O que voz ativa e voz passiva? Como identificar em um texto e como isso pode interferir no SEO para os redatores? Essas perguntas são bastante comuns entre os profissionais textuais.

Quando se trata de gramática é possível que muitos tenham insegurança quanto ao conhecimento sobre voz passiva e ativa. Antes de mais nada, vale ressaltar que a língua é um organismo vivo.  Não à toa foi preciso que o Imperador Alexandre criasse a primeira gramática da história para conter as alterações feitas em sua língua pelos povos presentes no Império Persa de Alexandre, o Grande.

Antes que essa informação pareça descontextualizada: Alexandre, o Grande, foi o primeiro inventor de um livro de gramática. E a gramática alexandrina surgiu justamente para conter as alterações linguísticas que aconteciam em sua língua mãe, a qual era imposta aos povos dominados por seu império.

Ou seja, a gramática é mais uma forma imperativa sobre a liberdade que a língua dá do que propriamente um conjunto obrigatório de regras para seguir. No entanto, em concursos, provas e em ambientes formais, é como uma regra o uso da norma culta para a comunicação e escrita.

Por isso, ter conhecimentos sobre gramática é algo indispensável para quem deseja se destacar como alguém bem letrado nesse tipo de ambiente. Ou mesmo para aqueles que desejam praticar a língua de acordo com suas matrizes normativas.

E entre os conhecimentos mais importantes de gramática está o entendimento dos conceitos de voz passiva e ativa. É importante lembrar que essas vozes são uma forma de identificar a ação e o sujeito de uma oração. Mas muitos acabam fazendo confusão sobre esse conceito simples, porém não tão fácil, na hora de conjugar frases.

Por isso, para que os leitores aprendam mais sobre voz passiva e ativa, aqui está um artigo sobre o assunto.

Neste artigo, você verá sobre:

  • O que é a voz passiva?
  • O que é voz ativa de exemplo?
  • Como identificar voz ativa passiva é reflexiva?
  • Quais são os verbos na voz ativa?

O que é Voz passiva e Voz ativa?

Antes de mais nada, é importante ressaltar que além da voz passiva e da voz ativa, é possível que uma frase contenha um terceiro modelo de voz.

No caso, trata-se da voz reflexiva. A definição desta encontra-se em frases em que o sujeito da frase aponta a si mesmo como praticante da ação. A estrutura da voz reflexiva é a seguinte: verbo transitivo em conjunto ao pronome “se” é um sujeito paciente. Ou seja, a voz só é reflexiva por contar com a presença de um pronome reflexivo. E seu uso se dá quando o sujeito faz e recebe a ação. 

Ademais, restringe-se aqui a abordagem sobre voz reflexiva para então adentrar nos dois conceitos em foco: voz passiva e ativa. Para começar, a voz passiva é percebida em frases onde o sujeito é afetado diretamente pela ação do verbo.

A própria frase de explicação anterior é um exemplo claro de voz passiva. Afinal, ao nos referirmos a voz passiva dizendo que é “percebida”, essa é uma forma de afetar o sujeito pelo verbo. O contrário disso ( a voz ativa, no caso) seria “ é por meio da afetação da ação do verbo que é possível perceber a voz ativa”.

No caso, a construção da frase fica um tanto quanto confusa. Por isso, aqui está uma explicação mais robusta sobre voz ativa. Bom, a voz ativa, ao contrário da voz passiva, trata-se de sentenças em que o sujeito é o praticante das ações da frase.

Uma maneira mais aceitável, por assim dizer, de mudar a voz da frase usada como exemplo anteriormente sem afetar seu sentido seria: “Ele percebeu a partir dos efeitos do verbo sobre o sujeito o que é voz passiva.”

Em suma, a voz ativa é composta por sujeito e verbo. 

Como identificar uma frase na voz passiva?

Antes de mais nada, é preciso ressaltar que o reconhecimento de voz passiva pode ser mais fácil para uns do que para outros. E o mesmo vale para a identificação de voz ativa.

Pessoas com pouca afinidade por gramática podem sofrer ao tentar entender sentenças e conjugá-las. Afinal, a exclusão de um fator da sentença, ainda que mínimo, pode alterar todo seu sentido.

