White Hat SEO são práticas de otimização de conteúdo permitidas pelas regras e diretrizes dos mecanismos de busca.

Dentre as principais técnicas de otimização de conteúdo, White Hat SEO está entre as mais comuns. Tem como principal objetivo, elevar a qualidade do conteúdo para entregar ao público. Tirando dúvidas, e mostrando valor sobre o que está sendo entregue.

Com isso, a técnica é aplicada na otimização, através de title tag, uso de palavras-chave, link building, meta description, e muito mais. Faz parte das estratégias de marketing digital e funciona nos mecanismos de busca para melhorar o posicionamento no ranking.

Esse conjunto de estratégias faz com que o posicionamento dos buscadores realize sua análise para determinar o ranking, de acordo com cada busca feita. No universo de SEO, as boas e as más práticas ficam conhecidas como White Hat e Black Hat, respectivamente.

A diferença entre os dois tipos está principalmente na tolerância que o Google tem sobre elas. Levando em consideração os próprios termos e condições de uso. Portanto, quando uma prática não é natural, ela pode sofrer punição severamente.

Além disso, vale ressaltar que não há necessidade de realizar algo proibido para alcançar os objetivos. Para entender melhor sobre as práticas e o que está permitido ou não, continue lendo para se manter isento de possíveis penalizações.

O que é White Hat SEO?

O termo é utilizado para se referir a técnicas de SEO, que seguem as diretrizes do Google. White Hat SEO faz parte de uma série de práticas que estão permitidas dentro das regras dos mecanismos de busca.

Sendo assim, é uma maneira de otimizar o conteúdo para o usuário, fortalecendo-o de maneira positiva e ganhando mais autoridade no seu domínio. Para fazer tudo do jeito certo, precisa conhecer quais as práticas permitidas e assim montar as estratégias.

As diretrizes dos mecanismos de busca servem para melhorar cada vez os posicionamentos dos sites e acima de tudo a experiência do usuário. Sendo assim, os conteúdos trabalhados usam diversas estratégias e práticas diferentes, que devem ser contra spam e outras técnicas proibidas pelos buscadores.

Qual a diferença entre White Hat, Gray Hat e Black Hat SEO?

Ao ter em mente que o conteúdo desenvolvido em um site precisa ser relevante para o usuário e acessível, as técnicas ou práticas de White Hat SEO precisam seguir essa linha. Por mais básicas que sejam as estratégias.

Contudo, ao começar a construir o posicionamento online pelos mecanismos de busca, é preciso entender o que cada uma das técnicas pode ocasionar. Portanto, ao ter como principal objetivo a atenção da audiência, para solucionar um problema ou tirar dúvidas, o foco não se deve apenas o ranqueamento.

Descobrir como entregar conteúdo de valor para atender o usuário com qualidade, é sempre a melhor estratégia. Principalmente ao saber diferenciar o que pode ou não usar, e também, entender o que é White, Black e Gray Hat.

White Hat SEO

Como esclarecido anteriormente, o White Hat SEO são as práticas que seguem as regras e as demais diretrizes dos mecanismos de busca. O que serve para auxiliar e melhorar todo o posicionamento do site, com práticas de otimização.

Ao aprender a trabalhar os conteúdos e dessa forma usar as técnicas de forma natural, como backlinks, palavras-chaves, etc, não há necessidade de práticas maliciosas e proibidas para ficar entre as primeiras posições do ranking.

A melhor maneira de obter os resultados que deseja, é através de White Hat SEO, mesmo que leve um pouco mais de tempo. Ainda vale mais a pena do que sofrer penalização de alguma forma pelos buscadores e perder posições, indo lá para baixo.

Black Hat SEO

As Black Hats levam esse nome por se tratar de práticas de mau uso, ou até mesmo “criminosas”. Para os mecanismos de busca, esse tipo de técnica não é recomendado principalmente por não oferecer tráfego de qualidade.

Sendo assim, entende-se por Black Hat SEO, técnicas que conseguem atrair uma grande quantidade de usuários, mas que não vão se interessar pelo seu conteúdo. Portanto, uma visão que grande parte das pessoas não possui ao se deparar com esse tipo de prática, é justamente o tráfego alto, mas que não oferece resultado.

Além disso, você ainda corre o risco de ser denunciado por práticas indevidas aos buscadores. O Google por exemplo, busca oferecer sempre conteúdos de qualidade aos seus usuários. Portanto, seleciona entre as melhores posições, sites relevantes e que tenham conteúdo de qualidade.

Existem muitas técnicas avaliadas durante esse processo, mas Black Hat, consegue manipular parte dessas variáveis e dessa forma, se reposiciona em lugares onde não deveria e longe do conteúdo proposto.

Dentre as técnicas proibidas estão o uso de links ocultos, camuflagem de conteúdo e redirecionamento para postagens não autorizadas. Além disso, o uso de subdomínio repetitivos ou páginas de entrada com função de pesquisa devem ser evitados.

Gray Hat SEO

Em contrapartida, Gray Hat SEO seria o meio-termo entre as duas terminologias. Enquanto o Black Hat se trata de técnicas abusivas e White Hat SEO as técnicas permitidas, o Gray envolve um pouco dos dois.

As práticas Gray Hat conseguem criar links que são desfavoráveis ou desnecessários para o conteúdo, que tem intuito apenas de atrais. Sendo assim, além de criar notícias falsas, também usa a compra de domínios inativos para já obter seguidores nas redes sociais.

Quando os buscadores encontram esse tipo de medida, já ficam desconfiados devido ao tipo de domínio. Portanto, se trata de uma técnica negativa, principalmente por envolver outras questões éticas.

Entretanto, quem utiliza as técnicas de Gray Hat acabam sofrendo punições mais amenas, perto de Black Hat SEO. Dificilmente esse tipo de prática leva ao banimento, assim como as práticas totalmente proibidas e maliciosas.

Nesse caso, Gray Hat é uma transição entre o que pode ou não ser feito. e quando usada por pouco tempo não sofre tanta punição. Mas quando ela fica muito tempo no ar ou presente no site, pode ser considerada e se transformar em uma Black Hat.

Quais as principais técnicas de White Hat SEO?

Para entender exatamente quais são as práticas utilizadas em White Hat SEO, são basicamente as essenciais para otimização. Como parte das técnicas são obrigatórias para qualquer site manter tráfego.

Contudo, a criatividade não deve ser poupada na hora de criar os conteúdos, assim como a atenção para o usuário. Conteúdos relevantes e criativos sempre despertam mais a atenção da audiência e quando otimizados da maneira correta, conseguem alcançar quem precisa.

Portanto para que o site ou blog se sobressaia frente aos outros, é importante saber como usar as técnicas. Veja abaixo.

1.      Otimização de palavras-chaves

Parte do processo de otimização requer a pesquisa de palavras chaves. Conhecer quais são os termos mais buscados pelo seu público e assim, usar em SEO, os termos mais importantes. O número de vezes a ser repetido varia de acordo com o tamanho do texto ou necessidade.

Saber escolher a melhor palavra chave vai depender do tipo de estratégia. Existem ferramentas importantes que auxiliam durante esse processo, como Google Trends e SemRush.

Para que a estratégia de marketing tenha resultado, é importante verificar o uso de palavras-chave.
Ferramenta para planejar palavras-chave – SemRush

Contudo, vale ressaltar que ter um site otimizado com palavras chaves é importante, assim como focar no usuário para criar os conteúdos. O mais importante e que torna o artigo relevante para o mecanismo de busca, é a sua relevância para o usuário.

Entretanto, ao usar as ferramentas para descobrir quais termos são mais buscados, fica mais fácil unir o que os usuários buscam, com o que você em para criar. Os termos mais usados, são aqueles que as pessoas têm buscado mais, ou seja, são de maior interesse.

Muitas vezes, criar conteúdo com base nessas informações, trazem melhores resultados. Usar o planejador de palavras-chaves também é um indicador para ter uma direção dos artigos a criar.

Contudo, para que usar palavras-chaves em técnicas White Hat SEO não se torne um transtorno, vale dizer que existem alguns termos que podem ser assuntos muito populares e gerar confusão entre os usuários. Portanto, é preciso tomar muito cuidado com que será escrito, evitando ao máximo palavras-chaves que sejam negativas para o benefício do site.

2.      Title tag

Um dos pontos mais importantes para a indexação de buscadores é o título do texto criado. Por isso, que quem trabalha com marketing de conteúdo, sabe da importância de trabalhar bem o Title Tag.

