SEO para iniciantes: 21 dicas básicas

SEO para iniciantes: 21 dicas básicas

SEO é uma das principais ferramentas do Google e do marketing digital. Em suma, a plataforma possui robôs que qualificam a veracidade dos artigos. Dessa forma, os textos que estão no ranking de pesquisa, obedecem a regra máxima de aptidão. 

Existem muitas formas de otimizar o Search Engine Optimization de determinado site. Usando palavras chaves, orações secundárias, links internos e muitos outros. Sendo assim, nós da Visão Confiável decidimos separar algumas dicas essenciais de SEO para quem quer descobrir como deixar o site na primeira página do Google. 

21 dicas de SEO para otimizar e ranquear artigos no Google.

Atualizando constantemente os conteúdos

Regras de Search Engine Optimization surgiram exatamente para definir quais artigos estariam no topo das pesquisas. Tornou-se ainda mais importante com o crescimento da quantidade de sites presentes na internet. 

Para definir essa posição e fazer com que somente os melhores ficassem acima, criam-se mais de 300 atualizações anuais. Portanto, a primeira dica é manter-se constantemente atualizado. 

Existem algumas plataformas especializadas em informar todas as novidades sobre o assunto.  Mas, no artigo de hoje, iremos te dizer quais as principais dicas SEO e o que fazer para otimizar textos na web.

1- Procurando as palavras chaves

Faz de tudo, mas mesmo assim seus artigos não ranquearam? Talvez suas palavras chaves não estejam sendo utilizadas corretamente. Em suma, ela não deve ser analisada de acordo com a quantidade de buscas e sim, de acordo com os seus objetivos. 

Por exemplo, temos um artigo em nosso blog que aborda sobre emagrecimento. Já existem muitas postagens no Facebook, Instagram e blogs que falam sobre “Emagredux”. Entretanto, não desejamos apenas falar sobre ele, queremos dizer se funciona ou não. Portanto, a palavra chave mais adequada seria “Emagredux funciona”.

Procure por opções específicas e não tão abertas. Isso vale principalmente se você não encontrar sites relevantes que abordam sobre o assunto. Será ainda mais fácil alcançar o topo do Google. 

Observe o desempenho de um site otimizado pela Visão Confiável. De início, todas as publicações estavam com as palavras chaves incorretas. Decidimos reformular os textos e mudar títulos, metas. Os resultados depois disso foram satisfatórios. Atualmente, quase 100% de todos os resultados do cliente são orgânicos.

Muitas vezes, por mais que o artigo esteja “verde em SEO”, não trará resultados orgânicos se a palavra chave estiver sendo trabalhada de forma errônea.

21 dicas exclusivas de SEO para o seu site ranquear no Google

2- Crie conteúdos completos mas que sejam objetivos

Vamos supor que você tenha descoberto qual a palavra chave que deseja trabalhar. Entretanto, o que será necessário fazer agora? 

Supondo que o seu artigo irá ensinar sobre o mundo dos games e o lançamento de um console novo como Xbox Series X. Adiantaria você falar sobre os valores dos jogos, lançamentos, dados sobre a Microsoft se não abordar especificamente sobre o console Xbox?

Isso fará que o seu leitor se sinta enganado, não é sobre isso que o persona procura. Consequentemente, a taxa de rejeição do domínio irá aumentar e o Google entenderá que não é um conteúdo relevante. De nada irá servir um artigo enorme, cheio de links internos e com muitas imagens se o usuário não sentir que é importante. 

3- Analise mais sobre os seus concorrentes

Procura inspirações para seus artigos? Nada melhor que buscar quais são os resultados para a sua palavra chave. Descubra quantas palavras os seus concorrentes utilizaram e quais são os termos secundários. Tente escrever tudo isso e muito mais. Pergunte-se o que falta, o que eles não fizeram. 

É analisando estes aspectos que pode-se descobrir como criar conteúdos mais completos. Seja amigável e o mais completo possível. 

4- Cuidado para não perder o domínio de sua URL no SEO

A url no SEO é importante e marca toda a trajetória do domínio. Faça com que ela seja permanente, mesmo que o conteúdo seja atualizado. Para isso, evite fazer o uso de datas ou termos complexos. 

