A agência de marketing digital e de conteúdo Visão Confiável trabalhou, entre os dias 13 de setembro e 13 de novembro de 2022, com estratégias de SEO para o portal educativo Rabisco da História, fundado em 2017, focando na produção de conteúdos voltados a humanas (sociologia, história, filosofia, português, artes e outros). 

No tempo de atuação com a empresa parceira, inúmeras metas foram conquistadas, principalmente em relação ao número de acessos, que apresentou um aumento de 286,5% no período exato de dois meses. Enquanto isso, o valor equivalente às impressões (número de vezes que as páginas aparecem na SERP do Google aos usuários), elevou-se em 79%. 

Número de cliques e acessos ao portal elevou-se em mais de 282,6%. Fonte: Google Search Console
Número de impressões se manteve estável neste período. Fonte: Google Search Console

Estratégia de SEO com palavra-chave de cauda longa e clusters 

A principal técnica de SEO adotada foi o uso de pilares e satélites (clusters). O pilar é um conteúdo rico, com abrangência de muitas informações. Neste ínterim, os satélites são mais específicos, menores e linkam para o pilar. Há uma conexão de linkagens internas entre estes dois tipos de conteúdo. Ferramentas como o Google Trends, Google Analytics, Search Console, SemRush e outras auxiliaram no processo de compreensão do público-alvo e keywords promissoras. Confira um exemplo:

  • Pilar / cauda curta (artigo rico, de abrangência geral com keyword com alto volume de buscas):
  • Game of Thrones: sinopse, elenco, curiosidades e resumo das temporadas (palavra-chave: Game of Thrones)
  • Satélites / cauda longa (artigos específicos, segmentados e menores, abrangem um tema relacionado ao pilar, trabalhando a sua keyword central junto a derivadas):
  • Elenco de Game Of Thrones de TODAS as temporadas: 1ª, 2ª, 3ª, 4ª, 5ª, 6ª, 7ª e 8ª (palavra-chave: Elenco de Game Of Thrones)
  • Resumo de Game Of Thrones de TODAS as temporadas (palavra-chave: Resumo de Game Of Thrones)

O uso de satélites na estratégia de conteúdo e SEO foi essencial para o trabalho de palavras-chave de cauda longa, mais específicas e com menor volume de buscas, muitas vezes ignoradas por grandes portais de mídia e analistas de SEO

De forma sintetizada, palavras-chave de cauda longa possuem menor volume de buscas, no entanto, justamente pela concorrência mais baixa, permitem que portais iniciantes consigam rankear rapidamente nas primeiras páginas. Outra vantagem proporcionada por elas é o público mais segmentado, que já está em etapas mais avançadas do funil de vendas, como no meio ou fundo

Já as palavras-chave de cauda curta, possuem alto volume de buscas e concorrência elevada. Por isso, portais pequenos possuem dificuldade em se manter apenas com elas. Apesar de não ser uma regra, são destinadas para o topo do funil de vendas

O uso de variações da palavra-chave auxiliou para que muitas páginas aparecessem na primeira página da SERP mesmo com termos diferentes nas pesquisas. Fonte: Google Search Console

SEO Off Page e uso de backlinks 

O Rabisco da História recebeu incentivos com o SEO Off Page e uso de backlinks de portais / jornais parceiros de pequeno a médio porte. O backlink passa autoridade a um domínio e mostra que possui um “voto de confiança” ao Google, auxiliando positivamente no rankeamento. 

Atualmente, existem diversas formas de realizar as estratégias de backlink, seja por meio de trocas entre dois domínios ou mais (guest post), os pagos (considerados Black Hat Seo e penalizados pelo Google) ou por publieditorais, prática amplamente realizada por jornalistas e a preferida da nossa agência de marketing de conteúdo

Conteúdos quentes em formato de evergreen e acompanhamento de streaming

Outra estratégia foi utilizar conteúdos quentes (geralmente notícias, alto pico de acessos em curto espaço de tempo antes de “esfriar”) para os tornar evergreen (conteúdos de blog, com acesso a longo prazo e menor necessidade de atualização).

Ao observar que os materiais com maiores acessos no Rabisco da História eram voltados para séries e filmes, acompanhamos portais de streaming como Netflix e Amazon para entender quais eram os conteúdos em alta no respectivo dia. 

Após isso, notícias e tendências do dia eram utilizados para desenvolver materiais evergreen, abordando sobre sinopses, elencos e outros materiais que poderiam ser de interesse do público, desde cauda longa à curta. 

Entre em contato conosco para conversar sobre o seu projeto e solicitar um orçamento para a sua estratégia de marketing de conteúdo.

Deixe seu comentário