É essencial saber como escolher as palavras para criar o título, usando a palavra-chave escolhida, mas ao mesmo tempo chamando e dando a entender do que se trata aquele conteúdo.

Usar de title tags com estratégia  para otimização de seo
A Title Tags ou títulos, são fundamentais para atrair o usuário e fazer com que ele clique no artigo.

A técnica exige que o título fique na página do conteúdo e assim, o usuário clica sobre ele e é direcionado para a página correta, onde gostaria de ir. Sendo assim, essa é uma exigência e um dos fatores determinantes de um bom ranqueamento e posicionamento do site nos buscadores.

3.      Uso de link building

Quando mais links são usados para apontar para o seu site, melhor será a posição no Google. Contudo, para ser considerado uma boa prática de White Hat SEO, é preciso que esses links sejam de qualidade, ou seja, que venham de outros sites com autoridade em seu domínio.

Os links usados para indicar um conteúdo, são chamados de link buildings ou Backlinks SEO. Dentro de um artigo de blog ou site, eles podem ser externos, mandar o usuário para outro site, ou interno, direcionar para outro conteúdo, dentro do mesmo site.

Quando os sites que indicam tem reconhecimento e o tema ou o conteúdo possui o mesmo assunto, as páginas indicadas acabam ganhando posições no ranqueamento do Google. Isso acontece, devido à própria credibilidade do site e a relevância.

Isso faz uma enorme diferença para os motores de busca durante a montagem do ranking, e conquistar esse tipo de link é extremamente importante. Embora esse seja um processo que leva tempo, o link building quando bem empregado traz muito retorno.

O ponto de partida inicial sempre será o conteúdo criado. Tudo depende disso. Portanto, quem está trabalhando com marketing digital e quer começar a otimizar os conteúdos, precisa se dedicar e o mais importante, ser natural.

As oportunidades vão aparecer até mesmo para formar parcerias com blogs diferentes, e assim, os links vão surgindo de forma automática e orgânica. Em contrapartida, vale ressaltar que links irrelevantes podem atrapalhar o ranqueamento. Por isso, é importante ponderar as parcerias que fechar.

4.      Meta Description

Outra prática que pertence a White Hat SEO, é a elaboração da meta description. Essa descrição fica localizada abaixo do título do conteúdo na página de buscas, e deve ser um breve resumo do que o usuário vai encontrar.

Esse pequeno espaço deve ser dedicado a fazer uma descrição do conteúdo e ao mesmo tempo, ser chamativo para atrair o público a clicar para ler. Sendo assim, mesmo tendo um tamanho pequeno, essa descrição é muito importante.

a meta descrição precisa ser feita com atenção para resumir o conteúdo e atrair simultaneamente.
Meta description é o conteúdo resumido em poucas palavras que aparece abaixo do título na página de buscas.

Para estar de acordo com as técnicas de otimização, esse espaço precisa conter a palavra-chave, e saber como atrair. O usuário precisa saber o que vai encontrar ao clicar naquele link. Faça, pensando como se fosse um usuário ao fazer uma busca.

Conclusão

Usar técnicas de White Hat SEO traz muito mais benefícios para o seu site no longo prazo, do que o contrário. Mesmo que os resultados demorem um pouco mais para aparecer. Contudo, é dessa forma que o usuário tem a melhor experiência. E quem prioriza o usuário, tem vez para os algoritmos do Google.

Portanto, para que o site ou blog tenha uma longa vida e que traga resultados, as práticas que promovam conteúdos de qualidade, tem maiores chances de crescerem como um todo. Contratar uma consultoria em SEO pode fazer toda a diferença nos resultados esperados, e no alcance dos objetivos da empresa.

Cada estratégia vai variar de acordo com as metas e objetivos de cada um, mas usar White Hat não prejudica em nada o site. Muito pelo contrário. Existem muitas maneiras de fazer SEO e conseguir melhor posicionamento. De forma orgânica, usar técnicas permitidas pelas diretrizes dos buscadores, ainda é o mais recomendado.

Utilizar truques e práticas arriscadas para conquistar mais tráfego pode ser à primeira vista algo compensador. Mas os riscos de ser banido por completo de um mecanismo de busca tão poderoso como o Google, nem sempre vale a pena.

Leave a comment