Por exemplo: confundindo sujeito com predicado torna-se mais difícil conseguir identificar voz passiva ou ativa numa frase.

Mas isso são detalhes que podem ser reservados para outros conteúdos. Aqui nessa seção iremos nos restringir a ensinar como identificar uma frase na voz passiva. E a primeira etapa para conseguir fazer isso, aliás, é por meio da conjugação da sentença.

Uma frase com voz passiva, em resumo, é  aquela que contém sujeito paciente seguido por um verbo auxiliar, outro no particípio, uma preposição e um agente da passiva. Aliás, caracteriza-se dessa forma uma frase com voz passiva analítica. Mais detalhes sobre essa especificidade de voz passiva estão no decorrer do texto.

Outra maneira de identificar voz passiva num texto é a partir da seguinte formação: uma frase contendo um verbo transitivo seguido pelo pronome “se” e, por fim, um sujeito paciente.

No caso, caracteriza-se dessa maneira a voz passiva sintética. Um detalhe sobre esse tipo de frase é que o verbo pode possuir duas diferentes conjugações: na terceira pessoa singular ou na terceira pessoa do plural. Fazer exercícios de gramática podem ser muito positivos para quem precisa entender melhor sobre voz passiva e ativa.

Como saber quando é voz ativa no SEO?

Saber quando uma frase possui voz ativa no SEO é tão importante quanto saber quando possui voz passiva. Até mesmo para profissionais que atuam em áreas diferentes do bacharel em Letras ou sua licenciatura.

Um dos exemplos mais notáveis de profissionais fazendo o uso do conhecimento sobre voz passiva e ativa é o caso de redatores para blogs que usam o plugin Yoast. Sem estender muito sobre o assunto: essa ferramenta apresenta aos redatores as características de seu texto. Quanto mais fácil estiver a leitura do texto, melhor avaliado será pelo plugin.

Consequentemente, mais prazerosa será a leitura para aqueles que consumirem o conteúdo do texto. Enfim, o envolvimento com a leitura será maior. E um dos aspectos levados em consideração para um bom texto pelo Yoast é o quanto esses tipos de vozes são usados em um texto.

Aliás, recomendamos aos leitores que confiram nossa seção de redação no blog para ter acesso aos melhores conteúdos sobre o gramática e linguística.

Enfim, sem mais delongas, a seguir uma maneira fácil de identificar voz ativa numa frase. A regra primordial para identificar a voz ativa é por meio da identificação da flexão em número, pessoa, modo, tempo e voz dos verbos.  No caso, são os verbos que são passíveis de sofrer mudanças a partir da ação enquanto o sujeito mantém-se “intacto”.

Em suma, na voz ativa o sujeito é o praticante da ação. Enquanto na passiva é possível notar o contrário com facilidade.

Exemplos de voz ativa e voz passiva

Para tornar mais fácil o entendimento dos conceitos de voz passiva e ativa para os leitores, aqui estão alguns exemplos explicados. Assim é possível firmar as noções e transformar isto num conhecimento absoluto.

Eis o primeiro exemplo:  O rapaz (sujeito) jogou (voz ativa) a partida de futebol (objeto direto). A partir desse exemplo é possível notar claramente a definição de voz ativa a partir da construção sujeito + verbo transitivo direto + objeto direto.

Outro exemplo: A partida de futebol (agente da passiva) foi jogada (voz passiva) pelo rapaz (sujeito). Ao contrário da construção anterior, essa é marcada por agente da passiva + verbo transitivo indireto  + sujeito.

Bem,  aqui estão 3 exemplos de frases na voz ativa e mais 3 na voz passiva, respectivamente.

Eduardo procurou sua família até os últimos dias de sua vida. – Voz ativa.

Ana Lúcia encontrou suas amigas na sexta à noite e se divertiu. –  Voz ativa.

Pedro tentou irritar seu professor com brincadeiras de mau gosto – Voz ativa.

A família dele foi procurada até o último de seus dias. – Voz passiva.

Jovens foram encontrados em uma caverna na Tailândia alguns anos atrás – Voz passiva.

Ela está irritada com o resultado das eleições no Brasil – Voz passiva.

Enfim, esses foram alguns exemplos. É claro que praticar a flexão de sentenças a partir da busca por voz passiva e ativa é um exercício que mesmo professores de gramática tornam a fazer constantemente. Por isso, buscar manter esse conteúdo sempre “fresco” na mente é algo de suma importância para quem quer estar de acordo com a gramática.

Voz Passiva no Inglês

Assim como é possível deduzir pelos leitores, a formação de frases no inglês funciona de uma maneira um tanto quanto semelhante do português.  E não é nenhum “bicho de sete cabeças” o processo para entender voz passiva nesse outro idioma.

Igualmente ao português, no inglês a passive voice, ou voz passiva, é usada na busca por dar ênfase no receptor da ação. Dessa forma, é possível notar a omissão do agente da frase e ênfase do objeto. Outro aspecto que é intrínseco ao uso de voz passiva no inglês é a integração do verbo ser nas frases.

Ou seja, o verbo “to be” é amplamente usado neste formato de voz na língua inglesa. Por sinal, é um dos aspectos que podem acabar gerando dúvidas em quem está sendo introduzido na língua.

Muito usada em notícias e manchetes, a voz passiva no inglês tem como principal motivo de uso a omissão de ações. Seja para eufemizar uma situação ou enfatizar algum fator na frase que noticia a situação.

Outro aspecto crucial de entender sobre a aplicação de frases em voz passiva no inglês é que, assim como no português, existem algumas regras às quais todos os praticantes da língua devem atentar-se. Mas aqui nos limitaremos a essa abordagem mais generalista. Afinal, o foco aqui é tratar das aplicações e formas de identificar vozes ativa e passiva.

Voz Ativa no Inglês

A voz ativa é usada de forma mais corriqueira em diálogos informais na língua inglesa. É claro que, assim como a voz passiva, possui uma aplicabilidade ampla no idioma.

Mas para identificar a voz ativa no inglês basta prender-se as noções transmitidas para a identificação de voz ativa no português: uma sentença com voz ativa tem como principal função pôr em voga o agente da frase e omissão do objeto.

Basicamente, é o contrário da forma de identificação da voz passiva numa frase. No inglês, aliás, essa é considerada como a “voz normal”. Afinal, é mais direta e usada no dia a dia da língua.

Identificar esse tipo de voz no inglês demanda apenas o reconhecimento da atuação do sujeito em uma sentença. Portanto, muito mais simples e fácil de compreender do que a voz passiva no inglês. É claro que, assim como para a voz passiva, existem algumas normas importantes para o entendimento da aplicação dessa voz na prática da fala e da escrita.

No entanto, aqui nos restringimos apenas a trazer à tona aspectos gerais sobre a aplicabilidade de voz passiva e ativa no idioma mais falado do mundo, o inglês.

Resumo voz ativa e passiva

A partir desse artigo foi possível introduzir noções importantes sobre voz passiva e ativa. Suas diferentes aplicações em sentenças da língua portuguesa, assim como na língua inglesa, é algo que todo estudioso ou entusiasta da gramática deve entender.

No entanto, diferente das imposições Alexandrinas séculos atrás, ter esse conhecimento não é algo obrigatório. Saber gramática não significa conhecer a língua portuguesa verdadeiramente. Aqueles que julgam como errados quem não seguem à risca as normas da gramática da língua portuguesa também são praticantes desse idioma e não devem sofrer com preconceitos linguísticos.

Assim como proposto no texto, uma língua é um organismo vivo suscetível a mudanças infinitas. Não são poucos os debates quanto a esse assunto. Portanto, não iremos nos estender muito sobre esse assunto para não tornar incoerente com a leitura.

Mas caso haja interesse em saber mais sobre gramática e assuntos afins, nosso blog conta com uma grande diversidade de artigos.

Eles abordam esse assunto e explicam em detalhes os conhecimentos de nossos redatores, que sempre devem estar a frente de informações sobre gramática e escrita para entregar os melhores conteúdos.

Deixe seu comentário