Por exemplo, vamos supor que escreve para um site de beleza. O título do seu artigo é: “10 melhores hidratantes corporais para comprar em 2020”. Entretanto, passaram-se dois anos depois de sua publicação e você precisa atualizar o texto. 

Dessa forma, seria melhor que a URL fosse seudomínio.com/melhores-hidratantes e não seudomínio.com/melhores-hidratantes-para-comprar-em-2020. Se você fizesse a atualização para 2022, teria que mudar o link. Contudo, seu site acabaria perdendo toda a autoridade que já conquistou e seria a mesma coisa que escrever um novo artigo. 

5- Atualizando os textos em SEO

O Google faz mais de 500 atualizações de SEO todos os anos. Sendo assim, será necessário permanecer antenado nas novidades para não perder seu ranqueamento. 

Quando o artigo já está na primeira página, não significa que não poderá ir para a última. Se o site for enorme, nem sempre é possível fazer o monitoramento de todos eles. Portanto, procure saber quais são os artigos mais lidos e invista nestas opções. Para isso, analise o número de cliques e impressões. 

Conteúdos entre as 6 primeiras colocações não precisam de mudanças drásticas. Será necessário apenas incluir elementos com certa frequência. Entre a colocação 7 e 20, ainda é possível mudar técnicas de SEO e fazer com que ocupem espaços maiores no ranqueamento. É muito comum que sites com textos entre as primeiras colocações não continuem com as atualizações e estes abaixo consigam ultrapassar. 

6- Acabe com conteúdos que deixam o seu desempenho de SEO abaixo do desejado

O ranqueamento no Google leva em consideração todos os outros artigos e reputação do domínio. Por isso que sempre dizemos que a primeira colocação não é uma pastelaria. Não basta apenas pedir um texto no topo e que chegue em questão de minutos. É necessário investigar e investir. 

E, vamos combinar que os posts antigos não são tão bons como aqueles que você criou ontem, certo? Com o passar dos anos ou meses, é comum que alguns textos sejam esquecidos, não tragam mais a visibilidade que traziam. Portanto, o melhor a se fazer é excluí-los. Não se esqueça que qualidade não é sinônimo de quantidade!

7- Crie títulos e descrições otimizados

O seu título deve ter a inserção da palavra chave para que fique otimizado. Além disso, é importante que seja interessante e que prometa resolver a dúvida do leitor. 

A CTR é altamente influenciada pela qualidade dos títulos. Portanto, procure opções mais fáceis de serem vistas juntamente com boas metas. Outra dica SEO relevante é buscar ser objetivo e claro. Utilize termos mais simples e de rápida compreensão do que deve ser passado. 

8- Encontre snippets e otimize o SEO

O Snippet é um fragmento utilizado pelo Google para que não seja necessário ler o artigo em si. É a própria posição zero onde trazem os resultados. Para isso, é importante criar uma intensa otimização.

Só pode ser criado quando se está entre os 10 melhores artigos. Sendo assim, corre o risco do seu blog acabar aparecendo duas vezes nas pesquisas.

Observe um exemplo dele:

SEO: quais as principais regras e dicas de otimização?

9- Cuidado com backlinks quebrados ou negativados

Um Backlink pode ser o sonho de qualquer especialista em SEO. Muitos deles podem ajudar para que o seu site seja considerado relevante. Entretanto, é muito importante que você não o utilize como forma de spam.

Muitos blogueiros que estão entrando na área do marketing digital, espalham o mesmo link em muitos blogs e fóruns de forma descontrolada. Mas, vale ressaltar que para o Google, as linguagens são contabilizadas através de domínios e não pela quantidade.

Dessa forma, você poderá citar a Visão Confiável inúmeras vezes em sua plataforma. Entretanto, o Google irá entender apenas como um Backlink.

Além disso, existem outros momentos que podem quebrar sua autoridade, como quando domínios ruins com plágio citam seus textos ou quando possuem conteúdo duplicado.

Até mesmo a sua marca pode sair com danos graves nesse assunto quando permanece citando links quebrados ou que não possuem mais a autoridade de antes.

10- Use Long Tails

As Long Tails são boas opções para quem começou a descobrir o mundo do ranqueamento no Google. Não escreva, de início, usando palavras chaves com alta busca. Prefira opções que não têm muito conteúdo sobre.

