O texto argumentativo tem como principal objetivo, defender argumentos. Revelar uma opinião, refletir sobre hipóteses e até mesmo descrever teorias. Contudo, existem técnicas para criar um artigo desse tipo.

Nas aulas de redação, esse tipo de artigo sempre é um dos mais pedidos exatamente para treinar o aluno a como esclarecer suas ideias. Saber elaborar argumentos é fundamental para diversos momentos da vida, assim como prestar vestibular e ingressar na vida acadêmica.

Por esse motivo, é essencial saber quais são as principais característica de um texto argumentativo. Além disso, normalmente esse tipo de material vem com propostas. Saber interpretá-las é um dos pontos principais antes de dar início a escrita.

O posicionamento sobre determinado assunto, é uma maneira de convencer o leitor, diante de um ponto de vista. As argumentações precisam ser concisas e assim defender a ideia ou opinião.

Um dos principais objetivos do texto argumentativo é de fazer com que o leitor acredite. Ou pelo menos que reflita sobre o seu ponto de vista. Além disso, existe uma estrutura a seguir para deixar o texto bem elaborado.

O propósito nem sempre é persuadir a audiência, mas é necessário prender a atenção para que a leitura seja feita até o final. Para saber e como criar esse tipo de texto, continue lendo.

texto argumentativo

O que é um texto argumentativo?

Normalmente o texto argumentativo é construído usando a terceira pessoa. Tem como principal objetivo mostrar ao leitor um ponto de vista diante de determinado assunto. Para mostrar essa ideia, ele expõe argumentos que precisam ser validados.

Os argumentos usados nesse tipo de artigo, normalmente envolve pesquisa, fontes com dados, citações de pessoas que são autoridades no assunto. Dessa forma, os argumentos se tornam válidos para quem está lendo.

Com o texto argumentativo é muito comum em redações de concurso, para vestibular e o Enem, saber construir esse estilo de escrita. Sem usar consulta é fundamental. Quando não se tem acesso a dados sobre o assunto, normalmente a proposta da redação contém o que precisa ser usado.

Em outras palavras, é importante se atentar também a proposta e em como ela escrita. Toda proposta para um texto argumentativo costuma vir cheio de argumentos. De dados que podem ser usados ao longo da construção do conteúdo.

Esse tipo de proposta, costuma envolver matérias de jornais ou notícias, obras importantes da língua portuguesa, entre outros. Contudo, na grande maioria das vezes, os assuntos abordados são da atualidade.

Quem acompanha o noticiário, consegue ficar mais ou menos por dentro de estatísticas e fatos importantes, que também podem ser usados ao longo dos argumentos. De uma maneira geral, para criar um texto argumentativo, é preciso ter uma noção geral do assunto.

Quais as características desse tipo de texto?

Como o texto argumentativo possui um tema, que pode ser bastante variado, os argumentos que serão abordados é o mais importante. Nesse caso, uma das principais característica desse tipo de conteúdo é o raciocínio desenvolvido através dele.

A forma como se elabora a opinião, explora as ideias e descreve os argumentos, faz toda a diferença de um bom texto, para um ruim.

Contudo, o principal objetivo do texto argumentativo é convencer. Mostrar a intenção de determinado tema para o leitor. Dentro da redação, existem inúmeras formas de argumentar sobre ideias diferentes, assim como ferramentas podem ser usads.

As ferramentas de estudo, servem para manifestar informação, e com isso, dentro da elaboração de um texto, ajudam a demonstrar melhor as ideias. Ao conseguir despertar o raciocínio do leitor, ele pode refletir sobre o assunto, da maneira que desejar.

O mesmo vale para assuntos que tenham pontos de vista diferentes. Todos eles podem ser abordados no mesmo texto, ou apenas um. Tudo depende da intenção. Conteúdos educativos que propagam ideias interessantes, podem criar e mostrar os lados positivos e negativos de uma mesma ideia.

O que vai diferenciar nessa situação, são os argumentos abordados. Pensando nisso, existem formas diferentes de usar os argumentos dentro de um texto argumentativo, são eles:

texto argumentativo

1.      Argumento de consenso

Nesse caso, a argumentação construída dentro do texto, precisa ter um consenso com tudo o mais que estiver sendo dito. Nesse tipo de texto argumentativo, não há necessidade de exibir dados ou números de estatísticas.

Contudo, ter um embasamento teórico sobre o que está sendo descrito, faz a diferença na hora de passar entendimento sobre o assunto. Ou seja, quanto mais se sabe sobre o assunto, mais fácil é argumentar sobre ele e defender seus pontos de vista.

2.      Argumento de autoridade

Nesse caso, é preciso inserir argumentos ou a opinião de especialistas no assunto. A opinião do especialista remete a autoridade. Em um texto desse tipo, a autoridade é o que vai fazer com que o leitor engaje ou se interesse por aquela opinião.

O interesse pelo assunto abordado também remete ao quão profundo é o conteúdo. Quando se está abordando um tema que exige conhecimento, nada melhor do que encontrar autoridades no assunto. Usar esses atributos em um texto argumentativo, é uma ótima opção.

3.      Fundamentação lógica

Esse tipo de construção, exige que o texto siga um raciocínio lógico. Em outras palavras, quando se escreve usando a fundamentação lógica, os argumentos precisam seguir uma linha e ter coerência entre si.

4.      Comprovação por observação ou experiência

Esses argumentos nada mais são do que maneiras de comprovar o que está sendo dito ou defendido. Ou seja, usar dados de autenticidade diante de uma situação que foi vivenciada ou assistida, pode promover comprovação. Isso deve estar descrito no texto, de maneira impessoal.

5.      Argumento de ilustração

Nesse caso, os argumentos usados como exemplos para levantar pontos de vista. Nesse estilo de argumentação, normalmente elas são possíveis na realidade. Além disso, nesse caso, esse tipo de argumento não tem que ser necessariamente positivo.

Quando se tem a intenção de comprovar uma ideia, vale citar casos semelhantes em que o resultado esperado se tornou igual ou parecido, por exemplo. E assim, o argumento por ilustração fica com um exemplo visível.

tipos de texto argumentativo

Como montar um texto argumentativo?

Todo texto argumentativo assim outros estilos de escrita, possuem uma estrutura. Como a intenção principal desse estilo de conteúdo é convencer, o leitor precisa passar por uma lista de itens.

Essa lista deve ser construída de forma coesa e coerente, usando bons argumentos, através de uma sequência de elementos. Para entender como funciona a construção de um texto argumentativo e qual a sua estrutura, acompanhe.

1.      Introdução

A introdução é o primeiro parágrafo do texto. Assim como na grande maioria dos textos na redação, a introdução serve para começar a abordar o assunto ou o tema em discussão.

Nessa parte, também é possível já deixar clara a posição do escritor. Com isso, o leitor já fica sabendo qual será o intuito do texto. Além disso, a introdução precisa ser construída, de modo a fazer com que o leitor se prenda.

É nas primeiras linhas que se deve chamar atenção para que a leitura continue. Portanto, usar frases mais chamativas, que prendam a atenção e ainda apresente o assunto, é fundamental.

Tenha clareza com o que vai falar e também imponha o objetivo do texto. A objetividade do texto argumentativo deve ficar claro já na introdução. Além disso passar autoridade de que se sabe do que está falando, também mostra segurança.

Quando se escreve um texto do tipo argumentativo, é preciso reforçar as ideias. Usar elementos que ajudem a causar impacto, como citações de especialistas, pode ser uma forma de argumentar.

Outra forma de entregar valor já na introdução do texto, sobre conceituar o tema, alegando qual será e o que vai ser discutido. Além disso, trazer outras ideias para o texto, também confere credibilidade para os pontos de vista que vão se debater adiante.

texto argumentativo

2.      Desenvolvimento

Na hora de desenvolver os argumentos, a etapa é o desenvolvimento. Em um texto argumentativo, essa fase pode ser bem extensa, dependendo de onde o material está sendo construído.

Sabe-se que em vestibulares e no Enem mesmo, há limite de tamanho para o texto, portanto, é necessário argumentar com raciocínio, porém, em pouco espaço. Entretanto, um ponto essencial do desenvolvimento, é saber organizar essa linha de raciocínio. Ela precisa fazer sentido.

Quando se tem dados, eles são muito bem vindos em um texto argumentativo, para comprovar a ideia. É possível usar os dados para fundamentar o que está sendo dito e assim, aprofundar a opinião e de como ela é tratada.

Todo o desenvolvimento em artigos menores, pode ser feito em dois ou três parágrafos. Mas caso você não tenha limite de caracteres ou de linhas, é possível discorrer sobre o assunto de forma muito mais profunda.

Sempre que estiver falando sobre uma tese, por exemplo, ela deve ser defendida ou argumentada ao longo do desenvolvimento do texto. Ela pode ser mencionada novamente na conclusão, mas é ao longo do desenvolvimento que ela será debatida.

Ao começar a argumentar, é essencial conduzir o raciocínio do leitor, até chegar na mensagem que se deseja passar. Na conclusão ou na ideia final. O desdobramento de uma tese, precisa ser coesa e entregar com precisão o que o leitor irá descobrir ao final do texto.

Fazer analogias e usar uma estratégia argumentativa, pode ser uma forma de tornar o texto argumentativo mais dinâmico com as informações. Quando se defende um ponto de vista por exemplo, essas estratégias podem deixar o texto mais articulado.

3.      Conclusão

Por fim e não menos importante, a conclusão. Em um texto argumentativo, esse é o ponto chave de reunir os argumentos e concluir um posicionamento. Sendo assim, essa etapa é o ato final do autor, que muitas vezes precisa oferecer uma solução para o problema que foi discutido anteriormente.

Na redação, um texto que tem como base argumentos, precisa trazer no seu ato final, a opinião final. Ou ainda, instigar o questionamento sobre o assunto e a reflexão sobre a situação.

Nessa fase, o último parágrafo pode contar com frases de impacto, questionamentos, palavras e preposições que deixam o texto argumentativo mais coerente. Existem formas diversas de se fazer uma conclusão, mas tudo depende da intenção do autor.

Como construir um texto argumentativo?

Em vestibulares e no Enem, as propostas que são oferecidas aos estudantes para elaboração de um texto argumentativo, costumam vir repletos de informações. Estas, que podem estar repletas de dados, que podem ser usados na construção do conteúdo.

Porém, ao usar essas informações, elas precisam estar embasadas em argumentos sólidos e também na opinião do autor sobre o assunto em questão. Além disso, seguir a estrutura é fundamental para que o leitor consiga seguir também a sua linha de pensamento.

Para argumentar em um texto, a coerência é o adjetivo principal que deve estar presente. Mesmo com todos os requisitos necessários, saber argumentar não vale muito se não houver um padrão e uma coerência no que está sendo debatido.

Além disso, o texto argumentativo precisa ser escrito de maneira formal, usando a norma culta da língua portuguesa. Demonstrar conhecimento sobre o assunto é um grande diferencial. Por isso, que quem está em fase de prestar vestibular, precisa se antenar nos acontecimentos.

Praticar a leitura também facilita e muito a construção de um texto argumentativo. Principalmente porque isso ajuda a elaborar melhor opiniões e argumentos. Ler matérias de jornais e notícias, desperta o interesse por assuntos diversos. Como saúde, economia, educação, política, esportes e diversos outros acontecimentos que estão presentes no dia a dia.

Além disso, o jeito é praticar bastante. Dessa maneira também se desenvolve critérios e maneiras de fundamentar melhor os posicionamentos sobre assuntos diversos. Ter conhecimento em assuntos gerais permite contextualizar de diversas maneiras.

Em outras palavras, saber argumentar sobre diversos assuntos, não só permite ter opinião sobre questões importantes no dia a dia. Como também permite a construção de um texto argumentativo de qualidade. Que gere reflexão e conversão de ideias.

texto argumentativo

Como evitar falácias argumentativas

É muito comum encontrar falácias argumentativas ao longo desse estilo de conteúdo. Mas também há como fugir delas. Embora isso não seja considerado um erro, é algo que não convence quem está lendo.

Portanto, antes de seguir, entenda o que são esses tipos de falácias. Na prática, a falácia argumentativa nada mais do que tentar convencer o leitor, através de informações que não possuem coerência e nem lógica alguma.

Em outras palavras, é como usar argumentos que não tenham conexão para convencer alguém de um assunto. Usando apelo emocional, ou contra atacar de forma exagerada com argumentos exagerados, etc.

Na verdade, esse tipo de falácia acaba enfraquecendo o conteúdo do texto argumentativo. Portanto, é fundamental evitar esse caminho. Sempre que argumentar, tenha a lógica como aliada e siga uma sequência para sustentar a ideia e os pontos de vista que serão descritos.

Evite usar argumentos devido a sua popularidade. Além disso não valer de muita coisa, também pode afetar o posicionamento do leitor. Alegações dessa forma acabam arrastando o leitor pelo efeito manada e não é isso que se deseja e um texto argumentativo.

Dicas para construir um texto argumentativo melhor

Um dos principais pontos do texto argumentativo é convencer o leitor sobre o seu ponto de vista. Sendo assim, escrever de forma convincente é meio caminho andado. É um ponto positivo chamar atenção para o seu ponto de vista. Com isso, o tema, mesmo que contraditório, vai atrair.

Seja para um vestibular, ou para vender algo, mostrar argumentos de forma clara, e ser convincente quanto a sua ideia é essencial. Usar justificativas que sejam baseadas em experiências, atrai e aproxima o leitor.

Com tudo, é preciso entender que para construir um texto argumentativo de qualidade exige treino e conhecimento. Conseguir desenvolver sua opinião e convicções próprias ao longo do conteúdo de forma clara, requer coerência.

Um texto argumentativo, está bem próximo das discussões no dia a dia, onde opiniões são dadas de vários pontos de vista diferentes. Porém, na escrita isso é feito de forma diferente, com regras, estrutura e uma linha de raciocínio mais bem pensada.

O uso de dados nos argumentos

Os dados estatísticos são ótimas formas de embasar os argumentos que serão desenvolvidos ao longo do texto. Ajudam a fazer com que o conteúdo faça sentido. Os números não costumam mentir e por isso, a autoridade das estatísticas fica garantida.

Uma opinião pode ser bastante subjetiva quando ela não é dada por um especialista sobre o assunto debatido. Portanto, usar dados e números de pesquisas, pode fazer toda a diferença para gerar confiança no leitor. Principalmente de que o que ele está lendo, tem propriedade.

É válido ressaltar que tudo depende de onde essas pesquisas são tiradas. Isso também conta muito para a credibilidade da informação. Portanto, sempre que for usar dados, é preciso citar de onde eles são tirados.

As estatísticas fazem parte dos elementos fundamentais para embasar argumentos. Se for possível usar, use. Além de trazer um elemento muitas vezes incontestável, ajuda a reforçar a opinião que está sendo dada no texto argumentativo.

texto argumentativo

Se possível cite fontes

As fontes também agregam a autoridade dos argumentos. Desde que sejam feitos por pessoas que tenham realmente conhecimento sobre o assunto ou sejam especialistas. Atualmente, essa qualidade é essencial para validar opiniões ou argumentos.

Em um texto argumentativo, ter o ponto de vista de um especialista sobre o assunto, pode tornar o desenvolvimento dos argumentos muito mais válidos. Leitores que estão interessados em ler conteúdo mais profundo, busca por quem entende mais do assunto.

Por exemplo, alguém que defende o meio ambiente, deve citar a opinião de climatologistas importantes ao longo do texto. Isso reforma a ideia e também os argumentos que estiverem sendo debatidos.

E isso vale em diversos aspectos, temas e assuntos diferentes. Desde que você tenha uma autoridade para citar como especialista e saiba bem o seu posicionamento, isso ajuda a agregar valor a sua discussão.

Não existe absolutismo no texto argumentativo

Na verdade, o ideal é evitar esse tipo de visão em um texto argumentativo. Principalmente quando se trata de política e outros assuntos mais delicados que levantam polêmicas. Em uma redação, se torna normal encontrar frases absolutistas, porém, quanto mais puder evitar, melhor.

Não dê opiniões muito contundentes sobre os temas abordados, ainda mais se elas derem margem para dúvidas ou qualquer tipo de contestação. O leitor sempre pode discordar do que o autor diz, não existe dono da razão.

Nesses casos, ao invés de conseguir convencê-lo, muitas vezes irá gerar uma discussão aberta. Sempre que alguém dá uma opinião ou argumenta sobre um assunto, haverá alguém que discorda.

Os argumentos e o posicionamento existem e são individuais. É possível usá-los em um texto argumentativo, porém, isso pode gerar polêmicas e ainda assim, é apenas uma opinião e não a verdade absoluta.

Gere empatia com o texto argumentativo

Para convencer o leitor e gerar a persuasão que um texto argumentativo exige, a empatia pode ser a porta de entrada. Portanto, sempre que possível, se coloque no lugar de quem está lendo o artigo.

Quando fizer isso, possivelmente encontrará situações que lhe farão continuar a leitura ou encerrar por ali. Sejam os argumentos, a forma como eles estão sendo debatidos ou o que for. Além disso, também é possível saber o que pode ou não ser usado para atrair já logo de cara.

Essa é uma dica válida para a construção de qualquer tipo de texto. O autor precisa ler e reler o seu conteúdo diversas vezes. Seja para melhorar, para modificar, corrigir, para acrescentar, e por aí vai. O importante nesse caso é captar a atenção e a empatia é ótima para isso.

Exemplos de textos argumentativos

Existem textos com intuito de argumentar sobre ideias de diversos tipos. Desde ensaios filosóficos até artigos científicos. Contudo, no meio acadêmico, esse tipo de texto se torna muito comum, e saber como escrever fundamental.

Trabalhos acadêmicos, monografias, manifestações de interesse, entre várias outras formas de conteúdo podem ser feitos em forma de texto argumentativo. Tudo depende da proposta de como o autor oferece.

Existem muitos autores que escrevem suas opiniões e argumentam sobre diversos assuntos atuais em colunas de grandes jornais. Embora esse não seja exemplo de texto argumentativo, é um material interessante de acompanhar, para identificar maneiras de expor ideias e concluir argumentos.

Deixe seu comentário