consideração uma melhor experiência do cliente.

6.      Como funciona o algoritmo do Spotify?

Uma das plataformas de streaming de música que conta com mais de 40 milhões de usuários, também usa algoritmo. O Spotify passou a lançar uma playlist chamada de “descobertas da semana”. Essa seleção mostra 30 faixas de músicas, que são personalizadas para cada usuário.

Pode aparecer até mesmo algumas que o usuário nunca tenha ouvido, mas vão estar selecionados de acordo com os gostos mais comuns. O intuito é proporcionar melhorias na experiência do cliente, e para isso, a plataforma utiliza dados que selecionam essa informação.

Os principais critérios do algoritmo envolvem o perfil musical do usuário, entre gênero e artistas relacionados. Como as músicas adicionadas em suas próprias playlists, quais grupos musicais pertencem, e as próprias preferências do usuário.

Com o decorrer dos anos, o Spotify foi se dedicando ainda mais a melhorar o algoritmo e aprimorar sugestões que foram listadas e criadas, através do modelo Machine Learning. O que indica que o sistema aprende quais são as preferências do usuário e identifica se ela é feliz ou não, melhorando assim, as próximas recomendações.

Exemplos de algoritmos no dia a dia

No dia a dia é possível encontrar o que é algoritmo em livros de receitas, em manuais de instruções e tudo aquilo que possui uma sequência de processos que deve ser feita para a realização de uma atividade.

Imagine que você tem um passo a passo para fazer uma receita. Você começa a preparar o prato, seguindo a ordem das etapas e no fim, tem o apetitoso prato que tanto queria. Esse é um exemplo de algoritmo do dia a dia.

Com a repetição dessa receita por vários dias, você percebe que é possível melhorá-la em alguns aspectos. E então você adiciona alguns passos a mais durante o processo de cozinhar. A maioria dos programadores chamaria isso em algoritmo de eficácia e eficiência.

A eficácia mostra a qualidade daquilo que tem suas metas planejadas e consegue alcançar os resultados desejados. Enquanto que a eficiência é qualidade de quem é competente e realiza suas funções de forma eficiente.

Esses dois conceitos são importantes para entender o que é algoritmo, principalmente para entender porque ele sofre alterações constantes. O principal objetivo sempre será de melhorar e se tornar mais eficiente e eficaz, em solucionar os problemas propostos. E isso nos exemplos de algoritmo na internet, funciona da mesma forma.

Entendimento do algoritmo no marketing digital

Entender como o algoritmo funciona proporciona também, entender como a mente e o comportamento humano funciona. Boa parte dos códigos criados tem intuito de prever riscos, solucionar problemas e o mais importante, melhorar a vida dos usuários.

Contudo, sabe-se também que o algoritmo seleciona informações para passar a empresas que querem realizar algum tipo de publicidade diretamente para determinado público. É assim que os algoritmos funcionam também para ajudar na venda de algo que os usuários consumiriam.

A resolução de problemas é uma via de mão dupla, tanto para quem vende, quanto para compra. Ao mesmo tempo que existem pessoas que precisam de determinados produtos, procuram e pesquisam por determinados itens, o algoritmo encontra quem está vendendo e une a oferta e a demanda.

Entender como isso funciona, responde muitas das questões de, “Nossa eu estava pesquisando sobre isso ontem, e agora apareceu uma oferta no meu Instagram!”. Grande parte dos algoritmos funciona de forma integrada e ligadas umas as outras. Principalmente ao Google.

O maior mecanismo de busca que existe, integra muitas outras plataformas, além de verificar buscas. Além disso, os conteúdos consumidos, assim como os comportamentos, servem para entregar as melhores opções ao usuário.

Muita gente acredita que esse tipo de interação acaba sendo muito invasiva, mas muita das vezes isso facilita a nossa vida. Imagine quantas vezes você esteve atrás de algo que não encontrava em nenhum site online.

E de tanto comentar em voz alta perto do telefone, uma hora o item começou a aparecer para você em forma de anúncio. Mágica? Não. Os algoritmos também escutam o que é dito próximo do celular e assim, entregam da melhor maneira o que o usuário está buscando.

Conclusão

Entender o que é algoritmo pode facilitar e muito as estratégias de marketing digital, ao compreender o comportamento do seu público. Compreender como o sistema de instruções, ajuda a priorizar os objetivos mais específicos da empresa.

Além disso, o Machine learning, consegue gerar resultados ainda melhores e mais surpreendentes quando atua com essas possibilidades. Existem várias formas de utilizar os algoritmos no marketing, de forma aliada as estratégias de vendas.

Dentre as principais citadas, é o uso de canais adequados para promover as estratégias é o mais importante. Cada algoritmo atua de forma parecida dentro de cada plataforma. Mas cada canal vai ser o ideal para determinado tipo de ação. Portanto, a solução proposta sempre vai ser mais eficaz em um lugar, gerando mais resultados.

A qualidade do marketing de conteúdo ainda reina e por isso, essa deve estar entre os principais cuidados a se tomar. Contudo, saber como melhorar a experiência do cliente, conhecendo bem a persona, fica mais simples, fazendo o uso e entendendo o que é algoritmo. Dessa forma dá para usar os dados a seu favor.

Fique atento a todas as atualizações e mudanças que acontecem. Com base no comportamento de compra, e em como os usuários utilizam as plataformas, os algoritmos mudam de tempos em tempos. E para evitar qualquer tipo de negativa ou banimento, é preciso se atentar as novas regras.

Os profissionais da área, social media devem se aprimorar dentro das regras dos algoritmos e assim, elaborar estratégias mais eficientes. Garantindo maiores resultados, além de desenvolver um sistema lógico para priorizar o impacto que deseja causar.

Deixe seu comentário