Dependendo do nicho que for o seu blog, ficar atento aos lançamentos pode ser uma boa opção. Se escreve sobre livros, fique atento aos pequenos lançamentos e poste sobre eles antes de todos os outros redatores. O mesmo vale para outros assuntos.

Dessa forma, após criar pequenos ranqueamentos, pode-se investir em sonhos mais altos. Primeiro fortaleça sua marca e apenas depois tente avançar para opções mais concorridas.

11- Inserir um link externo de qualidade!

Começou com a redação e não quer passar sua autoridade para outra plataforma? Enfim, este é um erro cometido por muitos. Criar linkagens externas faz com que o Google compreenda a presença de outros pontos de vista e entenda como dar mais confiança ao leitor.

Além disso, ainda podem trazer benefícios. Ou seja, trocar links externos com sites parceiros ou vender um espaço publicitário em seu domínio para isso.

12- Cuidado com a localização dos links

O Google possui inúmeras métricas para julgar o ranqueamento. Uma delas é a taxa de rejeição. Portanto, se você colocar um link já no começo do artigo e os leitores clicarem nele, o Google entenderá que não gostaram do conteúdo e a taxa de rejeição aumenta.

Dessa forma, uma opção é inserir nas configurações para que a sua plataforma abra links em uma outra janela. Sendo assim, ao clicar em algo, seu conteúdo não terá a taxa de rejeição aumentada porque continuará “aberto”.

Além de ajudar a manter suas métricas boas, ainda contribui para que o usuário Mobile se sinta ainda mais confortável. Logo, não precisará ficar clicando para voltar ao artigo original.

Caso você não saiba como fazer isso, poderá ir em busca de profissionais que façam este tipo de configuração.

13- Encontre oportunidades de links

Não estamos te dizendo que deve sair pedindo links para todos ao seu redor. Mas, existem algumas táticas para conseguir Backlinks relevantes.

  • Por exemplo, quando ver algum material de seu site sem os devidos créditos, entre em contato com quem o postou e peça para que citem sua marca.
  • Supondo que você possui uma empresa de marketing e viu um artigo que cita as melhores delas e a sua não está lá. Pode entrar em contato com os produtos para saber mais como está incluso nas recomendações. Mostre quais são os prós e contras da sua marca.
  • Se descobrir algum site que está com o link quebrado, poderá oferecer o seu para colocar no lugar. Isso desde que, claro, seja sobre o mesmo conteúdo.

14- Cuidado com os excessos

Você não quer se tornar a própria Wikipédia com um link a cada 3 palavras, não é mesmo? Fazer isso deixará o seu usuário insatisfeito, aumentando a taxa de rejeição.

Portanto, separe opções estratégicas e que estão relacionadas com o assunto abordado. Pense somente na experiência do leitor. Esse link irá realmente acrescentar ou será mais aleatório e desnecessário? Se for irrelevante e você colocar apenas para “seguir regras básicas de SEO”, é melhor deixar sem nada!

O mesmo funciona para imagens ou palavras repetidas. Tente diversificar o seu vocabulário utilizando palavras de transição.

15- Plágio? Acho que não!

Esse é um dos mais variados motivos pelo qual você deve contratar um redator ou se especializar. Ninguém poderá ganhar dinheiro com Blog usando conteúdo plagiado. Mesmo que o plágio seja realizado dentro do seu próprio site, o Google identifica e irá penalizar.

Não estamos falando de mudar algumas palavras e colocar sinônimos a mais ou a menos. Queremos falar sobre realmente escrever algo do zero, totalmente original.

Portanto, se está começando agora e não faz a mínima ideia de como escrever conteúdos otimizados com copy, nós podemos te ajudar!

16- LSI: seja significativo para o SEO

Por muito tempo, acreditou-se que o SEO ranqueava através de inúmeras repetições da palavra chave. Entretanto, isso não passa de um grande mito e que deve acabar logo!

A plataforma Google consegue calcular a relevância semântica de sua citação, seja de palavras chave primária ou secundária.

Por exemplo, sua palavra chave é CAPITAL. Mas que capital? Estamos falando da cidade ou de uma quantia em dinheiro?

Ao usar palavras variantes, faz com que seu texto seja melhor interpretado. Logo, não correrá o risco dos usuários pesquisarem por capital de dinheiro e aparecer outra opção.

Por exemplo, quando você quer repetir a opção de município, usa-se termos como cidade, metrópole. Quando for à outra opção, utiliza-se dinheiro, montante. Logo, não correrá o risco de pesquisar algo e encontrar opções opostas.

Neste artigo, nossa palavra chave é SEO. Entretanto, também usamos termos variantes como “dicas, Ranqueamento, Google, domínio, site”.

17- Criando uma frequência de publicações

Não será necessário postar todos os dias. Entretanto, é muito importante criar uma frequência de publicações e postagens. A questão é se comprometer, mesmo que faça somente uma vez por semana.

Crie um calendários editorial. Alguns imprevistos podem ocorrer, contudo, é sempre bom criar um cronograma e deixar os posts agendados com antecedência. Por exemplo, se o dia de ser publicado é sábado, crie o artigo quarta e o agende.

Parar de postar em seu site pode causar diminuição de SERP e autoridade de domínio.

Um de nossos clientes postava diariamente novos textos. Contudo, acabou parando por estar ocupado com outros projetos. Mesmo que antes já estivesse bem colocado no ranqueamento devido à Visão Confiável e nossas análises, sua autonomia foi decrescendo lentamente. Observe a imagem que ele nos mandou, alguns meses depois, de suas métricas:

21 dicas de SEO para otimizar e ranquear artigos no Google.

18- Conseguindo tráfego usando o Google Imagens

Sabe a Tag que é necessário colocar na imagem dentro do seu blog? Ela é muito importante e não deve ser ignorada, por mais que tenha um peso menor. Podem ter muita capacidade de trazer usuários orgânicos, ainda mais quando sua marca for visual, como uma empresa de arquitetura.

Para isso, basta nomear todos os arquivos com a palavra chave. Dessa forma, será possível identificar o conteúdo.

19- Use a palavra chave somente uma vez no SEO

Você pode fazer tantos artigos, existem tantos temas! Então, por que iria usar a mesma palavra chave mais de uma vez? O SEO não aprova essa metodologia.

É muito mais simples investir todos os seus esforços em um único artigo do que em vários. Usar a mesma palavra chave de forma repetitiva, fará com que os conteúdos compitam entre si. Criar um post super otimizado é melhor que criar vários deles que não são tão bons assim.

20- Cuidado com as quedas bruscas!

Que o monitoramento é essencial nós já sabemos. Sua importância está até mesmo para analisar a concorrência. Se o seu artigo que antes tinha mais de 1000 cliques semanais agora tem apenas 200, é um fator preocupante.

Pesquise no Google pela sua palavra chave e veja quais são os concorrentes que estão no topo. Às vezes o problema pode estar visível no artigo. No entanto, pode acontecer de o motivo não estar aparente.

Para isso, deve-se ir ainda mais à fundo. Talvez seu domínio tenha sido penalizado pelo Google de alguma forma. Dependendo da situação, o problema pode estar em outro artigo que não tem relação direta com este que perdeu cliques.

Portanto, analisar todos os fatores relacionados a Backlink, spam, Erros, cópias e muitos outros, é essencial.

21- Prendendo o leitor com a introdução do SEO

Como prender o leitor de forma com que ele não saia do seu conteúdo? Como já citamos, quanto menos tempo o usuário permanece em seu site, mais o domínio é penalizado.

Portanto, é necessário fazer uma introdução que o prenda para que continue a leitura. Invista na elegibilidade dos artigos, use palavras de transição e frases curtas.

Aprender técnicas de Copywriting ou Storytelling é essencial. Os famosos textos que vendem. Use termos de necessidade e evite erros de português ou palavras difíceis. Dependendo do assunto, o leitor pode não ter interesse em um texto robusto com várias palavras complexas.

E então, o que achou do nosso artigo? É claro que existem outras dezenas e centenas de regras e dicas SEO a serem ressaltadas. Mas, citamos as principais delas e que servem tanto para iniciantes como para aqueles que já entraram faz um tempo para o mundo da redação!

E você, possui alguma dica de SEO exclusiva? Compartilhe conosco!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *