SEO Off Page: o que é, como funciona e exemplos

SEO Off Page: o que é, como funciona e exemplos

O que é SEO Off Page? Quais são as principais dicas para colocar as técnicas em prática? Em suma, a intenção desta tática é fazer com que o Google classifique seu domínio como relevante, como uma referência de mercado!

O SEO Off Page é um desdobramento do SEO On Page. A opção On serve para os artigos, imagens, links e tudo mais que é utilizado dentro da sua plataforma online. Já a opção Off page se trata, especificamente, sobre as linkagens de outros domínios para o seu.

Ele possui presença crucial para aqueles que desejam ranquear artigos, já que o Google considera a relevância que seu perfil possui sobre os outros sites que fizeram as citações. Sendo assim, não olhe apenas para dentro do SEU meio online. Talvez a análise somente feita de forma interior é justamente o que está prejudicando o rankeamento.

Portanto, a seguir iremos te dar algumas dicas SEO Off Page de como impulsionar o tráfego orgânico no site sem gastar nada!

O que é SEO Off Page?

Mas e então, o que é SEO Off Page? Em suma, ele tem o objetivo de mostrar aos algoritmos do Google qual é a relevância do seu site perante os concorrentes.

O Google vai entender que um site com 200 Backlinks apontados seja mais relevante que um com apenas 10. E então você se pergunta: Por que esse artigo YY está no topo sem seguir o SEO e eu que sigo todas as regras não consigo rankear? Talvez seja justamente por isso!

Quando citamos um outro blog e linkamos ele, geralmente já são aqueles que estão no topo do Google. Não buscamos outros da segunda ou terceira página. Então, mesmo não seguindo as regras, terão mais links apontados e serão considerados ainda mais relevantes.

Vale ressaltar que as dicas SEO Off Page não podem ficar limitadas a apenas esse campo. Elas podem ser qualquer coisa que se relacione ao seu site, sem ser especificamente a ação de link Building.

Por que utilizar SEO Off Page? Qual a importância?

Sempre que um backlink é citado, ele passa relevância para o domínio. Esses links são as mais puras essências da Web que surgiram já no ano de 1990. O principal objetivo deles era relacionar os artigos para que fossem encontrados de forma mais fácil nos mecanismos de buscas.

Quando o robô acessar a sua página, poderá indexar e anexar todos os artigos, tags, imagens, textos e links. Todo o valor que o domínio tiver, irá passar para outros endereços da web. Por isso é muito importante que você procure Backlinks de qualidade e não de qualquer site!

Toda a transmissão criada é chamada de Link Juice, uma parcela do poder de rankeamento que a página poderá transmitir. Dessa forma, é como se ele significasse um voto de recomendação. “Esse artigo é bom e realmente vale a pena ser lido por outras pessoas”.

Sendo assim, utilize as estratégias de Link Juice para procurar domínios de qualidade para o seu site! Segundo as pesquisas realizadas pelo Rock Content, eles são responsáveis por 3,64% de todo o tráfego na web.

Mas, qual a diferença dele com On Page?

Como nós já citamos anteriormente, o On Page nada mais é do que os investimentos dentro do próprio sítio eletrônico. Eles poderão ser os seguintes:

  • Publicação de conteúdos;
  • Otimização de palavra chave;
  • Uso de palavras secundárias;
  • Edição de meta descrição e títulos;
  • Criação de novos links internos;
  • Muitos outros.

Tudo isso é importante para que os algoritmos entendam sobre o que se trata sua página e quais são os assuntos mais relevantes.

O quesito de On Page é exatamente o que sua plataforma está fazendo. Apesar de internamente ser muito importante, o SEO OFF Page possui alta relevância nestes aspectos. Como pode ver, eles não podem ser controlados porque são criados especialmente por outros sites. A única coisa que é possível fazer são as parcerias e publieditoriais, futuramente falaremos sobre eles.

Ambos são pilares, já que ninguém irá recomendar sua página se ela não produzir bons conteúdos internamente e ter um bom design. Somente investindo em SEO On Page será possível ter bons resultados na opção SEO Off Page.

Mas, quais são os aspectos levados em consideração para ficar na primeira página com ele? Nós da Visão Confiável separamos uma série de dicas.

1- Popularidade

Já se perguntou por que um artigo, mesmo não seguindo as regras de SEO, está na sua frente nas buscas? Isso pode ocorrer por vários motivos, inclusive porque muitos sites apontam para eles.

É como se fosse um artigo científico em que quanto mais citações, mais relevantes se tornarão. Dessa forma, quanto mais links nesta página receber, melhor será a posição dela.

No começo, muitas pessoas iam em sites e espalhavam o mesmo comentário em vários posts diferentes. Entretanto, os logaritmos mudaram e não funcionam mais dessa forma.

Se uma plataforma XX citar YY um vez, conterá um ponto. Se essa mesma plataforma citar YY 100 vezes, continuará contando um ponto. Não utilizam mais a quantidade e sim, o domínio. Dessa forma, compensa mais citar seu site em 10 endereços diferentes do que citar ele 1000 vezes no mesmo domínio.

Sendo assim, quando você criar muitos links de apenas uma vez, ou na mesma página, poderá fazer com que o rankeamento seja prejudicado.

2- Diversidade

Esse aspecto está puramente relacionado ao tópico anterior. O que é mais importante: um domínio te citando 100 vezes ou 10 domínios te citando 1 vez cada? É claro que a última opção!

Isso mostra que você conseguiu conquistar a confiança de inúmeras pessoas diferentes, não somente de uma. Foi então que, vendo redatores e empreendedores burlando o SEO Off Page, o Google passou a considerar a diversidade do seu público.

Vale ressaltar que os assuntos que linkam para sua plataforma devem ter relação. Por exemplo, nós do Visão Confiável trabalhamos com marketing. Então, um site de publicidade nos citando seria mais relevante que um site de futebol.

Observe que o artigo a seguir, que foi criado por nós, aborda sobre “motivos para contratar uma consultoria”. Em suma, foi publicado em outra agência. Eles nos fazem referência em todas as palavras “SEO”. Então, se um leitor clicar sobre, vai ser um assunto atrativo a ele (já que é um tema parecido) e o Google leva em maior consideração:

3- Contexto

Como citamos anteriormente, o contexto é muito importante. Se você é dono de uma padaria e tem um blog de receitas, é mais relevante uma revista de receitas citar seus artigos ou um blog que fala sobre copywriting?

Portanto, quando for investir em backlinks, procure por parceiros sobre o mesmo assunto que o seu site aborda. São mais relevantes para ranqueamento.

Com isso, podemos ver as relações dele com o LSI. Ou seja, variação de palavras. Você deve criar contextos com outros temas parecidos e relacionados através de palavras que são sinônimos ou possuem significados parecidos.

LSI: Antigamente, pensava-se que bastava citar a palavra chave repetidas vezes para conseguir ranquear o artigo. Entretanto, os logaritmos foram mudando e criaram-se metodologias para identificar qual é o tema sem deixar a leitura repetitiva.

Como exemplo podemos citar a palavra capital. Mas que capital? A metrópole ou o dinheiro? Para que a seja identificado, o redator deverá utilizar termos relacionados ou sinônimos. Observe:

Capital em dinheiro: dólar, montante, real, valor, juros.

Capital em cidade: Metrópole, centro, município, urbano.

4- Avaliação do título

O título e a palavra chave possuem fortes relações com a consideração de domínio. Vamos supor que linkamos um texto de outro blog de marketing que fala sobre SEO Off Page. Será ainda mais relevante por possuírem palavras chaves semelhantes, principalmente quando estiverem no título.

Mas, e se estou vendo um texto sobre frutas e exercícios e linkam para um post sobre limpeza de carros? Isso não é visto com bons olhos porque não são assuntos semelhantes e podem atrapalhar a experiência do leitor. Ele está ali para ler sobre uma vida saudável e não sobre como limpar um carro.

Apesar de citar para temas semelhantes ser importante, NUNCA linke sua palavra chave para outro site concorrente. Fazendo isso, estará passando toda a sua autoridade.

5- Confiança e tempo de domínio

Domínios que já possuem mais tempo de existência são mais relevantes para citações. Então, criar parcerias com eles poderá ser uma ótima alternativa.

Analise os seguintes fatores antes de fazer parcerias:

  • Tempo de domínio;
  • Segurança do usuário;
  • Qualidade do conteúdo;
  • Frequência de publicações;
  • Ranqueamento no Google;
  • Muitos outros.

É exatamente por isso que sites maiores, geralmente, cobram para linkar a sua plataforma. Muitos não entendem estes fatores, mas com toda a autoridade que conseguiram, não podem correr o risco de perder citando outros domínios menos relevantes sem ter nada em troca.

Dicas de como fazer SEO off page

Já vimos os principais aspectos que influenciam no ranqueamento e no SEO Off Page. Mas, como colocar em prática? Quais são as melhores estratégias?

Enfim, existem algumas dicas que podem influenciar de forma positiva no seu resultado. Elas podem ser tanto pagas quanto gratuitas. Portanto, continue a leitura para saber mais!

1- Colocando o seu SEO On Page em prática

Como já dissemos anteriormente, o On Page é o pilar mais importante para o SEO Off Page. Até porque, como alguém vai citar seu domínio se ele não possui bons conteúdos e um template interessante.

Invista no exterior somente após otimizar suas primeiras páginas. Resumidamente, existem os principais aspectos a serem analisados e melhorados:

  • Facilidade de navegação no seu site;
  • Qualidade dos artigos;
  • Otimização de tags H1, H2 e outras;
  • Textos com fácil leitura, sendo maior de 60% com flesch;
  • Satisfação dos usuários (possui muitos anúncios ADS? Cuide com isso!);
  • Muitos outros.

2- Sendo o mais completo possível

Crie conteúdos tão completos que merecem ser citados, mesmo sem possuir parcerias. Para isso, pesquise sobre o que escrevem os seus concorrentes e tente deixar os posts mais completos possível, inserindo mais textos e imagens.

Portanto, faça conteúdos tão bons que os leitores compartilhem sem precisar de parcerias. Invista também em planilhas e vídeos, são ótimas alternativas e que nem sempre são valorizadas.

3- Co-marketing e publieditorial

Mas… o que fazemos quando mesmo o conteúdo sendo de qualidade, não atrai backlinks e compartilhamentos? Uma alternativa é investir no publieditorial ou co-marketing.

Ou seja, crie artigos gratuitos para sites parceiros e mande para que eles publiquem. Estes textos deverão ter uma citação do seu endereço eletrônico. Nossos clientes fidelizados possuem esse tipo de serviço realizado gratuitamente. 

Observe um artigo publieditorial que postamos em outra plataforma. O tema era “como criar um template usando a cor adequada?” e para isso, citamos um cliente e os serviços que oferecem:

4- Rejeitando Backlinks duvidosos

Não são todos os Backlinks que podem ser relevantes para o seu site. Portanto, sempre que possível, analise todos e, se forem duvidosos, não permita que seja feita a citação. Se um endereço eletrônico ruim te citar, o Google poderá entender que o seu conteúdo também não é bom.

Para resolver essa situação, basta que sua página rejeite alguns domínios para que não possam realizar esta função. O Google recomenda isso em casos extremos, quando for realmente necessário.

Entretanto, comumente, o algoritmo consegue excluir os spams sem a necessidade disso. Então, não conseguem prejudicar o seu domínio.

5- Usando redes sociais

Apesar deles não contarem para o ranqueamento e o robô não seguir caminho por este link, são muito importantes. Mesmo não trazendo link juice, trazem mais visitantes.

Muitas pessoas acreditavam que espalhar links por vários fóruns e grupos ajudaria a deixar o artigo para o topo do google. Entretanto, isso apenas poderia ser uma “perca de tempo”. Alguns sequer procuravam páginas relacionadas: era em qualquer local ou comentário, mesmo que o tema não tivesse sequer uma relação. Isso fez com o perfil nesta rede social ficasse com menor reputação e ainda fosse bloqueado por spam. Não muda – em nada – o ranqueamento.

Mas por que citamos como uma dica SEO Off Page se ele não traz relevância? Exatamente pelo fato de, mesmo não rankeando, ele poder trazer mais leitores. Estes leitores poderão compartilhar, tornando o conteúdo famoso e relevante, mesmo não estando no topo.

Uma dica SEO Off Page, caso tenha uma página no Facebook, é que você poste um conteúdo engraçado ou polêmico sobre o tema abordado, que cause compartilhamentos. Nos comentários, deixe o link para que acessem o conteúdo.

Como pode ver, o comentário acima possui muito mais curtidas por ser algo polêmico (feminismo). Já o exemplo abaixo, mostra um desempenho muito menor justamente por ser um post informativo simples (apenas dizendo que havia artigo novo no blog).

Mesmo sendo um post polêmico, a imagem deveria ter sido mais atraente para chamar a atenção. O que não ocorreu. Logo, menos leitores para o artigo. Portanto, se preferir seguir para as redes sociais, tome cuidado com estes aspectos.

O que não fazer no SEO Off Page?

Já vimos quais são os fatores e dicas de como fazer SEO Off Page. Mas, o que NÃO fazer? Será que é só não realizar o oposto do que citamos? Separamos uma lista para te ajudar com isso. Todas as práticas que iremos citar poderão influenciar no seu desempenho.

1- Usar plataformas de spam de Link Juice

Existem algumas plataformas relacionadas à compras de links para melhorar o SEO Off Page. Mas, não se esqueça: todos os buscadores conseguem identificar o ganho excessivo de backlinks em um curto espaço de tempo.

Uma atividade bem comum eram as fazendas. Ou seja, endereços eletrônicos que vendiam espaço para menções excessivas. Não tinham artigos, apenas linkagens. Outro erro é o uso do PBN (Private Blog Network), mais conhecidos como blogs que trocam referências constantemente.

Produzir publieditorial não é um problema. A questão está quando o mesmo site cita inúmeras vezes um domínio apenas para chamar a atenção dos buscadores.

2- Spam nos comentários? Nem pensar!

Até mesmo em nosso site já encontramos spam em comentários apontando para outro domínio. Entretanto, eles são “nofollow” e não mudam – em nada – o rankeamento do concorrente.

Além de não terem efeito algum para o SEO Off Page, ainda poderão prejudicar a reputação. Vale ressaltar que essa é uma atividade “chata”, outros leitores podem passar a ver o domínio de quem citou com maus olhos.

Imagine que você postou um vídeo no Youtube sobre música legendada e foi alguém nos comentários (concorrente) pedir para que vejam o canal dele. Nem os seus seguidores e nem você irão gostar da atitude.

3- Links descontextualizados em cabeçalho ou rodapé

Esses links geralmente estão nos cabeçalhos ou rodapés. É comum que estejam no nome do autor ou até mesmo na data. Entretanto, apesar deles estarem em todas as páginas de blog, não são relevantes ou contabilizados mais de uma vez.

Observe um exemplo de um texto criado pela nossa Agência e que foi postado com os direitos autorais da redatora. Ao clicar sobre o nome, é possível ser trazido diretamente para o Site Visão confiável:

Quando eles são somente de um domínio, contabilizam apenas uma vez. Existem também aqueles que colocam sitewide links nos títulos para conseguir Backlinks de forma mais rápida. Não se esqueça: quantidade não é qualidade e eles não contam!

Tem mais alguma dúvida sobre SEO Off Page?

Nós da Visão Confiável trabalhamos com a publicação de editoriais em inúmeras plataformas parceiras. Sem contar que ainda cuidamos de toda a criação dos textos, não precisa se preocupar com absolutamente nada!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *